Notícias em Geral

Mangaká de Shingeki no Kyojin vira alvo de Ameaças devido a Personagem

:: um minuto de leitura

O personagem Dot Pixis (Shingeki no Kyojin) vem trazendo problemas para seu criador devido ser semelhante a famoso comandante japonês. Confira tudo sobre essa história

Mangaká de Shingeki no Kyojin vira alvo de Ameças devido a Personagem

Na onda do sucesso de Shingeki no Kyojin, Hajime Isayama, alcançou a fama desejada por muitos dos mangakás japoneses, mas que nem todos tem o privilégio de desfrutar. Mas isso traz suas consequências.

O mangaká vem sofrendo diversas ameaças desde então. Segundo a imprensa japonesa a causa seria o personagem Dot Pixis, comandante do exército na ficção de Isayama.

Críticos acreditam que o fato do personagem aparentar traços de personalidade personificados do comandante nipônico Yoshifuru Akiyama que muitos consideram “o pai da cavalaria moderna japonesa” seja a causa das ameaças.

Mesmo sendo alguém de muita influência no país, o comandante Yoshifuru é visto com outros olhos pelos demais asiáticos, visto que ele foi um nome de repercussão durante as campanhas territoriais do Japão contra China e as Coréias.

Por isso há a possibilidade de que essa seja a causa dos ataques, que foram publicados diretamente no blog oficial de Isayama. Frases agressivas e de conteúdo ofensivo do tipo: “Bater em Isayama até a morte ou queimar a sua casa”.

Especialistas confirmam o fato, já que os textos analisados por muitas vezes apresentam falta de concordância típica de quem não domina a escrita japonesa e utiliza de tradutores online para realizar a montagem das publicações.

Não se sabe ainda de onde vem as ameaças, mas o governo japonês tem certeza de que se trata de mensagens saídas da própria Ásia.

Hajime Isayama ainda não se manifestou sobre o caso, mas percebe-se que ele não esperava uma repercussão tão inusitada como a que os ataques proporcionaram a série, que é uma das mais importantes do primeiro semestre de 2013.

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo