Pular o menu
 

J-Music ao Redor do Mundo

Um mundo melancolicamente feliz

:: 3 minutos de leitura

Dois sentimentos opostos em uma combinação de sucesso da banda Yorushika.

HarikenAutor(a)

Olá, pessoal! Hariken de volta! Hoje trago um tema que parece ser meio adverso, mas que vai fazer sentido em algum momento, que é misturar um mundo onde a melancolia e a felicidade se juntam apesar de parecer estranho. Hoje vamos falar do mundo das músicas de Yorushika!

A música traz normalmente muitos sentimentos apesar de muitas vezes não sabermos por não entender bem a língua das músicas, não só as japonesas como as músicas em inglês e até mesmo as músicas brasileiras muitas vezes.

Normalmente seus significados vêm como quebra-cabeças que têm de ser desvendados, e com certeza as tristes letras do Yorushika sempre vêm como um acerto no estômago disfarçado de um divertido e agitado bolo de aniversário. Sim, é uma metáfora confusa para descrever uma das mais belíssimas formas de se expressar que eu já vi em canções, então vamos aproveitar e falar logo sobre isso!

Uma triste canção em um ritmo agitado, a definição básica de Yorushika – Diga

Yorushika – Itte

Começando com a música mais famosa da banda, Itte é uma música que contém temas bem pesados, um monólogo de arrependimentos e a clara tristeza de uma perda próxima. Quando falamos de música, tudo é muito intepretativo e depende muito de cada pessoa para pessoa, sem contar que podemos não chegar ao verdadeiro significado do compositor, mas sinceramente esse é o charme das letras de música.

Mas em resumo de todo o clipe, eu diria que é uma música que fala sobre um arrependimento de não ter percebido antes, um apelo por qualquer sinal de um pedido de socorro, um vasto e maravilhoso mundo que poderíamos ter pela frente e a dor de saber que não foi o suficiente…

Um lindo visual, um ritmo cativante, uma história profunda – É por isso que eu parei de fazer música

Yorushika – Dakara Boku wa Ongaku o Yameta

Os clipes visualmente lindos do Yorushika sempre combinam muito bem com suas melodias, e o que de primeira vemos como algo muito bonito e tão fofo normalmente guarda muitas palavras de ajuda, situações que são muito fáceis de se relatar, um aviso de que você não é o único a sofrer disso.

Nessa música temos basicamente uma história de uma pessoa que perdeu sua vontade de viver, sem objetivos e constantemente perseguido pelo seu passado e por suas escolhas, as desilusões de seus sonhos que não viriam a acontecer, a esperança que morre aos poucos, acontecimentos que trazem a melancolia, a incerteza de querer continuar e do que vai vir pela frente, um mundo vazio…

Uma mensagem escondida a cada música – Hitchcock

Yorushika – Hitchcock

Muitas perguntas filosóficas também te esperam nas letras do Yorushika. No geral, são sempre interligadas a emoções fortes ou até mesmo doenças que são retratadas de forma bem sutil e muitas vezes quase imperceptível. É basicamente um estilo de se conversar com aqueles que precisam disso, aqueles que realmente buscam o significado das letras.

Hitchcock traz um diálogo, como se fosse uma conversa com um ser divino que criou toda a vida. E nesse diálogo vemos muitas perguntas, perguntas que se assemelham àquelas que fazemos quando queremos preencher o vazio dentro de nós e demonstrar uns sentimentos de querer desistir a qualquer momento, tendo um mundo que parece ter sido criado para nos levar a isso…

Considerações finais

Dizem que as pessoas normalmente gostam da música pelo seu ritmo, e quando estão tristes elas buscam compreender suas letras. E, bem, eu diria que esse é o grande motivo de eu querer compreender as letras de Yorushika, pelo fato de as letras serem tão fáceis de se relatar a muitas coisas que eu sinto em minha vida. Mas, claro, em nenhum ponto eu desisti de querer lutar essa grande aventura chamada vida: com seu péssimo roteiro, suas longas batalhas, seus grandes fracassos e sua demora para o clímax de tudo realmente se resolver, mas no final o importante vai ser o caminho que eu percorri e tudo aquilo que eu pude mudar neste mundo, mesmo que seja só um pouco.

😒
Voltar ao topo