Pular o menu
 

Tsukasa Space

Fundo do Baú: Você ja assistiu Hōrō Musuko?

:: 3 minutos de leitura

Sem pretensões de agradar a públicos específicos, o animê aborda de forma magistral a transexualidade.

TsukasaKunAutor(a)

Fala, pessoal, tudo de boa? Gente, revirando o meu baú de animês, encontrei um que quando assisti pela primeira vez me marcou de uma maneira muito especial. E olha, gente, como é difícil encontrarmos histórias que não são feitas para agradar a público X ou Y ou mesmo faixa etária específica. Boas histórias que não são feitas com a intenção de vender nenhum produto, mas, sim, uma história criada por alguém que simplesmente tem uma boa história pra contar. Nossa, como isso é difícil… Mas encontrei isso em Hōrō Musuko, uma história inspirada no mangá homônimo de Takako Shimura que nos apresenta uma linda mensagem com um sentimento único e peculiar de um caso que é típico, ainda que, por tabu, a sociedade tenda a esconder que aconteça. Uma interessante metáfora é apresentada aos seus personagens principais… que podem ser associados com pessoas da vida real…

Na história, conhecemos o pequeno Shūichi Nitori, um garotinho de dez anos que tem o desejo de se tornar uma mulher e, como tal, anda sempre vestido como uma. Do outro, temos Yoshino Takatsuki, que, ao contrário de Nitori, quer se transformar em um homem e, sendo assim, anda sempre vestida como um menino. As duas crianças então passam a compartilhar este segredo e, assim, se encontram às escondidas para se arrumarem e, assim, poderem sair pelas ruas e até mesmo irem à escola. Mas, com o passar do tempo, as coisas começam a ficar difíceis para eles se transvestirem em segredo e, assim, eles começam a se preocupar por conta do desenvolvimento do corpo.

Hōrō Musuko é produzido de uma forma muito cuidadosa nos detalhes. Não espere aqui encontrar cabelos coloridos, olhos arregalados de tamanhos gigantes, brilho e glitter… A beleza visual se encontra na simplicidade do traço dos personagens e do filtro aplicado à animação, que sinceramente me lembrou muito um outro animê das antigas do qual em breve vou falar aqui, chamado Kare Kano. Cada quadro deste animê é tratado como se fosse uma pintura com cores suaves e claras.

O ambiente escolar retratado neste animê é como o de qualquer outra escola, com alunos sofrendo bullying por suas atitudes e maneiras de se portarem. Uma historia realmente surpreendente com uma trilha sonora que realmente faz chorar. A abertura é cantada por Rie Fu, do primeiro encerramento de Bleach, e a letra é tão linda e profunda que é impossível imaginar sendo cantada por outra pessoa. Fala sobre amor verdadeiro, aquele que não vemos com tanta frequência nos dias de hoje, sabe?

Enfim, definitivamente afirmo que Hōrō Musuko é um animê único que com certeza não irá agradar a todos. Se você prefere algo que tenha uma ação desenfreada com muito sangue e soco pra todo lado, se não gosta do gênero slice of life de história, provavelmente é melhor que você fique longe deste animê, mas se você é como eu que gosta de uma boa história, com profundidade e um toque de realidade, então este animê é para você.

Uma história contada de maneira simples, porém efetivo. Dramático, porém leve. Um animê idealista, mas assustadoramente real. Hōrō Musuko, um animê que merece mais atenção do que a que recebeu em seu ano de estreia.

E por hoje é só. Até nosso próximo encontro aqui no TsukasaSpace.

Tags

Compartilhar

  • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
Voltar ao topo