Pular o menu
 

Dorama Love

Indicação de dorama: Bad Romance: The Series

:: 3 minutos de leitura

Mesmo perdendo o sentido e a noção no decorrer da história, Bad Romance entrega uma ótima história e tem sua trama melhorada nas seguintes temporadas.

Ed-OliAutor(a)

Sinopse

Yihwa é a típica mulher independente, decidida e linda, acreditando que homem é igual a iPhone: “se não tiver, você não morre por isso”. Acaba se mudando para o condomínio onde vivem seus melhores amigos e, coincidentemente, acaba conhecendo Cho, que logo cai de amores por ela. No entanto, acreditando que Cho é gay, ela despreza os sentimentos do rapaz, e o mesmo, decidido a conquistá-la, arma de tudo para convencê-la.

Crítica

Diferente de todos os doramas, Bad Romance conseguiu trabalhar bem os seus personagens com os seus curtos números de episódios, dando foco em mais casais da série quebrando o clássico clichê de que todo o universo se passa apenas para os protagonistas. Se pretender dar boas risadas com um enredo pastelão e divertido, este é um belo pedido, diferente das suas temporadas seguintes (sim, Bad Romance possui mais de uma temporada), nas quais o foco é mais o drama.

O destaque vai para Yihwa, que rouba a cena onde passa com as suas frases e trejeitos usando sempre o título de “eu sou rica, linda e poderosa”, mas como nem tudo é um mar de flores, o dorama acaba se perdendo tentando desenvolver outros casais além dos protagonistas, ficando nítido um pouco de enrolação da história e fazendo com que alguns personagens percam o carisma e o brilho em cena.

Bad Romance é baseado na novel de mesmo nome, porém não é a primeira novel em sequência, mas a primeira temporada da saga, portanto se achar estranho alguns acontecimentos não explicados como a icônica cena de entrada do primeiro episódio, é mais que natural.

A sequência correta é:

  • Together with Me
  • Bad Romance
  • Together with Me: Next Chapter

Observação: Together with Me possui outro casal principal e termina fechando as pontas de Bad Romance.

Não espere o melhor dorama nem o pior, mas, sim, se divertir com as situações hilárias ou até mesmo improváveis (serio, você vai se divertir de coisas absurdas) com direito a hospício, vilão icônico e revelações de novela mexicana.

Observação pessoal: por não ser um dorama coreano, de início vai ser difícil se acostumar com o idioma local e com a cultura, que é bem diferente daquela da Coreia do Sul, como a postura e o comportamento, que são bem distintos. Outro ponto que acaba irritando são eles falarem o nome de cada um o tempo todo; às vezes, você já sabe de quem estão falando, mas eles precisam nomear fulano A e ciclano B. Como isso irrita!

O curioso caso de amor e ódio por My Dear

Este é o terrível caso em que não sabemos se amamos ou não alguém, e pela My Dear fica evidente isso.

My Dear é arqui-inimiga de Yihwa e a vilã da série (coitada), que se “apaixona” por Cho fazendo de tudo para disputar o coração dele (sério, coitada, Yihwa e cia. fazem muita covardia com ela; pelo menos os fantasmas são legais com ela — sim, eu falei que rola de tudo).

Consideração final (alerta de spoiler!)

Mesmo perdendo o sentido e a noção no decorrer da história, Bad Romance entrega uma ótima história e tem sua trama melhorada nas seguintes temporadas, deixando de lado os traumas sobrenaturais e ignorando completamente aquela possessão depois de o verdadeiro vilão confessar seu plano no final desta temporada (eu realmente fiquei me perguntado onde este mundo iria parar).

Dito isso, se divirtam e bom dorama.

😒
Voltar ao topo