Pular o menu
 

Tsuki no Usagi

Astromitos, parte 2: Tigre Branco e Dragão Azul

:: 3 minutos de leitura

Do Leste ao Oeste, a dominância do dragão e do tigre sobre a mitologia do céu asiático.

TuziAutor(a)

Tuzi, da Lua, diz: Olá, jovens gafanhotos! Hoje trago mais uma parte da mitologia por trás da astrologia chinesa e, consequentemente, de todo leste e sudeste asiático! Nesta semana, vamos descobrir um pouco mais sobre duas das quatro bestas celestiais!

Governantes do Leste e Oeste

Como vimos anteriormente, as constelações orientais são divididas de forma diferente das ocidentais. Dessa forma, vemos que a disposição do céu “começa” a partir de quatro constelações que levam consigo os principais planetas do nosso sistema solar.

Primeiramente, há quatro constelações principais: Dragão, Tigre, Tartaruga e Vermillion. Logo depois, à medida que a pré-ciência astronômica e o desenvolvimento do pensamento filosófico das crenças ancestrais chinesas — conhecidas como taoísmo — se uniram, tiveram uma simbologia única e influente na cultura asiática até hoje.

O Dragão Azul

Qīnglóng, dragão azul-esverdeado, ou Cānglóng, dragão azul, são as duas formas de chamar um dos quatro deuses celestes. Da mesma forma, também pode ser chamado de: Seiryū, em japonês; Thanh Lóng, em vietnamita; e Cheongnyong, em coreano.

Seu nome de reconhecimento é Dōng Fāng Qīnglóng, o Dragão Azul-Esverdeado do Leste, ou Dōng Fāng Cānglóng, o Dragão Azul do Leste.

Devotado a ele está o cardeal Leste, a estação da primavera, as cores azul e verde e o elemento madeira.

Imagem: Mathew Meyer

Honrado como o líder das outras três bestas celestiais e rei dos animais mitológicos, muitas vezes é retratado como um Qílín e, assim como um dragão oriental, carrega um pérola em sua testa ou em uma de suas garras.

Associado à chuva, à força e à liderança, muitas vezes é usado como símbolo de líderes políticos e religiosos.

Dessa forma, por ser um dos deuses governantes do céu, a ele vem a responsabilidade de liderar tanto as outras três bestas como os signos do zodíaco chinês: o tigre, o coelho e o dragão.

O Tigre Branco

Bái Hǔ, sendo Byakko em japonês, Bạch Hổ em vietnamita e Baekho em coreano, também pode ser chamado de Xī Fāng Yên Hǔ ou o Tigre Branco do Oeste.

Os chineses o associaram ao cardeal Oeste, à estação do outono, à cor branca e ao elemento metal.

Assim como o dragão azul, é considerado rei governante; entretanto, sua liderança cai sobre os animais comuns.

Imagem: Mathew Meyer

Por outro lado, é tido como senhor soberano de todas as montanhas, tornando-se assim o símbolo da retidão e honestidade.

Quando o budismo foi introduzido na China, transformou-se em guardião dos ensinamentos de Buda, pois a simbologia dos tigres já estava ligada ao mesmo em seu país de origem.

Por ser um dos deuses governadores dos céus, a ele cai a responsabilidade de governar três dos signos do zodíaco chinês: macaco, galo e cão.

Tuzi, da Lua, diz: E por hoje é só, jovens gafanhotos! Fiquem atentos, que em breve eu volto com mais curiosidades! Por enquanto, desbravem as matérias da J-Hero! E não se esqueçam de acompanhar a programação da Rádio J-Hero, esta que é sempre do seu jeito, do seu gosto!

😒
Voltar ao topo