Pular o menu
 

The Game Station

As Tartarugas Ninja: conheça um pouco da história e seus jogos!

:: 6 minutos de leitura

Santa tartaruga! Conheça a história de Leonardo, Donatello, Rafael e Michelangelo e seus jogos!

AlastairAutor(a)

Ah, os anos 90! Uma época boa para ser criança, pois na TV chovia de programação voltada ao público infantil. Diversas séries e desenhos de sucesso surgiram e caíram no gosto da criançada, mas um desenho em si marcaria essa geração e ditaria uma moda que seguiria até os dias de hoje. Eu estou falando d’As Tartarugas Ninja!

O Surgimento

As Tartarugas Ninja foram criadas por Kevin Eastman e Peter Laird, que sempre sonharam em se tornar os próximos Jack Kirby. Tudo começou com uma piada entre Kevin e Peter quando Kevin imaginou como seria se o Bruce Lee fosse um animal e qual seria o animal mais estúpido. Então ele desenhou uma tartaruga mascarada em uma pose de kung-fu e nunchakus. Quando terminou o desenho, ele mostrou ao Peter dizendo que aquela seria a próxima grande novidade, e ambos passaram aquela noite rindo. Mais tarde, Kevin desenhou outras tartarugas com armas diferentes e pensou que aquela era a coisa mais idiota que havia feito.

O conceito d’As Tartarugas Ninja era ser uma paródia às obras de Frank Miller, respectivamente Demolidor e Ronin, e também aos quadrinhos d’Os Novos Mutantes da Marvel. Então, Kevin, junto a Peter, fundou a Mirage Studios com um capital de US$ 3 mil, e ambos começaram a publicar seu quadrinho de forma independente.

Mas como anunciar esse tipo de história “diferente” para o público? Então Peter teve a ideia de publicar uma notícia com os dizeres: “Nós chegamos!”. Mesmo com Kevin achando estúpido e que ninguém compraria, Peter publicou, e em uns dias todos os lugares já estavam falando d’As Tartarugas Ninja.

Logo as primeiras cópias d’As Tartarugas Ninja se esgotaram, e a Mirage Studios teve de imprimir e distribuir mais e mais dos quadrinhos. No verão daquele ano, Kevin Eastman e Peter Laird “se tornaram” Jack Kirby.

O sucesso

O sucesso dos quadrinhos d’As Tartarugas Ninja era incontestável, o que fez a obra de Kevin e Peter alcançar outras mídias. Em pouco tempo, as Tartarugas ganharam seu primeiro desenho animado junto aos estúdios Murakami-Wolf, uma animação com apenas cinco episódios em 1987 e que, devido ao grande sucesso, no ano seguinte ganhou uma temporada e durou até o ano de 1996. Após o fim do desenho em 1996, a Saban criou uma série televisiva com atores; mais tarde, foi feito crossover entre essa série e Power Rangers.

Em 2003, a 4Kids adquiriu o direito d’As Tartarugas Ninja com a Mirage Studios para criar uma animação mais adulta, baseada nos quadrinhos e que durou até o ano de 2009. No ano seguinte, a Nickelodeon adquiriu a franquia e criou dois desenhos, Teenage Mutant Ninja Turtles e Rise of the Teenage Mutant Ninja Turtles, sendo ainda responsável pela franquia até o presente momento.

As Tartarugas também alcançaram os cinemas, com um total de oito filmes: As Tartarugas Ninja (1990), que conta a história da primeira edição dos quadrinhos e se tornou o filme independente mais lucrativo da história até 1999, custando aproximadamente US$ 13 milhões e faturando mais de US$ 201 milhões; As Tartarugas Ninja 2: O Segredo de Ooze (1991), sendo continuação do primeiro filme; As Tartarugas Ninja 3 (1993), no qual as Tartarugas voltam no tempo para o Japão feudal; Tartarugas Ninja – O Retorno (2007), sendo a primeira animação 3D das tartarugas; Turtles Forever (2009), filme que fecha o arco do desenho de 2003; Teenage Mutant Ninja Turtles (2014) e As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras (2016), os dois filmes que menos agradaram aos fãs, devido ao estilo gráfico das Tartarugas e sua fraca história; e Batman vs. Teenage Mutant Ninja Turtles (2019), um filme crossover entre o Batman da DC Comics e versão das Tartarugas feitas pela Nickelodeon em parceria com a própria DC.

Os jogos

Como toda série de sucesso dos anos 80/90, era de se esperar que o mundo dos games abraçasse As Tartarugas Ninja. E foi através da Konami, em 1989, que as Tartarugas ganharam o seu primeiro jogo para os arcades da época: Teenage Mutant Ninja Turtles, um jogo estilo beat ‘em up, um estilo de muito sucesso na época, mas com o diferencial que podia ser jogado em até quatro pessoas. Isso era possível graças ao arcade feito especialmente para o jogo, podendo suportar até quatro players simultâneos, uma grande novidade na época.

Mais tarde, Teenage Mutant Ninja Turtles foi portado para o console de mesa Nintendo Entertainment System, o famoso NES, com o nome Teenage Mutant Ninja Turtles II: The Arcade Game. Essa alteração de nome foi feita pra não ser confundido ao jogo de plataforma Teenage Mutant Ninja Turtles, o qual já havia sido lançado no console anteriormente.

O jogo também foi portado para os computadores da época, como ZX Spectrum, Amiga, Amstrad CPC, Atari ST, PC e Commodore 64, com o título de Teenage Mutant Ninja Turtles: The Coin Op.

Em 1991, foi lançado a continuação do jogo, e o mais famoso da franquia, o Teenage Mutant Ninja Turtles: Turtles in Time. Assim como seu antecessor, o jogo foi um sucesso, mas não foi pelos sprites maiores e mais detalhados e seus cenários bonitos, mas, sim, graças ao seu port para o console de mesa da época: o Super Nintendo Entertainment System, o grande Super Nintendo.

Devido ao Super Nintendo ter se tornado o console mais popular da época, foi fácil para que As Tartarugas Ninja alcançasse o sucesso na plataforma e seu lugar entre os melhores jogos beat ‘em up do SNES. Outro fator que ajudou no sucesso de Turtles in Time no console foram as alterações feitas devido ao port, como os níveis “Sewer Surfin” e “Neon Night-Riders”, alterados para níveis bônus; um novo estágio chamado “Technodrome”; e quatro outros novos bosses: Rat King, Slash, Bebop e Rocksteady.

Após seu lançamento, Turtles in Time se tornou o título de arcade mais vendido da Konami até aquele ano, sendo a versão portada para SNES mais elogiada que sua versão original para arcades.

Em 1993, foi lançado o spin-off Teenage Mutant Ninja Turtles: Tournament Fighters, um jogo de luta baseado em Street Fighter. Em 2009, a Ubisoft adquiriu os direitos da franquia e produziu o jogo Teenage Mutant Ninja Turtles: Smash-Up para Wii, baseado em Super Smash Bros. e também um remake de Turtles in Time. Em 2013, os direitos passam para a Activision, que produziu Teenage Mutant Ninja Turtles: Out of The Shadows, baseado na animação da Nickelodeon. Em 2016, tivemos Teenage Mutant Ninja Turtles: Mutants in Manhattan pela Platinum Games. A última aparição das Tartarugas em um game foi em um DLC do jogo Injustice 2, chamada “Fighter Pack 3” no ano de 2017.

O futuro

Apesar de não estarem em alta como já estiveram nos anos 90, as Tartarugas ainda são grandes ícones da cultura pop, tanto que a Nickelodeon ainda está exibindo sua animação até os dias de hoje. Em novembro, também as Tartarugas fizeram uma parceria com o game Smite, no qual estarão disponíveis através do Battle Pass (Osiris Leonardo, Donatello Sun Wukong, Raphael Loki e Michelangelo Mercury). Agora, quanto a novos filmes ou séries de TV, somente o tempo nos dirá!

COWABUNGA!

😒

Tags

Compartilhar

  • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
Voltar ao topo