Pular o menu
 

Planeta Z

Netflix confirma série baseada em Resident Evil

:: um minuto de leitura

Live-action da Netflix em parceria com a Constantin Film contará com Andrew Dabb, de Supernatural, como diretor.

WichitaAutor(a)

Olám amiguinhos deste mundo pandêmico e caótico. Estão no aguardo do apocalipse? Se o mundo for mesmo acabar, que seja com zumbis!

Trago novidades para vocês. A primeira é que a Netflix finalmente confirmou uma série de live-action baseada em Resident Evil.

A segunda, é que ela é baseada na franquia — ou seja, pelas notícias dadas até agora não teremos Leon, Jill, Chris, Claire e a turminha da pesada vivendo muitas aventuras.

A série será em parceria com a Constantin Film, a produtora responsável pela franquia de filmes, o que também deixa os fãs um tanto receosos devido às péssimas decisões tomadas no decorrer da franquia.

A primeira temporada contará com a direção de Andrew Dabb, de Supernatural — o que nos dá uma esperança —, e terá oito episódios de uma hora cada um.

A série terá dois arcos temporais. No primeiro arco, as irmãs Jade Wesker e Billie Wesker se mudam para New Raccoon City, uma cidade mecânica e corporativa que se impõe a elas no auge da adolescência. Com o passar do tempo, elas descobrem que a realidade é mais dura do que pensavam e que seu pai esconde algo que poderia destruir a humanidade.

Já o segundo arco se passa dez anos depois. O mundo agora é outro. Existem menos de 15 milhões de humanos no planeta. Mais de 6 bilhões de humanos e animais foram infectados pelo T-virus. Jade agora tem 30 anos e precisa lutar pela sobrevivência enquanto enfrenta seu próprio passado com mistérios da irmã e do pai.

E então, sobreviventes, estão animados ou já desiludidos? Desta vez eu, particularmente, vou dar uma chance para a Netflix e esperar a estreia, mas confesso que não estou colocando muitas expectativas. E vocês?

😒

Tags

Compartilhar

  • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
Voltar ao topo