Pular o menu
 

J-Music ao Redor do Mundo

O mundo de um jeito diferente: aesthetic

:: 3 minutos de leitura

Descobrindo a beleza do mundo aesthetic com os clipes de música japonesa.

HarikenAutor(a)

Olá, pessoas, Hariken aqui mais uma vez! Hoje trago um artigo com alguns clipes que são tão bonitos que podemos chamar de um termo novo que vem se popularizando na internet: o aesthetic. Então, se prepare e venha entender sobre esse novo mundo ideal passado pelas identidades visuais.

Bem, aesthetic significa nada mais nada menos do que estética e é um termo que utilizamos atualmente quando uma forma de mídia cria uma “identidade visual” agradável aos olhos, apesar de a forma de utilização atualmente ser considerada muito ampla e abstrata.

É um pouco confuso confuso de entender o aesthetic na teoria, mas é bem fácil de identificar na prática: é um estilo muito utilizado atualmente pelos criadores de conteúdo para chamar a atenção, sem precisar de muito apelo e de forma geralmente muito criativas. Mas claro que são conceitos que sempre foram utilizados e que não são necessariamente uma novidade.

O apelo ao retrô com Frederic

Frederic – Saredo BGM

A banda Frederic é bem conhecida por seus clipes criativos e inovadores, além de serem clipes que chamam a atenção e que se utilizam de vários elementos de uma forma diferente, e não foi diferente com uma de suas novas músicas que saíram após o começo da pandemia. Saredo BGM é um clipe simples e que utiliza muito as cores do vaporwave e usa de um certo apelo ao retrô, mas que entrega um vídeo bem agradável junto a uma melodia relaxante e que combina muito com o visual.

Os vários ângulos com o Chelmico

Chelmico – Disco (Bad Dance Doesn’t Matter)

A fotografia tem uma papel muito importante nesse mundo do aesthetic, e é o que vemos de um jeito bem diferente dentro do clipe de Disco (Bad Dance Doesn’t Matter). Nele somos surpreendidos a todo momento pelo diversos ângulos que as vocalistas são apresentadas no clipe, utilizando-se de diversos meios diferentes. É um jeito legal de retratar todo o potencial que a fotografia tem a nos oferecer, o que é uma coisa muito importante para o aesthetic.

As cores do aesthetic com o Ghost Like Girlfriend

Ghost Like Girlfriend – (Want) Like (Lover)

Uma coisa que ficou muito comum quando procuramos mais sobre o aesthetic com certeza são as cores que são comumente utilizadas, tendo predominância o azul em um degradê para roxo, que viraram as cores principais para retratar o aesthetic, muito graça ao vaporwave. E vemos muitos dessas cores nos clipes aesthetic, tanto que vemos nesse clipe do Ghost Like Girlfriend a utlização dessas cores que são tão comuns no vaporwave.

A luz da cidade com o Lelle

Lelle – Hibana

Algo muito comum no vaporwave é a utilização de neon, e no clipe vemos muito a utilização de uma tipografia no estilo neon para dar um charme a mais. Claro que não é apenas isso que o clipe tem a oferecer, mas também ele demonstra a cidade como plano de fundo, mas que chama a atenção: as luzes, os pedestres, as lojas, os letreiros, todos desfocados como um segundo plano, mas que dão seu ar de estilo para o clipe.

Considerações finais

Bem, a ideia de aesthetic é algo que agrada a muitos, e com certeza ele me prende em todo o seu conceito. Somos fisgados pelo conceito e pelas cores sem nem mesmo conhecer sobre o estilo, e atualmente cada vez mais músicos utilizam-se da ideia do aesthetic para criar clipes incríveis. Mas, claro, não é só de aesthetic que os clipes devem viver.

😒
Voltar ao topo