Pular o menu
 

Made in Ásia

Os japoneses comemoram o Halloween?

:: 7 minutos de leitura

O Halloween, nosso Dia das Bruxas, é muito difundido aqui nas terras ocidentais, mas você já parou para se perguntar se lá no Japão esta festa também existe? Confira!

Fany-ChanAutor(a)

Fim de outubro te faz lembrar o quê? Para muitos é só mais um mês indo embora e o ano cada vez mais próximo de seu fim. Para outros é uma das épocas mais divertidas do ano, o Halloween.

Em todo o ocidente há festas temáticas, doces e travessuras, fantasias, brincadeiras, lendas e muito mais, no entanto e no Japão? Será que eles comemoram essa data? Quer descobrir? Então coloquem os cintos, pois hoje a viajem é para o Japão.

 

Decolando…

Nos Estados Unidos todos os anos crianças e adultos saem às ruas fantasiados para se divertirem no “Dia das Bruxas”. As crianças vão de casa em casa pedindo doces e se não ganharem jogam papeis higiênicos nas casas e fazem travessuras. Já os adultos normalmente vão às festas temáticas para se divertirem com seus amigos.

No mundo todo há festividades relacionadas ao Halloween e a cada ano mais pessoas e países aderem à festividade. Existem também festas bem parecidas, alguns exemplos são o Festival Phi Ta Khon na Tailândia, o Festival Obon na Ásia Budista e o Kawsasqanchis na América do Sul.

 

A história do Halloween

Mas como tudo surgiu?

Acredita-se que a origem do Halloween tem mais 2500 anos e de acordo com as lendas, os celtas, antigo povo que habitava as ilhas da Grã Bretanha, foram os que “criaram” a festividade.

A origem da palavra “halloween” está relacionada à data do “Dia de Todos os Santos”, que ocorre em todo 1 de novembro. Muitos estudiosos dizem que esta é uma versão encurtada da expressão “All Hallows Even” que significaria “Noite de Todos os Santos” e seria a noite do dia anterior, ou seja, a noite do dia 31 de outubro.

Há algumas lendas também dizem que o dia 31 é marcado como o último dia do ano céltico e por isso muitos acreditam que o Halloween é uma festa derivada do Samhaim, a festa do Ano Novo Céltico.

Uma das lendas mais comuns nessa data é de que os espíritos de todos que morreram durante o ano voltam nesta data para possuir um corpo vivo e usá-lo durante o próximo ano. Para os celtas esta era a única forma de voltar à vida após a morte.

Como ninguém queria ser possuído, surgiu nesta data a prática de se fantasiar para enganar e afastar os espíritos, as casas recebiam decorações e tinham fogueiras e tochas apagadas para se tornarem lugares frios e desagradáveis para que, assim, confundissem as almas.

 

TrickorTreat (Doces e Travessuras)

Outra prática bem comum nessa data é ir de casa em casa para pegar doces. Algumas lendas contam que esta surgiu a partir de um costume europeu do século IX, o “souling” (almejar, em português).

Este era comemorado em todo dia 2 de novembro, no nosso conhecido “Finados”. As pessoas iam de casa em casa nesta data para pegarem pequenos quadrados de pão com groselha. A cada pão, as pessoas faziam oração por um ente morto do doador.

Segundo lendas, a alma de uma pessoa morta vaga pelo limbo por algum tempo e as orações são uma forma de ajudar as almas irem para o céu.

 

Jack O’Lantern

Uma lenda bem conhecida de uma dessas almas que vagam é o Jack O’Lantern. A sua lenda é a origem da prática de colocar velas dentro de abóboras. Veja agora a lenda do Jack que encontrei no Além da Imaginação (que também faz parte da base desta matéria). ^-^

Um homem chamado Jack, um alcoólatra grosseiro, em um dia 31 de Outubro bebeu excessivamente e o diabo veio levar sua alma. Desesperado, Jack implora por mais um copo de bebida e o diabo concede.

Jack estava sem dinheiro para o último trago e pede ao Diabo que se transformasse em uma moeda. O Diabo concorda.

Mal vê a moeda sobre a mesa, Jack guarda-a na carteira, que tem um fecho em forma de cruz.

Desesperado, o Diabo implora para sair e Jack propõe um trato: libertá-lo em troca de ficar na Terra por mais um ano inteiro.

Sem opção, o Diabo concorda.

Feliz com a oportunidade, Jack resolve mudar seu modo de agir e começa a tratar bem a esposa e os filhos, vai à igreja e faz até caridade.

Mas a mudança não dura muito tempo, não.

