Pular o menu

Na Lupa do Lunei

Por que a Tzuyu, do TWICE, teve que pedir desculpas para a China?

:: 7 minutos de leitura

Entendam os motivos que levaram a Tzuyu, do TWICE, a pedir desculpas publicamente por se declarar taiwanesa e não chinesa em algumas promoções de sua banda...

LuneiAutor(a)

Por que a Tzuyu, do TWICE, teve que pedir desculpas para a China?

Eis que, na manhã do dia em que escrevo essa matéria (15), um vídeo viralizou na internet, deixando todos os que acompanham o cenário musical Pop Oriental. Confiram:

Esse é um pedido de desculpas da cantora Tzuyu, que faz parte do recém-debutado grupo TWICE, da gravadora JYP Enterteinment – a mesma de outros, como GOT7, miss A, 2PM e Wonder Girls. A declaração foi gravada e divulgada há algumas horas (sem legenda) no canal oficial da empresa. Nela, a jovem de 16 anos declara sentir muito por ter cometido erros enquanto promovia sua banda fora da Coréia e que lamenta que tal situação tenha colocado sua gravadora em maus lençóis. No caso, o erro dela foi ter se declarado taiwanesa, não chinesa.

Vamos lá, explicarei. O TWICE, assim como dezenas de outros grupos formados na Coréia do Sul, tem integrantes de várias nacionalidades. Das 9 presentes, 5 são coreanas, 3 são japonesas e 1, a Tzuyu, é taiwanesa.

Entretanto, enquanto o grupo participava de uma série de programas de TV na China, quando questionada sobre sua nacionalidade, ela respondeu ser apenas taiwanesa, o que é um insulto aos chineses médios, já que, por eles, o correto é declarar ser de Taiwan-China. Aqueles que não seguem isso são considerados como pró-independência. Taiwan é oficialmente reconhecida internacionalmente como República da China com democracia independente, embora seja considera pelo chineses como integrante do território da República Democrática da China (a nação conhecida pelo regime socialista).

Em outra ocasião, a cantora utilizou uma bandeira de Taiwan no programa coreano My Little Television, o que, aos olhos do povo chinês, é desrespeitoso, pois, segundo eles, ela deveria estar com a bandeira da China.

O site SarangInGayo fez um resumo excelente do ocorrido que pode ser conferido nesse link. Abaixo, colocarei parte dele para que vocês possam ter um entendimento maior sobre esse assunto:

“Com as eleições de Taiwan se aproximando, estes tópicos vêm à tona com mais força, e qualquer pessoa que apoie a independência do território será banido de transmissões e qualquer tipo de aparição pública, na China. Com isso, o cantor Huang An, nascido em Taiwan e declarado ser contra a independência da província, começou um protesto online contra Tzuyu e o publicou em seu Weibo:

‘Uma garota taiwanesa chamada Chou Tzuyu, quando estava balançando uma ‘bandeira taiwanesa’, ano passado, na televisão coreana, eu já havia postado no Weibo para reportá-la. Os representantes de seus ‘fãs’ me enviaram uma mensagem privada explicando tudo, esperando que eu seria tolerante e mostrasse pena. Depois, uma estação de TV pró-independência a mostrou como uma orgulhosa ‘artista à favor de Taiwan’, ‘trazendo honra ao país’. Recentemente, este grupo coreano, que tem uma pessoa pró-independência taiwanesa e três japonesas, irá ao ‘Spring Gala’ da AHTV. Reposte isso se você é contra.’

E continuou em outra publicação:

‘A luz do movimento pró-independência, Chou Tzuyu, veio para a capital Beijing! A mídia que apoia esta ideia tem dado ‘tapas em meu rosto’, comemorando sua chegada à China! @BeijingMediaNetwork a princípio, vocês não devem saber, mas vocês podem fazer o mesmo que CCTV fez com Wang Xi [outro artista, de Hong Kong, que sofreu represália de Huang An e foi banido de aparções públicas pelo mesmo motivo]. Se vocês sabem que algum artista é pró-independência, não o convide; se já o convidou, não use-o; se já o usou, não filme-o; se já o filmou, não veicule a filmagem. AHTV já sabe sobre isso e me contatou. Pelo bem de nossa ‘China continental do coração de vidro’, estou pronto para lutar.’

Como consequência destas reivindicações feitas pelo cantor, e apoiadas por diversos cidadãos chineses, as proporções do caso estão se tornando ainda maiores, com algumas pessoas (chineses locais) pedindo para que não só TWICE, mas, também, todos os artistas da JYP Entertainment tenham suas promoções artísticas banidas do país. Foi feita uma compilação dos efeitos que este protesto gerou, até agora:

As gravações de TWICE para o Beijing Spring Festival Gala serão editadas e excluídas;

O TWICE havia sido convidado para o An Hui Spring Festival Gala, mas o convite foi cancelado;

O acordo entre LG (uma das maiores empresas de tecnologia da Coreia) e Huawei (uma das maiores empresas de tecnologia da China) para um comercial com o grupo foi cancelado;

O Kuwo Music (streaming chinês de música, parecido com o Spotify) removeu todas as músicas e videoclipes dos artistas da JYP;

O Kugou Music (outro streaming chinês) removeu todas as músicas e videoclipes do TWICE;

A Hunan TV (emissora chinesa, onde vários artistas de K-Pop se apresentam) anunciou que “não convidará aos seus shows artistas que apoiem a independência de Taiwan”.

Desde a propagação deste assunto, a agência JYP Entertainment mudou os perfis oficiais de todas as integrantes do TWICE, a fim de acalmar a situação. Onde anteriormente lia-se 국적 (gook-jeok), que significa nacionalidade, agora está escrito 출생 (chool-saeng), que significa local de nascimento. Desta forma, Tzuyu ainda está listada como sendo de Taiwan.”

Complicado, não? Quis ter uma outra visão sobre isso, então conversei pelo Facebook com a Beatriz Ayres, que está morando em Taiwan há 7 meses por conta de um intercâmbio para aprender mais sobre mandarim e vivenciar a cultura de lá.

Rádio J-Hero: Dava para ver pelo vídeo que a Tzuyu estava arrasada de ter que falar aquilo. Por que é tão delicado para os taiwaneses terem que se declarar chineses?

Beatriz Ayres: Bem, como muitos sabem, Taiwan ainda não é considerado um país por questões históricas e blá blá blá. Eles estão batalhando muito para conseguir essa independência e, sabe, para um taiwanês fazer o que a Tzuyu fez, é como ferir a sua honra. Eles são bastante nacionalistas, é como se você estivesse traindo seu País. Pode-se ver claramente durante o vídeo como ela estava se sentindo.

JH: E por que os chineses tem essa "raiva" dos que não são nacionalistas e se dizem apenas taiwaneses?

Beatriz: Os Chineses não aceitam que as pessoas digam que Taiwan é um país, porque para eles Taiwan é a República da China e nada mais. É o orgulho Chinês e seu "modo de governo". Apenas sabendo melhor da história da China para entender isso mais a fundo. E Taiwan apenas tem um governo autônomo porque teve o apoio dos EUA.

JH: Você acha que ela ter gravado esse vídeo pode trazer consequências negativas pra vida dela? Sendo que eles são bastante nacionalistas…

Beatriz: Bem, ela já está tendo consequências negativas. Ela se humilhou na frente de milhares de pessoas, do mundo inteiro, e ela ainda é uma criança! Essa confusão vai demorar pra terminar. Provavelmente, muitos Taiwaneses ficaram bem chateados e com raiva assim como eu. Mas, provavelmente, muitos irão entender que ela foi obrigada a isso para que o grupo (TWICE) pudesse voltar com suas atividades na China. Infelizmente, talvez, essa confusão de Taiwanesa ou Chinesa fique por um bom tempo.

JH: E teve alguma reação na imprensa daí?

Beatriz: Bem, já está bem tarde aqui, então eu não vi nada. Provavelmente nos próximos dias vai ter mais gente falando sobre. Então, até o momento, nada. Sinceramente, espero que eles se pronunciem sobre.

Caros leitores. Em geral, somos levados a achar que o K-Pop é como no MV acima: apenas alegria e que nunca há nada errado por trás dos panos. Na verdade, com indústria Pop em si, acabamos por deixar que problemas como esse passem despercebidos e não delegar importâncias políticas e sociais. Ou, pior, sermos coniventes ao consumirmos.

Fica aquele gosto ruim na boca ao imaginarmos ela sendo obrigada por seu staff a gravar tal declaração; Fica aquela má impressão sobre a JYP, que é uma das maiores gravadoras da Coréia do Sul, não sabendo lidar com isso de uma maneira menos assustadora; Fica aquela confirmação de que o mundo não é um conto de fadas e que somos todos muito pequenos perante problemas como esse.

Por hora, vamos esperar e ver como isso irá se desenrolar. 

😒

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo