Arquivo JH

Raposa Informa – Hideshi Hino o Mestre dos Mangás de Terror!

:: 3 minutos de leitura

Conheça a história desse mestre do terror japonês e seus trabalhos como mangaká terror

Raposa Informa - Hideshi Hino o Mestre dos Mangás de Terror!


Hideshi Hino nasceu na Manchúria, China, em abril de 1946. Sua família e outros imigrantes japoneses precisaram fugir ao Japão para não serem linchados por grupos de civis chineses que desejavam se vingar de anos de dominação nipônica. A destruição do Japão pós-guerra marcou muito sua mente e o trabalho que viria a desenvolver em mais de 30 anos como mangaká.
 

Muitos mangás de Hino retratam fatos de sua vida, como por exemplo, seu avô que era um membro da Yakuza ou seu pai que criava porcos e tinha uma tatuagem de aranha nas costas. Curiosidade é que Hideshi Hino coleciona katanas e é praticante de artes marciais e também diretor de cinema.
 

No início de sua carrera, antes de ser considerado "O mestre dos mangás terror", Hino era autor de comédias e ficções na época inspiradas em filmes. Fanático por cinema, ao assistir Seppuku, filme de Masaki Kobayashi de 1962, desenvolveu uma verdadeira obssessão pelo Japão medieval. E foi sob essa influência que aos 21 anos, Hino publicou seu primeiro trabalho, em 1967: uma história curta  na revista  Com, de Osamu Tezuka, intitulada, Tsumetai Ase ("Suor Frio"), uma comédia sobre uma casa de chá no Período Edo.
 

Sua primeira história de terror, inspirada em contos de fada misturado com terror levado ao folclore japonês, foi levada a Akita Shoten, na qual ele pensava que essa história refeita várias vezes poderia fazer a carrreira dele ou acabar com ela de vez, eles publicavam apenas mangás voltados para um público infantil. E o editor chefe lhe disse: "Esse trabalho é grotesco demais" e Hino ficou muito desapontado, no próximo prédio da Shonen Gaho também o rejeitaram, quando ele iria procurar outra editora a Shonen Magazine, a Shonem Gaho mudou de idéia e publicou sua história  Zouroku no Kibyo. Traumatizando uma geração de crianças ao contar a história de um homem chamado Zoroku que infectado com uma misteriosa doença que o faz apodrecer com detalhes gráficos muito bem desenhados. Algumas de suas excelente obras publicadas no Brasil são: Panorama do inferno, Onimbo e os vermes do inferno e a Serpente vermelha.
 

Sua imensa obra de terror como uma pintura perfeita com cadáveres em decomposição, seres grotescos e assassinos doentios habitam mais de duzentos livros o ajudando a ser considerado o verdadeiro "O mestre dos mangás de terror".
 

Sobre o autor segundo as palavras do próprio:
 

"O mundo de terror criado e publicado por esse artista que se apresenta com o pseudônomo de Hideshi Hino não representa  o mundo real do cidadão chamado Yasushi Hoshino (nome verdadeiro de Hideshi Hino). Eu na pele de Hideshi Hino sou sempre perseguido por palavras e impressões malditas: o trauma, o pintor do inferno do mundo conteporâneo, o imperador do submundo dos mangás de terror, o artista que criou uma tendência, o solitário patológico etc, etc, etc… 
 

No entanto quando volto para a vida de Yasushi Hoshino, sou apenas um homem com pai, mãe e irmãos. Tenho esposa, filhos, amigos e hobbies. Sou apenas um sujeito como qualquer outro. E se me permitem o desabafo trasformar um homem comun em Hideshi Hino numa mesa de trabalho exige um esforço descomunal deste ser humano. De certa forma, desenhar um mangá de terror obriga o autor a quebrar o equilíbrio mental que ele tem dentro de si, aquele que mantém as pessoas sãs no dia-a-dia. Isso é duro, mas essa vincosidade que fica em mim quando eu crio desenhos de terror se acumula e eu preciso expurgar ela em forma de quadrinhos e isso se tornou um circulo vicioso."
 

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo