Ryoko no Japan

Senhoras e Senhores, Meninos e Meninas, apresento a vocês:Toire no Hanako-san!

:: 4 minutos de leitura

Confira aqui uma matéria sobre uma garota que vocês nunca desejariam conhecer (ou não, vá saber). O tema desse mês é: Lendas Urbanas, sintam-se à vontade e boa sorte!

Senhoras e Senhores, Meninos e Meninas, apresento a vocês:Toire no Hanako-san!

Queridos onigiris, minha pergunta pra vocês agora é: Quem gostaria de uma boa lenda urbana japonesa para começar a semana bem? Mas claro, preciso avisar que se você possui medo e uma imaginação bem fértil, pode parar de ler essa matéria IMEDIATAMENTE.

Até hoje os conteúdos da coluna Ryoko no Japan foram leves, mas a graça está em variar, não acham? Até porque a Musa-sama vai adorar ler essa matéria de sua redatora favorita (ou não). Contudo, basta de "enrolações", vamos para o que realmente interessa: Lendas Urbanas!

A lenda escolhida para essa matéria é uma que pode, ou não, fazê-los lembrar aquela nossa querida personagem das histórias de Harry Potter: a Murta Que Geme. Não estou dizendo que a história é idêntica, só estou relacionando o fato de ambas morrerem em banheiros de colégio e permanecerem por lá.

Ops, sem querer dei spoiler da nossa lenda.

Mas enfim, apresento agora a vocês, Toire no Hanako-san. Conhecida assim pelos japoneses, esse nome significa: A menina do banheiro, ou Hanako do banheiro (semelhanças com lendas de loiras no banheiro são mera coincidência).

Senhoras e Senhores, Meninos e Meninas, apresento a vocês:Toire no Hanako-san!

Conta-se que Hanako é uma garota fantasma que habita os banheiros das escolas japonesas, em outros casos dizem ser uma adolescente, mas o fato é que ela vive assombrando os banheiros.

Alguns contam que sua aparência é de uma menina com uniforme vermelho, cabelos lisos e negros, tendo em sua face um olhar tão sinistro que pode fazer até os mais corajosos (exceto Chuck Norris) sangrar.

Essa lenda começou a ser comentada na década de 80, mas há quem diga que, de vez em quando, na década de 50 já se ouvia em alguns lugares pessoas chamando por “Hanako-san”. Como todas as lendas, a história de Hanako-san possui várias versões

Na primeira versão temos como culpado um pai louco, violento e pervertido. Hanako-san um dia fora perseguida por esse pai, como ele estava em um estado de fúria, ao alcançá-la, afogara a menina na privada do banheiro de casa.

Em outra versão parecida, troca-se o pai violento por uma mãe com problemas mentais. Nessa a mulher chegou a um estado de completa falta de razão que, um dia, resolveu matar sua própria filha. O assassinato, como o do pai, ocorreu no banheiro da casa, onde a garota encontrava-se escondida da mãe.

Senhoras e Senhores, Meninos e Meninas, apresento a vocês:Toire no Hanako-san!Há versões de mortes acidentais como uma em que dizem que Hanako havia caído da janela do banheiro da escola. Em outra versão, conta-se que a garota brincava escondida no colégio, porém ela e seus colegas perceberam o alarme de bombardeio e correram para se esconder. Hanako-san escolhera o banheiro.

No entanto, as bombas atingiram-na e deixaram a menina em pedacinhos. A época foi durante a Segunda Guerra Mundial.

As duas últimas versões são de suicídio e assassinato, a primeira diz que Hanako-san suicidara-se no banheiro do seu colégio, esta pode ser uma versão bem plausível, se levarmos em conta o fato de que o Japão possui um índice de suicídios bem elevado.

Já a versão do assassinato

Era um dia normal no internato em que Hanako-san estudava. A garota, por mera inocência, resolveu dar um passeio pela área campestre do recinto.

Em meio às árvores ela enxerga um homem portando um machado e olhando para ela de uma forma muito assustadora, a garota assustada, obviamente, começa a correr em direção ao colégio vazio.

Senhoras e Senhores, Meninos e Meninas, apresento a vocês:Toire no Hanako-san!

Primeiro, Hanako-san, enxerga o salão e corre para se esconder. Abaixada no canto, ela escuta os passos do homem e corre para o banheiro, tranca-se na quarta cabine e lá fica esperando o rapaz assustador ir embora. Infelizmente, não é isso o que acontece, pois o homem acaba por escutar o barulho da porta da cabine em que ela se encontrava.

Enquanto se aproximava, fingindo estar procurando a garota, o homem falava “Hanako-san asobimashou!”, que significa: “Vamos brincar Hanako!”. Pensando estar segura, ela não notou que o homem chegara a sua cabine. Com o machado, ele destroça toda a porta e despedaça a garota ali mesmo.

Enfim, essas são algumas das versões contadas da lenda de Hanako-san. Até hoje acredita-se que a quarta cabine de todos os banheiros de colégios japoneses (inclusive os dos garotos) são assombradas pela garota Hanako. Porque logo a quarta cabine? Bem, os japoneses acreditam ser o 4, um número maldito, pois a fonética dele se assemelha muito com a palavra “morte” (pronunciada como “shi”).

Então já sabem, ao andarem sozinhos por um banheiro de colégio, NUNCA abram a quarta cabine! Do contrário você poderá morrer, ou encontrar aquele olhar sombrio que te perseguirá pelo resto da vida, habitando todos seus pesadelos.

Esse foi meu conselho, mas se você é do tipo de pessoa corajosa, aqui vai uma dica para incitar o fantasma de Hanako-san: Bata na porta da cabine três vezes, chame-a pelo nome ou pergunte “Hanako-san, está aí?”.

É bem provável que ela não te responda, no entanto, em algumas das versões contadas, ela responderá: “Sim, eu estou aqui.”, com uma voz rouca e baixa. Depois disso, é melhor correr, pois você conseguirá irritá-la ainda mais do que apenas entrar.

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo