Pular o menu
 

The Game Station

Alastair Top 10: Jogos de todos os tempos!

:: 6 minutos de leitura

Em homenagem ao Dia do Gamer, essa é uma lista com os melhores games na minha opinião.

AlastairAutor(a)

E aí, galera ligada na J-Hero! Aqui é o Alastair! Acho que não é novidade pra ninguém que eu sou um grande apaixonado por jogos, tanto que também sou um colecionador. E como hoje (28 de agosto) é o Dia do Gamer, resolvi trazer para vocês a minha lista dos dez melhores jogos de todos os tempos.

Lembrando a todos que essa é a minha opinião.

Estão preparados? Então vamos lá!

10. Kingdom Hearts

Por incrível que pareça, tem muita gente que nunca jogou ou não conhece Kingdom Hearts. Podemos dizer que isso ocorre devido ao preconceito com a temática ousada que o game aborda, sendo uma mistura entre o J-RPG e o mundo Disney.

Parece estranho, não? Mas é algo incrível esse mundo único que Square Enix e a Disney criaram juntos! Acho que ninguém um dia imaginou encontrar o Sephiroth e o Mickey no mesmo lugar. O mais engraçado da história é que isso tudo começou com uma conversa de elevador.

9. The King of Fighters 2002

Quem, no auge dos anos 2000 e final da década de 90, não pegou o troco do pão da mamãe pra jogar o bom e velho fliperama (me sentindo muito velho agora, haha)?

Pois é, comigo não foi diferente, foram muitas horas de KOF. E, de todos eles, The King of Fighters 2002 é o meu favorito devido o fator competitivo, por ser um dream match (jogo não canônico em que se junta os melhores personagens). Ele foi completamente balanceado para ser usado em campeonatos oficiais da SNK. Até hoje é o KOF mais jogado e utilizado em campeonatos menores e amadores de jogos de luta.

8. The Legend of Zelda: Majora’s Mask

Quem jogou anteriormente TLoZ: A Link to the Past e Ocarina of Time nota logo na introdução do jogo um clima bem macabro e totalmente diferente dos anteriores que inspiravam uma aventura de herói. Eu pelo menos fiquei ansioso, talvez um com pouco de medo, mas curioso pelo que viria.

E valeu muito a pena, pois além de proporcionar grandes desafios tipo conseguir todas as máscaras utilizando os três dias que o jogo lhe dá, temos a sensação de desespero ao olhar o relógio, pois logo a lua irá se chocar com a terra. Isso eleva muito o fator replay do jogo!

7. Silent Hill

Continuando com o clima macabro, temos Silent Hill, o jogo responsável por muitas pessoas ficando com calças molhadas e muitas noites de luz acesa.

Em uma época em que o gênero survivor horror estava em alta com Resident Evil fazendo um imenso sucesso, surge Silent Hill. Um jogo que adicionaria um novo elemento ao gênero: o terror psicológico. E, de fato, esse é o motivo de eu amar a saga, um terror que te faz criar teorias e paranoias enquanto joga. Também tem o fator limitação gráfica da época: aproveitaram-se da baixa renderização de cenário para adicionar uma neblina densa tentando camuflar isso, mas isso acabou criando um clima aterrorizante, o que se tornou uma marca da série nos jogos seguintes!

6. Final Fantasy VI

Em mundo onde Final Fantasy VII é venerado, eu sou apaixonado por Final Fantasy VI. Sei que muitos vão me julgar, mas realmente acho que é o melhor Final Fantasy feito até o presente momento.

Esse é um dos jogos que tirou leite de pedra da era 16 bits, levando a capacidade dos consoles e cartuchos da época ao máximo e surpreendendo a todos. O jogo contém uma trilha sonora maravilhosa e uma história incrível com personagens cativantes, além de ter o melhor vilão de todos. Depois que você joga, difícil não se apaixonar por esse jogo.

5. Terranigma

Poucas pessoas que conheci em toda minha vida em redes sociais, fóruns, e outros lugares conhecem esse jogo. Ele é bem underground, e fico meio que triste que não possui os holofotes que merecia, mas pra mim é um dos melhores jogos feitos até hoje, tanto que está aqui na minha lista.

Terranigma é um J-RPG de ação, no estilo The Legend of Zelda: A Link to the Past. E seu diferencial é que sua história brinca com momentos históricos que vão desde a Pangeia até a criação dos aviões. Tudo isso de um jeito te prende mais e mais à história do game.

4. Castlevania: Symphony of the Night

Esse aqui nem preciso falar muito, é o queridão da galera. Symphony of the Night é o Colgate dos games, 9 a cada 10 gamers recomendam.

Com a chegada do PlayStation 1 no mercado, todo mundo queria fazer jogos em 3D e aproveitar a nova tecnologia que o CD proporcionava. A Konami, em meio a essa era 3D, veio com Symphony of the Night, trazendo um jogo em sprites pixelados com animações lindas e com uma trilha sonora jamais vista anteriormente. A história preciso nem falar que é impecável, e com certeza é um dos jogos que você precisa jogar antes de morrer.

3. EarthBound 2 (Mother 3)

A cronologia dessa saga é complicada, mas ela é maravilhosa. Deixo em destaque meu favorito: Mother 3. Confesso que esse foi um dos poucos jogos que já me fizeram chorar com sua história. Pra mim isso é digno de um prêmio.

Esse jogo em especial tem o meu carinho não por me fazer chorar apenas, mas por ter muitos momentos que te despertam sentimento. Nem sempre é de tristeza ou felicidade, mas algumas vezes é de angústia. Ele mexe com você de diversas formas, pois somos apenas uma criança que leva o peso do mundo em suas costas devido à morte de sua mãe.

2. Chrono Trigger

O que falar desse jogo onde sua equipe de desenvolvimento recebeu o nome de Equipe dos Sonhos (Dream Team)? Contava com nada mais, nada menos que: Hironobu Sakaguchi, produtor de Final Fantasy; Yūji Horii, diretor de Dragon Quest; Akira Toriyama, mangaká de Dragon Ball; Nobuo Uematsu, compositor de Final Fantasy; e Kazuhiko Aoki, diretor da Square. Com um time desse, era de se esperar algo incrível.

E incrível é pouco pra descrever esse jogo que, com as limitações da época, conseguiu fazer o impossível: um jogo em que lidamos com linhas do tempo e eventos durante várias eras que fazem a diferença no gameplay, assim nos dando 13 finais diferentes.

1. Metal Gear Solid 3: Snake Eater

Finalmente chegamos a essa obra de arte feita por Hideo Kojima, a grande mente por trás desse jogo que inovou o mercado de games, colocando a história como o foco e apresentando-a como um grande filme de Hollywood, sendo assim sua maneira de nos apresentar suas histórias incríveis.

Metal Gear Solid 3 contém uma trama política e social bem densa, com manipulação governamental. Faz a gente questionar sobre dever e ideologia. Se você curte teorias da conspiração, Segunda Guerra, Guerra Fria, é um prato cheio para você. Ah, claro, também tem os plot twists de fritar o cérebro que só o Kojima sabe fazer.


Espero que tenham gostado da minha lista. Deixem o Top 10 de vocês nos comentários, e caso discordem ou concordem com algo que eu disse, também comentem aí!

Por hora é isso! Feliz Dia do Gamer a todos!

Tags

Compartilhar

  • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
Voltar ao topo