Pular o menu

Notícias em Geral

Mangá de Sword Art Online: Project Alicization será publicado em agosto

:: um minuto de leitura

Também conhecido como arco Underworld, a maior fase até o momento da história de Kirito e Cia. deve ser adaptado para mangás no segundo semestre de 2016. Confira!

Saylon KaguyaAutor(a)

Mangá de Sword Art Online: Project Alicization começa a ser publicado em agosto no Japão

Antes mesmo de terminar o arco Phantom Bullet o mangaká Koutarou Yamada anunciou em seu Twitter que será o responsável pela adapatação em mangá do arco Project Alicization (ou Underwolrd como também é referido na linha cronológica) da light novel de Sword Art Online. O arco, que atualmente ainda está sendo publicado pela ASCII Media Works/Dengeki Bunko começou no volume 09 e segue até o momento (já está no 17!) sem previsão de fim sendo o maior da narrativa até então.

Para a sua versão em mangá Project Alicization será publicado a partir do dia 09 de agosto nas páginas da Dengeki Bunko Magazine (edição 51). O engraçado é que o arco Phantom Bullet (publicado desde 2014) ainda não terminou e só tem 2 volumes lançados em versão mangá.

Por lá no Japão também já foi concluído o mini arco Mother's Rosario na versão em mangá. E por aqui no Brasil a Panini Mangás já lançou os mangás Sword Art Online: Aincrad (2 volumes) e Sword Art Online: Fairy Dance (3 volumes), que são respectivamente os dois primeiros da versão em light novel.

Mas os fãs estão mesmo é ansiosos por mais novidades sobre Sword Art Online: Ordinal Scale primeio longa-metragem para os cinemas da franquia que já conta com vários spin-offs em light novels, mangás extras e games em diversas plataformas, incluíndo o projeto Sword Art Online: The Begnningque foi anunciado pela IBM Japan e está em fase de desenvolvimento. 

Voltando agora para a notícia fica a pergunta: Será que Koutarou Yamada dará conta de fazer os dois mangás em paralelo? Vamos aguardar.

 

dede

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo