Open your Mind

Tsubasa RESERVoir CHRoNiCLE é um mangá shounen tão ruim assim?

:: 5 minutos de leitura

Não é de hoje que comentários negativos tanto do anime quanto do mangá Tsubasa Reservoir Chronicle existem, resolvi arriscar e conferir a promessa shounen da Clamp...

😒

Tsubasa RESERVoir CHRoNiCLE é um mangá shounen tão ruim assim?

Olá seres de algum dos diversos mundos da CLAMP. Prontos para bater a cabeça e discutir sobre uma das séries mais polêmicas que este grupo de mangakás já criou? Se ainda não se preparou, prepare-se, porque lá vem a bomba!

Há algum tempo atrás entrei na onda: vou ler CLAMP, primeiramente li Kobato, depois Tsubasa Reservoir Chronicle, sem muita esperança, afinal já tinha visto o anime e não entendido praticamente nada. Era um caminho negro que me esperava, mas eu já sabia disso e decidi enfrentar a obra mais temida dessas mangakás consagradas.

Introdução:

O mangá possui ao total 28 volumes, relativamente grande se fosse um shoujo comum da clamp, mas pequeno em comparação a serialização comum dos mangás shounen.

Só pela quantidade de volumes já dá pra saber que seria impossível eu ter visto pelo anime a história completa, 52 episódios não deram conta de demonstrar cada detalhe ou contar a história da forma correta Portando, devorei todos com muito empenho e absorvi cada informação passada dos capítulos, esperando ao fim entender o universo Tsubasa.

Desenrolando:

A história de Tsubasa Reservoir Chronicle é focada na história de Sakura e Syaoran do país de Clow. Sakura é a princesa do reino, enquanto Syaoran é um rapaz órfão que foi criado por um arqueólogo, Fujitaka. (O pai de Sakura em Card Captors Sakura). Só isso já dá a entender que esses detalhes não se encaixam, e é importante fica de olho.

O tesouro do reino são misteriosas ruínas que Syaoran e seu pai passaram a vida tentando desvendar e num fatídico dia são elas que iniciam toda a trama. Elas inconscientemente reagem a Sakura, causando a perda de todas as suas memórias, porém estranhos inimigos também aparecem, tentando levar a garota embora.

O sacerdote do reino, Yukito, usa todos os seus poderes para enviar Syaoran até a única pessoa que poderia ajudar Sakura a recuperar as suas memórias: A bruxa das dimensões: Yuuko (XXXHolic).

Lá ele encontra de forma predestinada (afinal não existem coincidências), um mago do reino de Celes, Fay, um espadachim japonês enviado pela princesa Tomoyo para encontrar a verdadeira força, Kurogane, todos eles possuem algo em comum, desejam atravessar dimensões. O único com essa habilidade é o fofo Mokona Branco que os acompanha na jornada.

Desse modo as aventuras de Tsubasa Reservoir Chronicle começam, em busca das penas que possuem as memórias de Sakura, antes que seja tarde demais para ela.

Spoiler Zone:

Eu realmente me surpreendi com a história, ela é tudo menos clichê, por que é algo tão cheio de detalhes que se você piscar o olho se perde e não entende nada. A partir do momento a existência dos clones fica clara, você entende que a linha tênue passado-presente, primeiro ou segundo Syaoran/Sakura foi destroçado, causando um dano irreversível ao tempo-espaço.

E este era o plano de Fei Wang Reed, causar uma distorção tão grande na linha do certo e errado que até a morte seria balançada. Os objetivos de Fei Wang são incríveis se você considerar a obsessão dele por realizar o feito de superar Clow Reed, ele estava disposto a tentar ressuscitar Yuuko, mesmo que causasse uma distorção que afetaria todos os mundos. O que realmente aconteceu.

Tsubasa não é um mangá pra ser lido para relaxar, você precisa imergir no mundo que a clamp criou se quiser entendê-lo, não é dificil, porém precisa de atenção. Afinal entender que o pai de Syaoran na verdade é o seu próprio clone não é algo fácil.

Saber que a Sakura de Card Captors Sakura deu o seu báculo em troca de um pedido para Yuuko é outro ponto que deve ser bem entendido.

Tsubasa RESERVoir CHRoNiCLE é um mangá shounen tão ruim assim?

Resumindo: não existem coincidencias, somente o inevitável. A história de Tsubasa não tem pontas soltas, são todas interligadas e de difícil entendimento, você precisa superar o senso de possibilidade para compreender que as ações do passo e do presente, assim como o futuro, alias os inúmeros futuros possíveis foram definidos através das escolhas de Syaoran e Sakura desde o inicio.

Gostei muito de terem colocado os sentimentos dos clones de forma tão intensa. Adorei a compreensão que o mangá passou sobre a existência da Yuuko e do porque ela é e única que tem o poder de atravessar dimensões. Ou das consequencias das ações dos Syaorans e da criação do que hoje conhecemos como o Watanuki de XXXHolic.

Saber que ele é uma criação que surgiu a partir da distorção de Tsubasa é algo tão diferente que eu ainda me pergunto como a CLAMP consegue ser tão foda perfeita!

E se você me perguntar: Tsubasa Reservoir Chronicle é um mangá shounen ruim? Eu lhe digo que SIM!

Porém se perguntar: Tsubasa é um mangá ruim? Eu vou dizer: Com toda certeza NÃO.

Tsubasa RESERVoir CHRoNiCLE é um mangá shounen tão ruim assim?

Opinião Final:

Eu adorei a história de Tsubasa do início ao fim, por isso quando ouvia comentários criticando eu até acreditava, afinal o anime não é nada demais, confuso e ficou meio sombrio. Porém após ler o mangá eu comecei a tentar entender de onde surgiu a origem de tanta repulsa deste mangá. Pois não é ruim, apenas difícil.

Como shounen não chega nem perto da expectativa, mas como um mangá completo, levando em conta seu enredo, qualidade, desenvolvimento, complexidade dos personagens, pode superar e muito alguns mangás famosos, porque nenhum mangaká conseguiu criar até hoje um universo tão reaproveitável como a CLAMP, elas não são conhecidas à toa, Tsubasa é uma referencia de qualidade, comprovando que elas podem conseguir sucesso, ao saírem da sua zona de conforto.

O mangá possui a essência das suas obras. E se eu pudesse pedir algo, é que o desenvolvimento final tivesse sido mais demorado, a partir de Tokyo Revelations a situação tornou-se corrida, queria ter aproveitado a aparição de Subaru, Fuuma e Kamui um pouco mais.

Acredito que esta pressa na continuação, é que tenha causado o desentendimento da maioria na história, porém isso de longe inviabiliza Tsubasa como mangá, ele continua sendo ótimo.

Para aqueles que querem quebrar um pouco a cabeça e ler um enredo que você não veria nem no filme cientifico mais trash, Tsubasa é a dica supresa, só a CLAMP pra criar algo assim… Coloco na minha lista de mangás insuperáveis e agora vou partir para a leitura de XXXHolic, porque a Yuuko merece! (<3)

Espero que tenham curtido a matéria de hoje, comentem, mostrem e compartilhem com os amiguinhos e não esqueçam de sugerir outras matérias, pois estamos sempre abertos a sugestões! (o/)

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo