Pular o menu
 

Made in Ásia

As lendas por trás de Kimi ni Todoke – Obra de Karuho Shiina

:: 8 minutos de leitura

Após uma matéria sobre o Valentine’s Day, nada melhor do que continuar no clima romântico e conhecer um pouco das histórias que estão em Kimi ni Todoke. Confira!

Fany-ChanAutor(a)

As lendas por trás de Kimi ni Todoke - Obra de Karuho Shiina

Êh!!! Voltamos com mais um Made in Ásia! UHULL!!

Essa semana consegui trazer novamente a série de matérias do MiA sobre alguns animes e as lendas que estão por trás de suas histórias.

Antes de começar essa matéria, queria agradecer a todos que comentaram a matéria sobre o Bleach e me indicaram alguns animes para aparecer por aqui… Valeu Jean Rocha e Júlio César, fiquem sabendo que as indicações de vocês já estão na minha lista e mais cedo ou mais tarde terão uma matéria especial… ^^

Ah, também queria agradecer a todos que pararam um pouquinho para lerem e comentarem a matéria da semana passada daqui do MiA sobre o Dia dos Namorados no Japão. Valeu Minna! É assim que vocês fazem a J-Hero ficar cada vez mais Do seu Jeito, Do seu Gosto! (jabazinho básico :p rs)

Agora chega de lenga lenga e vamos ao que nos interessa! Estão preparados? Então coloquem os cintos porque hoje iremos ao Japão!

 

Decolando…

As lendas por trás de Kimi ni Todoke - Obra de Karuho Shiina

Porque escolhi Kimi ni Todoke para a matéria de hoje? Bom, semana passada eu trouxe a matéria sobre o Dia dos Namorados e entre todos os anime que já assisti, esse foi o trouxe de forma mais fofa possível algumas características do Valentine’s Day Japonês! Sem contar que sou apaixonada por essa história!

Para quem ainda não conhece, Kimi ni Todoke (Alcançando Você) foi originalmente publicado como mangá pela Bessatsu Margaret da Shueisha e está no mercado desde 2005. Sua autora é a Karuho Shiina e além de mangá a história já virou light novels, publicadas em 2007 e em 2012, anime, estreado em 2009 e até hoje possui somente duas temporadas (estúdio Production I.G., poxa queremos mais temps!), e filme em live-action lançado em 2010.

 

Sinopse

As lendas por trás de Kimi ni Todoke - Obra de Karuho Shiina

Kuronoma Sawako é uma garota gentil, doce, um pouco atrapalhada e que tem uma aparência um tanto assustadora, bom, pelo menos para a maioria das pessoas com quem ela convive na sua escola. Há até uma lenda que diz que a pessoa que a olhar por, pelo menos três segundos, será amaldiçoado ou sofrerá algo.

Todos correm de medo dela, pois acham que ela possui contato com espíritos e se parece muito com a Sadako (esse é até o apelido que eles impõem a ela), personagem do filme Ringu, mas algo que eles não sabem é que ela vive extremamente decepcionada por não corresponder à expectativa de todos, porque ela não tem poder nenhum… (tão fofa né?)

Sawako sempre foi sozinha e até se acostumou com isso, mas seu maior desejo era ser como Shota Kazehaya, o garoto mais popular da escola, e que sempre está rodeado de amigos. E ao conhecer Kazehaya seu sonho vai se tornando aos poucos realidade e ela até começa a arrasar os corações de alguns garotos (na verdade são só dois, mas já é um grande avanço)… Curioso? Então corra para o site de animes mais próximo e assista o anime, você não vai se arrepender…

As lendas por trás de Kimi ni Todoke - Obra de Karuho Shiina

Bom, essa é minha deixa se não acabo contando demais… Se quiser saber mais leia essa notícia antiguinha: Editora Panini publicará Kimi ni Todoke Volume 1.

 

Dia dos Namorados

Como já disse anteriormente, um dos animes que mostra toda a tradição do Dia dos Namorados entre os animes que já assisti é Kimi ni Todoke. Lógico, há vários animes e mangás que também abordam esse tema e muitos também mereciam estar aqui, mas Kimi tem um lugarzinho especial no meu coração e agora está aqui… rs

Se você está lendo essa matéria, mas não leu minha matéria anterior (coisa feia!) vou explicar um pouquinho sobre o Valentine’s Day Japonês.

As lendas por trás de Kimi ni Todoke - Obra de Karuho Shiina

Lá do outro lado mundo, o dia dos namorados não é voltado somente para quem já encontrou a tampa de sua panela, lá nesse dia, todas as mulheres devem presentear todos os homens que conhecem com chocolates. Essa ideia veio de muitos anos atrás quando a confeitaria Morozoff introduziu a data no Japão e mais tarde se popularizou com as lojas Isetan.

Há vários tipos de chocolates para presentear, e no anime podemos ver bem a diferença de alguns, por exemplo, no capítulo em que tratam sobre essa data, Sawako prepara um monte de chocolates para seus amigos e deixa um guardado especialmente para o Shota, pena que ela não… Ops, quase! Voltando…

Esses chocolates que ela distribui para os seus amigos é conhecido como Tomo Choco, há também o Giri Choco, que as mulheres devem entregar aos homens e também o chocolate que a Kuronoma guardou para o Kazehaya, esse é o Honmei Choco, o chocolate para o amor verdadeiro…

Um mês depois do Valentine’s Day Japonês (que ocorre no dia 14 de fevereiro) ocorre o White Day, a data para os homens presentear todas as mulheres que conhecem com chocolates brancos! Hum…

 

Ano Novo

As lendas por trás de Kimi ni Todoke - Obra de Karuho Shiina

No final da primeira temporada, Sawako e seus amigos marcam de visitar o templo no fim do ano e durante esse capítulo você pode ver diversas referências aos rituais e crenças em torno do Ano Novo no Japão.

O que acontece durante todo o episódio é o Hatsumode, onde os japoneses visitam os templos budistas e xintoístas no dia 31 de dezembro para a primeira visita ao templo. Durante o mesmo, enquanto os personagens estão conversando, pode-se ouvir ao fundo badaladas do sino do templo, esse seria o Joya no Kane, onde dados 108 badaladas como uma forma de receber o ano que irá começar.

Após a virada, todos entram numa fila que vai até o templo para visitarem o templo e pedir sorte ao ano que começa, assim que a Kuronoma e o Kazehaya chegam ao templo, até mostram como deve ser feito a visita: Primeiro joga-se uma moeda na fonte do templo, como oferenda à kami, depois curva-se duas vezes, faz a oração e bate as mãos duas vezes. No anime eles também badalam um pequeno sino.

As lendas por trás de Kimi ni Todoke - Obra de Karuho Shiina

Saindo do templo os dois compram Omikujis (loteria sagrada), que seriam como os biscoitos da sorte, mas bem mais detalhados sobre o sua sorte no ano novo. E chegando ao final, podemos ver a personagem Ume Kurumizawa fazendo um desejo, onde escrevem em papeis seus desejos mais profundos e os penduram em galhos de árvores para que esses se tornem realidade.

 

Ringu

Durante a sinopse falei brevemente que os colegas da Sawako costumam chamá-la de Sadako acreditando que esse é o nome verdadeiro dela. Mas esse é um apelido que colocaram nela por ser baixinha, ter um longo cabelo negro, ser bastante pálida e estar sempre com uma expressão “naturalmente depressiva”, que em muitos momentos do anime é hilária.

Sadako original é uma personagem do filme de terror japonês, Ringu, de 1998. Esse é uma adaptação cinematográfica do livro de mesmo nome escrito por Koji Suzuki. Provavelmente vocês não conhecem essa história por esse nome, deixa-me facilitar.

Ringu é originalmente japonês, mas em 2002 a produção serviu de inspiração para um filme norte-americano de terror, talvez vocês conheçam The Ring? Ou melhor, O Chamado, no bom e velho português? É isso aí, a Sadako que tanto comparam a Sawako, é a nossa tão conhecida Samara…

As lendas por trás de Kimi ni Todoke - Obra de Karuho Shiina

O filme Ringu não serviu de inspiração somente para os norte-americanos não, antes mesmo de ir para os EUA, ele já tinha ganhado um remake na Coréia do Sul com o nome The Ring Virus, em 1999. No Japão o filme original, fez tanto sucesso que até arrecadou 15,9 bilhões de ienes (o que é cerca de 137,7 milhões de dólares, que em reais é dinheiro para caramba!).

Para quem ainda não conhece a história, o que bem improvável, porque até o filme norte-americano conseguiu uma boa bilheteria. O Chamado (título brasileiro) conta a história de uma fita amaldiçoada em que a pessoa que assisti-la você recebe uma chamada onde uma voz assustadora lhe diz você morrerá após sete dias. E nesse filme, uma repórter (que recebe um nome diferente em cada obra) decide investigar a morte sua sobrinha e chega até essa fita.

Como repórter é um bicho curioso, ela resolve descobrir o porquê dessa fita matar as pessoas e como ela faz isso. Então ela começa a investigar e chega até a história nossa querida Samara. Eu, como não gosto de soltar spoilers vou para por aqui. Se você ficou curioso, lhe dou a mesma dica que dei na sinopse, procure o filme, por que ele é realmente muito bom… ^^

 

Zashiki Warashi

As lendas por trás de Kimi ni Todoke - Obra de Karuho Shiina

Nos capítulos durante a competição esportiva, os colegas de classe da Kuronama passam a chamá-la de Zashiki Warashi. Essa é uma lenda japonesa que muitos acreditam na existência de crianças (de ambos os sexos) que vivem a perambular por quartos de hospedagens, hotéis e até de casas próprias também.

Muitos não sabem se elas realmente são crianças, alguns acham que são duendes e outros acreditam que são fantasmas. De acordo com as lendas que envolvem os zashikis warashis esses são seres do bem, que não fazem mal a ninguém e ainda de quebra trazem prosperidade às residências e hospedarias.

E os colegas de Sawako pensam exatamente nisso ao chamá-la de Zashiki Warashi, pois foi com a ajuda dela que a turma conseguiu uma boa média nas provas de final de semestre.

 

…Pousando

As lendas por trás de Kimi ni Todoke - Obra de Karuho Shiina

Ah… Nossa viagem está chegando ao fim… 🙁 Eu queria contar mais a vocês, mas se eu continuar a matéria vai ficar enorme e bem chata, então vou parar por aqui e quem sabe algum dia não volto e conto o que restou… ^^

E agora, antes que pousarmos, quero que deixem aí nos comentários as sugestões de vocês (quais animes querem ver nessa série de matérias) e o que acharam da matéria. Então é isso, vou deixá-los com a segunda opening de Kimi ni Todoke, Sawakaze de Tomofumi Tanizawa, que é muito kawaii… :3

Até a próxima matéria! O/

😒

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo