Pular o menu
 

!magine

Fanfic: Unânime

:: 9 minutos de leitura

Um dia depois de ter voltado para Konoha, Hinata acorda determinada a ir até Naruto e a ter uma conversa franca com ele.

MellAutor(a)

Oi, gente! Aqui é a Mell, e esta fanfic vem para complementar e encerrar as duas últimas fanfics postadas, Superar e Momento Certo. Espero que vocês gostem!

Boa leitura!


Voltar para Konoha era estranho para Hinata. Já tinham se passado mais de cinco anos desde que ela resolveu adotar um estilo de vida muito semelhante ao de Sasuke. A diferença é que ele ainda voltava pra casa e ali permanecia por alguns dias, enquanto a Hyūga sequer conseguiu pôr os pés na Vila da Folha depois de cumprir com êxito. Ela foi convocada para outras missões ainda mais complexas e demoradas quando provou, tanto para Naruto e os outros no comando quanto para si mesma, que ela era muito mais habilidosa do que parecia.

O caminho para casa foi recheado de lembranças. Algumas coisas, como lojas ou parques, tinham mudado, mas ainda assim os locais que permaneceram intactos (ou quase isso) trouxeram ótimas memórias.

Quando avistou sua casa, uma mulher de longos cabelos rosas correu até ela, a abraçando com força.

— Hinata! Céus, finalmente você voltou! — a Hyūga sorriu enquanto retribuía o gesto. Abraçar uma de suas melhores amigas depois de estarem separadas por tanto tempo aqueceu o coração dela.

— Senti sua falta, Sakura… Fico feliz que tenha conseguido tirar um dia de folga para me ver! — as duas se separaram e, com um sorriso de orelha a orelha, ela entrou em casa acompanhada pela Haruno.

As duas passaram a tarde toda limpando o local, pois os anos sem ninguém morando ali acumulamaram pó, teias de aranha, mofo, enfim, coisas que dariam trabalho para tirar sozinha. Depois de deixar tudo praticamente brilhando e tomarem um café da tarde recheado de porcarias que amavam comer, elas se sentaram no sofá de couro bordô da sala de estar.

— Como foi passar todos esses anos sem ver ele? — Sakura perguntou aquilo que queria saber desde que entrou naquela casa, mas tinha evitado tocar no assunto até aquele momento.

— No começo… Não vou mentir, foi doloroso. Por mais magoada que eu estivesse com como as coisas terminaram, ele era muito importante pra mim, não era tão simples assim simplesmente esquecê-lo. Porém, com o passar do tempo, fui me acostumando a pensar mais em mim do que nele, depois encontrei outras coisas que gostava e que queria fazer e quando me dei conta… O que eu sentia por ele já não estava mais lá. Inclusive, cheguei a encontrar alguém — a Haruno arqueou uma das sobrancelhas — Conhecê-lo foi um dos fatores que me ajudaram a superar meu primeiro e único amor até então. Tivemos momentos maravilhosos juntos, que sempre guardarei com muito carinho — o sorriso terno que Hinata deu não escapou do olhar atento de Sakura — Mas chegou o momento de voltar para meu lar, e ele não podia vir comigo, pois também tinha sua vida e um lugar onde preferia ficar. Nosso namoro durou aproximadamente dois anos e terminou de uma forma bem saudável para nós dois. E também deixou ótimas lembranças e histórias para contar…

O tom de voz leve e confiante que ela usava para contar aquilo fez Sakura perceber que a azulada tinha amadurecido mais do que imaginou. E isso a fez sentir um imenso orgulho da amiga.

— Mas e você? O que perdi nesses anos fora de Konoha? — a Hyūga questionou, vendo o olhar da amiga praticamente brilhar.

— Muitas coisas, consegui uma casa mais confortável e maior do que aquela que morava antes, aprimorei minhas habilidades e… — o enorme sorriso que ela deu contagiou Hinata — Eu me casei com o Sasuke.

— Sério? — o visível choque da azulada fez a Haruno rir. Era de se esperar essa perplexidade: a última vez que Hinata falou com ela, os dois estavam brigados, e parecia que tudo tinha acabado entre eles.

— Sim… Ele vinha tentando me conquistar novamente já faz um bom tempo, e confesso que, mesmo quando voltei a amá-lo, ainda demorei para admitir. Foi difícil aceitar que, mesmo depois de anos e mais anos sendo rejeitada e ignorada, não foram o suficiente para acabar com o que eu sentia por ele. E quando lhe dei outra chance… — Sakura estava tão radiante enquanto contava aquilo que Hinata jurava que ela começaria a brilhar — Ele me fez ser a mulher mais feliz deste mundo. Então nos casamos, arrumamos um cantinho só pra gente e agora… — ela pegou a mão da Hyūga e a levou até o próprio ventre — Teremos um novo membro na família — algumas lágrimas de felicidade escorreram pelo rosto da Haruno, e Hinata soltou um gritinho de surpresa — Descobrimos há poucos dias e você é uma das primeiras a saber! Sinta-se honrada, senhora Hyūga.

— Aaah, estou muito feliz por vocês! — abraçou mais uma vez Sakura, que riu com a animação da amiga.

— Daqui a alguns meses, quando minha gestação estiver mais avançada, ele vai dar um tempo com as missões para cuidar de mim e da criança.

— Ótimo, que bom que não vou ter que caçar esse infeliz pra pôr juízo na cabeça dele! — as duas riram.

— Eu queria passar mais tempo aqui, mas está ficando tarde. Quero voltar pra casa antes que escureça.

Sem enrolar Sakura por mais tempo, Hinata a acompanhou até a porta e se despediu dela, desejando felicidades para a amiga e prometendo ir visitá-la em breve.

