Pular o menu
 

Tsuki no Usagi

Mitologia mongol: o xamanismo e a divindade do fogo

:: 2 minutos de leitura

A crença antiga de um povo que tem o fogo como algo sagrado.

TuziAutor(a)

Tuzi, da Lua, diz: Olá, jovens gafanhotos! Hoje esta coelha foi instruída a perguntar: vamos falar sobre mongóis?! Nossa aventura sobre as mitologias da Ásia oriental nos leva para o extremo norte do leste asiático: a Mongólia! Vamos descobrir um pouco mais sobre esse país de cultura singular e mitologia incrível!

As crenças das estepes até o deserto

Um país de estepes extensas tendo ao norte a Sibéria, ao sul o deserto de Gobi e depois a China, a Mongólia, desde seus primeiros povos, tem uma população de nômades e seminômades.

Todavia, assim como a China, também foi ocupada por dinastias e impérios, até unirem-se em um povo único, sobre a liderança de Genghis Khan.

Por volta do século XVI e XVII, o budismo tibetano fez sua entrada e também teve sua filosofia e crença assimilada. Dessa forma, foi criada uma vertente ao mesclar a cultura e crença original com a prática e filosofia budista.

Hoje em dia, o budismo adaptado à cultura mongol é a religião prevalente. Em seguida, há os abstinentes de religião, então o xamanismo tradicional e depois uma porcentagem muito baixa de religiões cristãs.

Xamanismo mongol

A princípio, os povos antigos nômades tiveram muita influência de outros povos com os quais tinham contato a medida que mudavam seu território. Dentre essas influências estão os turcos.

Sendo assim, muito da mitologia, crença e cultura foi trocada entre essas interações e assimiladas de cada lado. Por conta disso, os povos mongóis desenvolveram sua própria crença religiosa, conhecida hoje em dia como xamanismo mongol.

xamã mongol executando um ritual do fogo
xamã mongol

Primeiramente, dentre as divindades mais cultuadas e conhecidas, está a do fogo: Ut İyäse. Romanizado para Od iyesi, Ut İyäse é uma divindade elemental do fogo.

Para os povos mongóis em geral, mas principalmente para os nômades, o fogo tem uma importância mística muito grande. Por conta disso, este elemento primordial pode ser personificado em outras divindades xamânicas.

Uma dessas divindades é Ot Ene, conhecida como a deusa “mãe do fogo” ou “rainha do fogo”, assim como também é considerada a deusa do casamento, das uniões, do lar, e da lareira ou fogueira. E, mesmo sendo a personificação feminina do elemental Ut İyäse, também é considerada filha de Yer Tanrı, a deusa da criação, da terra e da fertilidade.

Imagem desenhada da deusa do fogo Ot Ene
Ot Ene

Além disso, os animais também têm um destaque importante na crença antiga e no xamanismo mongol. Dentre os animais mais cultuados estão os lobos, cavalos, carneiros e dragões.

Tuzi, da Lua, diz: E por hoje é só, jovens gafanhotos! Espero que tenham curtido! Em breve estarei de volta; por agora, busquem conhecimento e entretenimento através das outras matérias da J-Hero! Portanto, não se esqueçam de acompanhar a programação da Rádio J-Hero, esta que é sempre do seu jeito, do seu gosto!

😒
Voltar ao topo