Super MistURA

Projeto Avatar: A lenda de Aang – Primeira parte: Ar

:: 5 minutos de leitura

Em uma matéria dividida em quatro partes, relembraremos como os quatro elementos foram utilizados no enredo de uma das melhores animações dos últimos tempos!

😒

Projeto Avatar: A lenda de Aang – Primeira parte: Ar

Chegou a hora de falar de um dos melhores desenhos já lançados na televisão. Avatar: A Lenda de Aang será o tema inicial da nova coluna Super MistURA, em uma parceria com o programa Divolts News, do DJ Nakano. As matérias estarão no site da J-Hero em todas as segundas do mês do agosto e serão comentadas ao vivo pelo DJ em seu programa, que vai ao ar no mesmo da semana, às 22h.

Projeto Avatar: A lenda de Aang – Primeira parte: Ar

Muitos já conhecem e já assistiram a história de Aang. O desenho, que foi exibido aqui no Brasil pela Nickelodeon e pela TV Globo, fez bastante sucesso e teve muita aceitação tanto pelo público infantil quanto por expectadores mais velhos. Os criadores da história são os americanos Michael Dante DiMartino e Bryan Konietzko.

Sinopse

O enredo da série se passa em um mundo dividido em quatro nações: a Tribo da Água, o Reino da Terra, a Nação do Fogo e os Nômades do Ar. Em cada uma delas, existem pessoas que possuem a habilidade de controlar seus respectivos elementos. A essa habilidade, dá-se o nome de “dobra”. No entanto, existe um ser capaz de dominar todos os quatro elementos, devendo usar este poder para manter o equilíbrio no mundo.

Projeto Avatar: A lenda de Aang – Primeira parte: Ar

Este ser é chamado de Avatar, a encarnação do espírito do mundo. Quando um Avatar morre, o seu espírito reencarna em outra nação, seguindo um ciclo milenar (Água – Terra – Fogo – Ar).

Em um dado momento, a Nação do Fogo decide dominar todas as outras três nações, iniciando uma guerra de proporções mundiais. O Avatar era o único capaz de impedir isso. Mas ao saber que no próximo ciclo o Avatar nasceria entre os Nômades do Ar, a Nação do Fogo os ataca, dizimando-os. Desde então, nunca mais um dominador de ar foi visto, fazendo com que todos acreditassem que estes foram extintos.

Cem anos depois, Katara e Sokka – dois irmãos da Tribo da Água – encontram um garoto que estava adormecido em um iceberg e descobrem que além dele ser um dominador de ar é também o Avatar. Dessa forma, os dois irmãos resolvem partir pelo mundo junto com Aang, ajudando-o a aprender a dobra dos outros elementos, derrotar a Nação do Fogo e trazer o equilíbrio de volta ao mundo.

Projeto Avatar: A lenda de Aang – Primeira parte: Ar

Bem, o resto da história todo mundo já conhece – quem não conhece, assista, é realmente muito boa! – e por isso o foco aqui serão os quatro elementos da série, que inclusive dão nome aos “Livros” nos quais a série é dividida. Estes também serão analisados aqui. O Ar é exceção, por ser um elemento que o Avatar já domina quando a história começa, mas será o primeiro que abordarei aqui.

Os Nômades e a dobra de Ar

A dobra de Ar é baseada em movimentos utilizados em uma arte marcial chinesa conhecida como Ba Gua, onde os movimentos são realizados em círculos. O abdômen é de onde os dobradores tiram energia para realizar os movimentos necessários para controlar o elemento. Saiba mais no vídeo abaixo:

Entre as técnicas utilizadas pelos dominadores do Ar, podem-se notar o aumento de velocidade, rajadas de vento, esferas de ar que podem ser usadas como um “veículo” e até mesmo pequenos tornados. Além disso, usam bastões que se transformam em uma espécie de planador, que pode ser utilizado para voo, controlando-se as correntes de ar.

Os Nômades do Ar viviam em templos, localizados nos topos de montanhas, acima das nuvens. Eram um povo pacífico, formado por monges que viviam juntamente com bisões voadores e lêmures alados. Aliás, foi observando os bisões que os nômades aprenderam a dobra de ar.

Dobradores importantes

Como os dominadores do ar já estavam dizimados no começo da série, são poucos os que aparecem ao longo da série. Mas vale a pena destacar pelo menos dois deles: Aang, o protagonista da série, e o último dobrador de ar e seu professor, o monge Gyatso.

Projeto Avatar: A lenda de Aang – Primeira parte: Ar

Aang é o atual Avatar da história, e, após ter passado 100 anos congelado em um iceberg, acorda com a aparência de um garoto de 12 anos, em meio ao caos provocado pela Nação do Fogo. Talentoso desde pequeno, Aang se mostrava um grande dobrador, sendo considerado superior aos seus mestres com apenas dez anos de idade. Aang se mostra um grande protagonista, sendo engraçado e divertido, mas também bastante sério quando é preciso. Seu carisma o ajudou a fazer vários aliados pelo mundo e ajudou a série a fazer tanto sucesso.

Aang também se mostra um lutador habilidoso, mesmo preferindo evitar os combates. Demonstra uma dificuldade inicial para dominar certos elementos, mas mesmo assim se torna mestre de todos eles para poder cumprir sua missão como Avatar.

Projeto Avatar: A lenda de Aang – Primeira parte: Ar

Gyatso foi um monge que ensinou Aang a dominar o seu primeiro elemento. Amigo do Avatar anterior, Roku, Gyatso era quem mais se preocupava em compreender a responsabilidade de Aang, ajudando-o a equilibrar a diversão com o fardo que carregava.

Algumas curiosidades

Projeto Avatar: A lenda de Aang – Primeira parte: Ar

Cada elemento possui uma estação – a do Ar é o outono. Isso significa que os dobradores de ar nascem e ficam mais fortes no outono.

Os monges raspam seu cabelo totalmente, enquanto as mulheres o fazem apenas até a metade da cabeça.

Apenas os mestres na dobra do ar possuem setas na cabeça.

Os Nômades do Ar são a única nação onde todas as pessoas são dobradores.

É isso aí, galera. Semana que vem tem mais, com a análise do Livro I e o elemento Água. Não se esqueçam de ouvir o Divolts News, às 22h desta segunda-feira!

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo