Pular o menu

Falando de Amor!

Venha conhecer os mangás Replay, Yuri ni Tanpopo e Isso Mou, Kudokitai!

:: 6 minutos de leitura

Venha conhecer uma coletânea nova com três dicas de ótimas histórias para não deixar ninguém perdido sem recomendações. É shoujo, yuri e yaoi pra você. Confira!

Musa-samaAutor(a)

Bom dia, boa tarde, boa noite! Quinta-feira é dia de amor, portanto Falando de Amor! está chegando para você que precisa esquentar este coraçãozinho.

Como infelizmente estou sem notebook não estou com os mangás que eu tinha escolhido para passar pra vocês (e não lembro o nome ou onde escontrei-os), mas trouxe uma coletânea nova, com três dicas de histórias ótimas para não deixar ninguém perdido sem recomendações.

Os mangás deste mês são: Replay, Yuri ni Tanpopo e Isso Mou, Kudokitai!

Shoujo do Mês – Replay

Mangá-ka: Ryu Riang

Volumes: 3 volumes (15 Capítulos)

A nossa protagonista chama-se Karan Yoon, uma estudante que mora com a sua mãe, dona de uma pousada. Para morar com elas, chega um novo inquilino, Hyunsu Lee-san, neste mesmo dia ela vai até uma cartomante que lhe diz que terá dois amores em sua vida, um a destruirá.

Lee-san é o seu professor novo da escola e parece bem interessado em destruir as suas chances com um garoto da escola. Sempre a interrompendo seja na escola ou em casa. Ele chega até a beijá-la! Qual será a intenção desse estranho professor? E porque ele tem tantas fotos de Karan em seu quarto? Fotos de lugares que ela nunca esteve?

Opinião: É um mangá sombrio e dramático, com uma história profunda, que eu percebo existir bem mais nos manwas que nos mangás propriamente dito.

Pelo início da história ele não parece ter um romance, e sim uma obsessão, mas quando você descobre o passado de ambos, que a própria Karan desconhece e o ciclo de maldição que cerca a vida de Lee, você passa a aceitar e compreender a situação do rapaz e suas atitudes. O final é trágico, surpreendente, mas verdadeiramente bom.

Eu realmente senti uma pena do jovem Lee que o único pecado foi amar demais. Recomendo firmemente, espero que gostem! E quem sabe o futuro deles seja melhor que o presente ou o passado.

Yaoi do Mês – Isso Mou, Kudokai

Mangá-ka: Mishima Kazuhiko

Volumes: 1 volume (6 Capítulos)

O mangá yaoi escolhido deste mês possui duas histórias, a primeira fala de Ayukawa, um fofo e ingênuo rapaz que só foi enganado pelas mulheres e nunca teve experiência boa com o amor, por isso decide se concentrar em estudar. Tornou-se professor de uma escola de garotos ricos.

Porém quando o seu aluno Hino começa a lhe tratar bem, ele não sabe o que fazer. Afinal nunca ninguém lhe tratou tão gentilmente! Agora o seu coração foi capturado totalmente, será que com um homem vai dar certo ou será apenas desilusão?

Opinião: Os dois primeiros capítulos conta a pequena história deste casal, eu realmente me apaixonei pela posição professor uke e aluno seme egocêntrico. O Hino é tão fofo do seu jeito exagerado e o Ayukawa e suas dúvidas tornam tudo tão suave. Apesar de não ser muito profundo. É um ótimo mangá para experimentar e aproveitar a fofura do amor! Fora de que me diverti muito com o medo do Ayukawa-sensei de acreditar ou não na intenção do Hino.

A segunda história tem como protagonista o melhor amigo de Hino, Tsuchiya, que começa uma perseguição atrás de Mikuni, um colega de escola mulherengo que só pensa em peitos. Tsuchiya é do tipo sem emoções expressas, podendo falar “Eu quero comer a sua bunda” sem vergonha ou qualquer tipo de emoção.

Esse tipo de atitude deixa Mikuni totalmente confuso, ele é homem, gosta de garotas e deixa isso bem claro, então por que Tsuchiya continua seguindo-o? E se ele está tão interessado em Mikuni, por que não demonstra nada?

