O city pop sem dúvidas é um dos movimentos musicais mais importantes da história do Japão, iniciado em menos dos anos 70 e se estendendo até o início dos anos 90. Com base no funk americano, na música disco, no AOR (adult oriented rock), no jazz e até na bossa nova, a música refletia um país próspero e consumista em um nível interessantemente alto. Aliás, a sociedade japonesa vivia seu apogeu econômico, e era comum ter bens materiais com maior facilidade. Além disso, as músicas diziam sobre o amor (correspondido ou não) e também sobre questões da própria sociedade da época, dando ênfase na “corrida” da cidade grande. O movimento foi celeiro de grandes nomes da música como Tatsurō Yamashita, Mariya Takeuchi, Taeko Ōnuki e Kingo Hamada.

Muito se acredita que o início tenha acontecido em 1975, quando a banda Sugar Babe lança seu primeiro e único álbum, intitulado Songs. O grupo durou mais um ano, mas deixou uma semente que inspiraria outros artistas posteriormente e revelaria, além do grande Tatsurō Yamashita, a talentosíssima Taeko Ōnuki.

Sugar Babe teve um sucesso meteórico, igual ao fim da banda.

Para você que quer iniciar nessa jornada por esse gênero, recomendo começar pelas músicas do próprio Tatsurō (levemente inspiradas no funk americano dos anos 70), as do Kingo Hamada (mescla muito com a disco music e jazz), Taeko Ōnuki (um som mais puxado ao jazz, bossa nova e uma leve pitada de disco) e Mariya Takeuchi (disco e AOR). Recomendo também que use o YouTube para ouvir as músicas, pois a área de relacionados será uma forte aliada em descobrir outros artistas e se aprofundar mais no gênero.

Dica: preste atenção no baixo da musica (de nada!).
Aviso: a musica vicia e muito 😆
Outra que gruda muito na mente 😆
Taeko fazendo obra de arte!

Espero que tenha gostado desta leve introdução a um dos maiores gêneros musicais da história do Japão, um starter pack sobre o assunto do qual infelizmente ainda existem poucas informações em português e nenhum guia para saber por onde começar. Espero ajudar você, leitor(a), a conhecer um pouquinho sobre o city pop. Até a próxima!