Pular o menu

Na Lupa do Lunei

Resenha do que rolou de melhor no K-Pop nesse mês de março

:: 3 minutos de leitura

LuneiAutor(a)

Resenha do que rolou de melhor no K-Pop nesse mês de março

Olá, devoradores de ovos de chocolate. Como estão? Com dor de barriga? Culpa por comerem demais?

Nesse mês, tive alguns contratempos que me impediram de postar nessa coluna mais frequentemente. Eu sei, isso é uma droga, mas às vezes a vida em off acaba tomando mais do meu esforço que eu gostaria.

Entretanto, para remediar essa situação, resolvi reunir num post só a minha singela opinião sobre alguns dos lançamentos do K-Pop que rolaram no mês de março. Teve de tudo: comeback, debut, solo, duo, grupo…

A título de curiosidade, trouxe apenas os que acredito que tenham alguma relevância para a cena daqui, ou então aqueles que acredito que deveriam ser mais escutados.

Pois bem, vamos lá…

Lim Kim – Are You a Grown Up?

Essa daqui é uma das minhas cantoras orientais favoritas. O estilo adocicado dela ao fazer um som prioritariamente Pop recheado de influências Folk, Indie e da Bossa Nova (sim) me conquistaram na primeira audição.

Voltando após um tempo desde seu último – e excelente – álbum Goodbye 20, a faixa Are You a Grown Up? se mostra lindamente encorpada com o acréscimo de elementos eletrônicos dançantes, mas que em nada ferem o estilo marcante da Lim Kim. Já o videoclipe faz o plano de fundo perfeito para a aura feliz descrita na faixa. Vejam só…

Davichi – Two Lovers

Confesso que não sou tão fã do trabalho dessa dupla romântica lá da Coréia do Sul, mas me surpreendi ao escutar a excelente faixa Two Lovers, que é cantada de maneira gostosa com um instrumental contido e bacana…

Taeil – Inspiring

Também não sou fã do som feito pelo grupo Block B, mas preciso admitir que essa faixa solo do Taeil, apesar de exagerada em alguns agudos, tem um dos MVs mais bacaninhas que assisti nos últimos anos…

Minah – I Am a Woman Too

Pegando muito do estilo R&B presente em Something, gravado por sua banda Girl’s Day, essa canção da Minah mostra que ainda há muito mais por baixo dessas garotas caso continuem seguindo as influências certas.

Não é nenhuma Ailee, mas dá para curtir de boa. Sério mesmo…

Gain – Paradise Lost

Início de ano é bem propício para comeback e debuts de carreiras solos, né? Aqui, a Gain, do Brown Eyed Girls, encarna uma cobra sombria numa canção quase assustadora de tão soturna.

O vídeo é repleto de elementos visuais representando o paralelo entre o bem e o mal que valem a pena ser conferidos…

Stellar – Fool

Tá ai uma boa música que faz parte de um estilo que geralmente não chama atenção na cena virtual K-Pop. Fool é um exemplo de como uma girl band podem cantar sem histrionismos ou exageros em relação a malabarismos vocais…

Rainbow – Black Swan

Acho que, em anos, nunca vi um mid-tempo com EDM dar tão certo quanto esse. Soa moderno dentro de uma cena Pop cada vez mais habituada a repetições. É uma das músicas coreanas mais interessantes que já escutei…

Amber – Shake The Brass

Gosto de tudo lançado pelo F(X) e isso não mudou com a empreitada da Amber. Shake That Brass já deve ser a canção que mais escutei, até agora, em 2015. Não tem como não se contagiar com toda a empolgação dos “Hey, Hou! Hey, Hou!”, “Na Na Na Na Na Na” e “Daram di dan daram dan dans”.

Fora que ela canta pra caramba e a participação da TaeYeon (SNSD) na gravação de estúdio, da comadre de banda, Luna, e das coleguinhas Wendy (Red Velvet), Kei (Lovelyz) e Ailee nas apresentações ao vivo apenas somaram ao fato de que a música tá na boca do povo…

Eu também iria comentar sobre o retorno do Red Velvet. Porém, preferi deixar isso para um post separado, visto a quantidade de conteúdo no qual eu precisarei me aprofundar para a resenha.

Até a próxima! 

😒

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo