Durante vários anos, diversos filmes de sucesso já ganharam adaptações no mundo dos games, algumas que merecem ser esquecidas — como aquele Street Fighter do Van Damme —, mas algumas vezes as desenvolvedoras acertam em cheio e criam adaptações tão fantásticas e marcantes quanto as suas obras originais, às vezes até melhores que elas.

Então hoje venho trazer uma das melhores adaptações de filme que já pude experimentar: hoje lhes trago um pequeno review sobre o game de The Warriors.

O filme

The Warriors é um filme norte-americano de 1979, sendo baseado no livro do escritor Sol Yurik, The Warriors: Os Selvagens da Noite. O filme foi dirigido por Walter Hill e distribuído pela Paramount Pictures.

O filme se passa na cidade Nova York no ano de 1979 em um “futuro” alternativo. A cidade foi completamente dominada pelas gangues, que lutam entre si e também com a policia. Cyrus, o líder da maior gangue de Nova York, os Gramercy Riffs, deseja declarar uma trégua entre todas as gangues da cidade, convocando os líderes e oito membros das mais de 100 gangues nova-iorquinas para uma reunião no Bronx.

A história gira em torno dessa reunião e também da gangue dos Warriors, uma gangue de Coney Island que, ao chegar no local da reunião, é acusada injustamente de ter assassinado Cyrus, sendo obrigados a fugir do local. Começa então uma jornada de volta para Coney Island, fugindo por toda Nova York, onde os Warriors precisarão enfrentar todas as gangues que encontrarem pelo caminho para sobreviver, ao mesmo tempo em que tentam provar sua inocência.

O filme custou para a Paramount cerca de 4 milhões de dólares e faturou nas bilheterias aproximadamente 22,5 milhões de dólares, sendo um grande sucesso. No entanto, esse sucesso poderia ter sido maior, pois devido aos relatos de vandalismo e violência, a Paramount interrompeu temporariamente sua campanha publicitária e libertou os proprietários de sala de cinema de sua obrigação de mostrar o filme em cartazes.

O jogo

Assim como o filme, o game também sofreu em seu lançamento, mas não com polêmica, e, sim, sendo ofuscado por um lançamento gigante.

O game The Warriors foi produzido pela Rockstar Toronto, uma das subsidiárias da Rockstar Games, sendo lançado em 17 de outubro de 2005 para PlayStation 2 e Xbox. O game esteve em desenvolvimento paralelo com o grande Grand Thef Auto: San Andreas, que foi lançado em 26 de outubro de 2004, e essa produção em paralelo acabou demandando da Rockstar muito mais foco tanto no desenvolvimento quanto em marketing para o GTA, assim deixando The Warriors em segundo plano. Apesar de The Warriors ter sofrido com esse problema e ter virado um jogo mais undergound, ele também segue o padrão de qualidade Rockstar que conhecemos há tantos anos.

A Rockstar se dedicou muito para que The Warriors fosse o mais fiel possível à obra original: a empresa se dedicou a pesquisar historicamente sobre as gangues de Nova York e toda a ambientação da cidade da década de 1970. Além disso, a Rockstar teve a liberdade criativa para expandir o universo além do livro/filme, mostrando acontecimentos extras como o surgimento da gangue e o que eles faziam três meses antes dos acontecimentos principais da história principal.

A jogabilidade de The Warriors se assemelha muito à vista em GTA: San Andreas, principalmente a de combate, com estilos de lutas variados e únicos trabalhados para que fluam com naturalidade. Apesar das semelhanças com GTA: San Andreas, o jogo segue mais o estilo beat ‘em up com ausência do uso de armas de fogo, com os personagens alternando entre o uso de artes marciais e armas como barra de ferro, tacos, garrafas, caixas etc. Outro diferencial é que, à medida que os personagens vão recebendo os golpes, marcas como hematomas e cortes ficam visíveis.

Devido à liberdade criativa da Rockstar e por ser a Rockstar, o jogo também tem a possibilidade de exploração em seus cenários, onde os membros da gangue podem assaltar e roubar a fim de obter dinheiro para comprar drogas, informações e outros benefícios. Essas atividades funcionam como minigames extras.

Mas na minha opinião o mais divertido é a possibilidade de poder jogar com um amigo em multiplayer cooperativo toda a campanha de The Warriors, sendo muito mais divertido descer a porrada em todo mundo enquanto fugimos por Nova York.

Recomendo a todos tanto o filme quanto o jogo, ambos são divertidos e grandes clássicos da sua época. O jogo recomendo principalmente para aqueles que curtem jogar com um amigo(a), namorada(o) ou irmã(o), pois fica muito mais divertido do que realmente é. Vale a pena dar uma chance e conhecer esse jogo incrível!