É neste dilema que Mikuni fica, sem saber o que fazer ou como fugir de Tsuchiya, e ele realmente quer fugir?

Opinião: É o meu casal favorito do mangá, a falta de expressão de Tsuchiya deixa Mikuni tão perdido que é impossível não rir, fiquei rindo sozinha todo o tempo enquanto lia o mangá, realmente é divertido e super gostoso de acompanhar.

Você absorve a história e esquece o resto. E até quando finalmente Mikuni cede a pressão de Tsuchiya, tudo fica ainda melhor! Afinal quem não quer um Tsuchiya em casa? No final você passa a amar o carinho e devoção que ele tem pelo Miku-Miku e a intensidade desse amor é maravilhosa, deixa o mangá intensamente romântico. Recomendo fortemente fujoshis queridas!

Yuri do Mês – Yuri ni Tanpopo

Mangá-ka: Yamaguchi Serika

Volumes: 1 Volume (6 Capítulos)

Quando eu peguei a sinopse realmente pensei, um triangulo amoroso. Ela vai roubar a namorada da irmã? Bem, não é o caso, ainda bem.

A história de Yuri ni Tanpopo é bem séria e adulta, terminei com lágrimas nos olhos. Kana mora sozinha e está se sentindo mal após terminar com o namorado quando sua irmã avisa que irá passar uns dias na sua casa, totalmente confusa por não ver a irmã direito por anos, ela atende a porta.

E ao entrar está Mizuho, sua irmã, e Ena, namorada de sua irmã? Será que ficar na casa com um casal de garotas vai dar certo? Kana estranha tudo aquilo, será que ela vai aguentar a situação?

Opinião: A estranheza de Kana é normal, descobrindo algo sobre a irmã assim de imediato, não é fácil de lidar, principalmente sendo jovem, e é justamente este olhar de fora, essa estranheza da situação que é usada para entender a relação de Ena e Mizuho, o foco do mangá.

Os traços são lindos, realmente apaixonantes e a história um tanto quando triste, é muito bonita e complexa. Mizuho mantém uma relação distante com Ena, sem demonstrar seus sentimentos e fazendo de tudo para esconder a relação de todos.

Enquanto Ena é passiva, mantém para si as suas inseguranças e aceita tudo que Mizuho decide, sem perceber que isso machuca a ambas.

O ponto alto do mangá é justamente a mediação de Kana que consegue fazer ambas perceberem o que estão fazendo de errado e tornar a relação desgastada novamente estável. É um manga com um tema claramente mais adulto, apesar de não explorar nenhuma relação íntima, ele traz uma contemplação bem mais profunda, apesar de pequeno.

A obra é nova, finalizada em 2013, então provavelmente poderemos ter uma continuação, e espero que tenha, pois a história pode e deve ser muito mais explorada.

Indico a todos que acreditam que yuri é apenas apelação, pois realmente gosto de desmistificar essa imagem de história ecchi que o imaginário masculino cria de duas garotas. Afinal uma relação é muito mais complexo e intenso que isso!

Falando de Amor!

Escolher o que mais me agradou entre as histórias é difícil, por um lado temos Yuni ni Tanpopo que explorou de forma divina a relação duradoura e os problemas de se conviver com o medo do preconceito da sociedade.

Por outros temos Replay tratando de morte e reencarnação e a maldição de amar alguém sem ela sequer saber a sua existência. Um ciclo de amor, dor e morte que cria um contexto da história realmente bom, e eu dificilmente gosto de históricos hein!

Finalmente temos Isso Mou, Kudokai que os traços dos queixos quadrados realmente me cativam, fora a história realmente interessante e os personagens apaixonantes.

Todavia como a escolha deve ser feita. Dou o destaque deste mês para Isso Mou, pois a comédia latente do mangá me divertiu e muito, os seus personagens realmente foram bem trabalhados, e fazem você apreciá-los mais do que muito mangá de vários volumes.

Espero que tenham curtido as dicas deste mês, leiam-nas, comentem se já as leram e é claro, curtam e compartilhem com amigos, amigas, inimigos, inimigos, desconhecidos, enfim compartilhem a sabedoria do amor com quem gosta de mangás românticos (e um pouco safados)!

Música do Mês – Every Heart – BoA (Anime: Inu Yasha)

😒

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo