Pular o menu
 

Korean Time

Doramas: uma introdução

:: 2 minutos de leitura

A primeira vez de um dorameiro.

ElevenAutor(a)

O primeiro dorama sempre é importante. Vejamos: ele é a nossa posta de entrada para as “novelinhas” orientais. Muitas das vezes eles são ótimos; outros, nem tanto.

“Ahh, mas como vou saber quando um dorama é realmente bom?” Eis que essa pergunta só cabe a você, dorameiro, decidir; afinal, uma coisa muito singular que todos possuímos é o chamado gosto.

Lembro-me como se fosse ontem: o primeiro dorama que assisti foi Doctor Crush. Fiquei receosa, já que nunca tinha visto um dorama antes, mas essa sensação só durou nos primeiros cinco minutos do primeiro episódio.

Fiquei maravilhada com a atuação da Park Shin-hye – maravilhosa -, uma personagem forte com uma ambição sombria, a trilha sonora nem se fala! No Way foi a música mais tocada da minha playlist.

E desde então não parei, uma paixão que só foi crescendo. É claro que nem todos tiveram a mesma experiência com seu primeiro dorama, mas aqui vai um aviso importante: não desista, há muitos doramas bons por aí, você encontrará o seu preferido e, acredite, você irá assisti-lo muitas vezes, não se cansará e o melhor: cantará as músicas – mesmo não sabendo coreano – de cor e salteado.

E, como dorameira, aqui vão algumas dicas de doramas que valem a pena serem vistos – sem falar na trilha sonora espetacular -, então atualizem suas listinhas:

1. Descendants of the Sun

Acompanha a história de uma médica que conhece um soldado das forças especiais; eles se apaixonam – clichê – e lutam por esse amor apesar da diferença das profissões que ambos escolheram, juntamente com os princípios que carregam dentro de si.

2. Doctor Crush

Uma médica que teve uma difícil infância passa a trabalhar em um renomado hospital, buscando vingança pela morte de sua avó e reencontrando um antigo amor e aprendendo sobre a importância do perdão para seguir em frente.

3. About Time

Conta a história de Michaela, uma jovem que consegue ver o tempo de vida nas pessoas, inclusive em si mesma.


Lembrando que são sinopses básicas, o que vale mesmo é vocês assistirem.

Até a próxima.

Tags

Compartilhar

  • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
Voltar ao topo