O resto do dia passou rápido, pois ela ainda tinha que desfazer suas malas, trocar fronhas e lençóis e ainda fez questão de cozinhar sua janta ao invés de comer algo rápido feito no micro-ondas igual costumava fazer antes. O resultado foi uma Hinata desmaiando exausta na cama e só acordando na manhã do dia seguinte, com sua disposição e seu ânimo nas alturas.

Comeu algo leve no café da manhã e se apressou para chegar logo no local onde ela e os outros colegas de trabalho se reuniam. Como estava cedo, ela sabia que um número muito restrito de pessoas estaria lá. Ou melhor, apenas uma pessoa.

Naruto poderia ser um desastre em sua vida pessoal, mas como Hokage, ele não deixava a desejar. Era o primeiro a chegar e o último sair de seu trabalho, sempre. Isso quando não virava a noite lá quando algo mais urgente aparecia. Ela sabia que não importava quanto tempo passasse, isso não mudaria, então não se surpreendeu quando bateu na porta da sala do loiro e ouviu um “entre” como resposta.

Ao contrário dela, o Uzumaki ficou chocado ao vê-la, tanto que acabou se levantando e deixando tudo o que fazia de lado só para ir até ela.

— Hinata! — ele abriu um sorriso grande e parecia querer abraçá-la; porém, por alguma razão, apenas ficou parado em sua frente — Eu sabia que você tinha voltado, mas não esperava que viesse me ver. Não tão cedo, pelo menos.

Enquanto ele falava, ela entendeu que o maior apenas escolheu manter uma certa distância porque temia sua reação. E isso apenas a incentivou a puxá-lo para um abraço caloroso que ela sempre sonhou em dar, e sua timidez nunca tinha deixado.

— Eu precisava ver você antes de visitar os outros. Odeio a forma como as coisas acabaram entre nós… — o loiro respirou fundo, ficando tenso, e a Hyūga se afastou de seus braços — Não precisa ficar nervoso, eu… não sinto mais raiva de você. — o sorriso aliviado dele fez Hinata perceber que tinha feito a coisa certa quando decidiu vê-lo o mais rápido possível. – Primeiramente, quero te agradecer, por tudo. Ter te conhecido permitiu que eu sentisse muitas coisas e aprendesse com elas. Posso ter sofrido, mas não descarto os inúmeros momentos em que você me fez feliz mesmo sem perceber — Naruto ficou em choque. Ele parecia esperar ouvir de tudo. menos aquelas sinceras palavras — E quero que saiba que não guardo nenhum rancor. Espero que me perdoe pela forma rude como te tratei antes de ir embora e por não ter sido capaz de procurar ao menos para me despedir na época. E me desculpa pelo tapa que te dei, mas você mereceu — tanto ele quanto ela riram.

— Concordo que eu praticamente pedi por aquilo depois do que disse, não se preocupe com isso — ele demorou alguns segundos para continuar, reunindo coragem para se abrir com ela — Eu também te peço perdão por nunca ter te dado o carinho e o amor que você merecia. No começo, eu não tinha percebido, mas quando me dei conta, fingi que não tinha notado até o dia que você decidiu partir. Eu fui um idiota, acreditei que te afastar de mim de propósito seria a melhor solução para nós. Mesmo que eu sentisse algo por você, isso não chegava nem perto do que você sentia por mim. E meu sonho de virar Hokage estava no topo de minhas prioridades, então pra mim não havia espaço pra você na minha vida. E mesmo que houvesse, de novo, não era o que você merecia — ela assentiu, dando um sorriso tão reluzente que Naruto sentiu o peso e a culpa que vinha carregando em suas costas desaparecer — Hoje eu entendo que tanto você quanto eu precisávamos passar por isso para amadurecermos, porém eu gostaria de ter feito diferente. Você merecia que eu tivesse sido sincero desde que descobri tudo…

— Não, eu concordo com você. Se as coisas tivessem sido diferentes, talvez eu não fosse tão confiante e feliz quanto sou agora. Creio que aprendemos muita coisa com tudo isso.

— Sim, sem dúvidas. Se hoje sou capaz de ser honesto comigo mesmo e com as pessoas a minha volta, é por causa daquele tapa — ela riu novamente, arrancando um sorriso breve do Uzumaki — Acha que é possível começarmos de novo? — ele perguntou, esperançoso — Você sempre foi uma amiga incrível e fez muita falta nesse tempo que passou longe. Sei que depois do que fiz não deveria nem te perguntar isso, mas ainda assim, se houver ao menos uma chance de ter de volta sua amizade, eu seria eternamente grato à você…

— Claro que sim! — respondeu ao mesmo tempo que sorriu e assentiu com a cabeça — Vim aqui com esse objetivo, recomeçar.

Depois de um algum tempo hesitante, ele abriu os braços e trouxe o corpo dela junto ao seu em um abraço demorado. O alívio e a felicidade de Naruto eram tão nítidos que quase se tornaram palpáveis para Hinata, que descansou a cabeça em seu ombro até eles se separarem.

— Agora tenho que voltar ao trabalho, mas… nos veremos mais tarde né?

— Claro. Kakashi, você e eu temos muita coisa para acertar agora que voltei — ela foi até a porta e se virou, acenando e sorrindo para o maior — Até mais tarde, bom trabalho!

— Obrigado e até! — ele retribuiu o sorriso e a viu sair dali, fechando a porta no processo.

Tanto Naruto quanto Hinata sentiram que um capítulo muito importante da vida deles tinha sido encerrado, e um novo, cheio de mistérios e surpresas para ambos, se iniciou.

😒

Tags

Compartilhar

  • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
Voltar ao topo