No próximo ano, na noite de 31 de outubro, Jack está indo para casa quando o Diabo aparece. Jack, esperto como sempre, convence o diabo a pegar uma maçã de uma árvore.

O diabo aceita e quando sobe no primeiro galho, Jack pega um canivete em seu bolso e desenha uma cruz no tronco.

O diabo promete partir por mais dez anos.

Sem aceitar a proposta, Jack ordena que o diabo nunca mais o aborreça.

O diabo aceita e Jack o liberta da árvore.

Para seu azar, um ano mais tarde, Jack morre, e em seguida tenta entrar no céu, mas sua entrada é negada.

Sem alternativa, vai para o inferno.

Chegando lá, encontra o diabo, o qual ainda desconfiado e se sentindo humilhado, também não permite sua entrada, e como castigo, o diabo joga uma brasa para que Jack possa iluminar seu caminho pelo limbo. Jack põe a brasa dentro de um nabo para que dure mais tempo e sai perambulando.

Devido à esse acontecimento, sua alma penada passa a ser conhecida como Jack O'Lantern (Jack da Lanterna).

Segundo a lenda, quem presta atenção e consegue ver uma pequena luz fraca na noite de 31 de outubro, é porque conseguiu ver a passagem de Jack procurando uma saída do limbo em que está preso.

Quando os irlandeses chegaram nos Estados Unidos eles trocaram os nabos pelas abóboras, pois estas eram mais abundantes nesta época do ano.

 

O Halloween no Japão

Agora a pergunta que vocês estão ansiosos para saber a resposta, ou não.

Existe Halloween no Japão?

Sim! Apesar de não ser uma festividade originária de lá, os japoneses ficam bem empolgados com a data. Não há registros da época exata de quando chegou por lá, mas acredita-se que seja bem recente, provavelmente após os anos 80, onde a Tokyo Disneyland promove, desde esta década, todo ano a Parada Halloween.

É isso aí! O Halloween foi facilmente incorporado nas festividades japonesas graças a festas e desfiles de parques internacionais e como muitas outras datas festivas adotadas esta também possui objetivos comerciais.

Outros fatores que ajudaram na expansão da festa foram as escolas particulares de inglês enfeitarem suas sedes e realizarem festas com a temática, introduzindo vocábulos e brincadeiras entre os alunos.

O fenômeno do Cosplay também facilitou, e muito, na expansão do Halloween. A prática de se fantasiar de personagens de mangás, animes, games, filmes e artistas durante a festa foi muito aceito e é o que mais atrai os japoneses às festas com esta temática.

No Japão eles também possuem o seu “Dia dos Mortos”, este é o Ritual Obon, onde há vários festivais para homenagear as pessoas falecidas e espíritos de seus antepassados. E essa questão de eles já possuirem elementos espirituais em sua cultura e festivais para estes, contribuiu para a introdução do Halloween nas terras nipônicas.

 

Doces e Gostosuras

Os japoneses adoram se fantasiar e isso é fato, mas os doces e produtos com temáticas da festa das bruxas também atraíram os japoneses e até para estes produtos eles deram toques de sua criatividade.

Durante esta época é bem comum passear pelas ruas do Japão e ver diversas lojas e casas enfeitadas para o Halloween. Nos restaurantes são incluídos nos menus pratos ou sobremesas com abóbora.

Nas escolas, as crianças e os professores enfeitam a escola e fazem festivais com brincadeiras, doces e guloseimas e passam um dia bem divertido. Isso é muito mostrado nos animes, onde muitos possuem capítulos especiais que contam histórias de festivais escolares de Halloween.

 

Lendas

E claro, quando se fala do Japão não poderia faltar lendas! Essas não se tratam exatamente da data, mas para já entrar no clima vamos ver uma lenda que está no anime Yami Shibai.

 

…Pousando

Se você quiser conhecer um pouco do Halloween de lá você pode visitar alguns eventos e locais que possuem atrações especiais para a data. Em alguns bairros de Tokyo, como o Roppongi, o Shibuya e o Harajuko existem pontos de encontro de jovens para a festividade.

Ah… Nossa viagem está chegando ao fim, mas antes de desembarcarem gostaria de agradecer a todos que comentaram e curtiram as matérias sobre as lendas e referências a cultura japonesa do InuYasha (Parte 1, Parte 2). Valeu! Vocês são demais! (~^3^)~

Agora quero saber de vocês! O que acharam desta matéria, o que vocês fariam no Halloween japonês e quais os animes que vocês conhecem traz algo relacionado à festa?

Até a próxima matéria. O/

😒

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo