Pular o menu
 

My J-Hero Academia

Street Fighter II: V — A arte da luta

:: 2 minutos de leitura

Conheça um pouco sobre essa grande franquia da Capcom.

Joy BoyAutor(a)

Street Fighter, lançado como jogo em 1987, foi um sucesso enorme em seu lançamento. Então em 1995, um anime foi encomendado, intitulado Street Fighter II: V de (Victory), baseado no famoso jogo de 1991.

O anime acompanha a trajetória de Ryu Hoshi e Ken Masters (nome de magnata HaHaHa), dois amigos que treinaram juntos na infância no Japão. Porém, com o tempo, Ken — que é americano — voltou para o seu país, deixando Ryu no Japão. Um tempo depois, Ken volta ao Japão pedindo a ajuda de Ryu para que este se disponha a ajudá-lo a aprimorar suas habilidades. Ryu fica um tanto confuso no começo, porém seu instinto de buscar aperfeiçoamento o faz largar seu trabalho de lenhador com seu avô e ir ajudar seu amigo (que mancada, Ryu!).

Ryu voa com Ken para os EUA (Ryu voa com Ken? HaHaHa) e lá começa a jornada de aprimoramentos e descobertas. Os dois vão a um bar procurar informações sobre lutadores que vêm surgindo, mas acabam arrumando confusão e “testando seus punhos em uns rostos”. Porém, o líder dos arruaceiros — um arruaceiro pior —, chamado Guile, desce o braço os desafia e acaba saindo “vitorioso” no primeiro encontro, fazendo com que Ryu e Ken percebam que ainda há pessoas mais fortes que podem superar.

Guile: casca-grossa

Uma das cenas mais impactantes do anime é quando Ryu faz seu primeiro Hadōken.

Ryu brabo apelando em certa altura

Não irei me alongar, pois me empolgarei e contarei toda a história (HaHa dá vontade). O que contei até aqui foi o início do anime, muitas coisas divertidas e aventuras virão com o decorrer do anime, vale a indicação. Em outro momento pretendo fazer um resumo da franquia, explicando as diferenças do jogos e as continuações, mas para isso preciso “zerá-los” (o que levará um certo tempo HaHa).

Curiosidades

No anime, Ryu é um homem impulsivo, e Ken, um homem passivo. Porém, isso vai contra a lógica dos jogos, em que Ken é descrito como “impulsivo, agitado e um pouco egoísta”, porém não deixa de ser companheiro e ajuda sempre que é solicitado. Já Ryu é descrito como “calmo, sério e centrado”, sempre procurando aperfeiçoamento, tanto que isso pode até passar uma má impressão.

O anime foi baseado na franquia de jogos mais valiosa e lucrativa daCapcom. Hoje a franquia conta com cinco jogos sequências, retirando as atualizações e DLCs. O anime em questão é um dos mais fiéis baseado na franquia de jogos e está disponível no catálogo atual de streaming da Netflix e da Amazon Prime Video.

😒
Voltar ao topo