Pular o menu
 

My J-Hero Academia

Vamos relembrar o Odaiba Memorial Day!

:: 4 minutos de leitura

As aventuras dos oito digiescolhidos terminaram, mas o portal não foi fechado para sempre: não foi a primeira nem a última aventura deles. O portal do digimundo pode se abrir de novo se você não esquecer os Digimon — e se você quiser, talvez.

GabyAutor(a)

No dia 1 de agosto de 1999, sete crianças foram para um acampamento de verão, lá sendo chamadas para viver uma aventura digital ao lado dos seus parceiros, os Digimon.

Em Digimon Adventure 02, no episídio 17, Takeru e Hikari, junto com os outros digiescolhidos, se reúnem com Taichi e os outros membros que apareceram em Digimon Adventure para recordar o dia que eles conheceram seus Digimon.

Sabendo disso, decidi fazer um especial este ano de Odaiba Memorial Day, para não deixar essa data tão especial para fãs de Digimon passar em branco.

Nós já tratamos do significado da data aqui na J-Hero, logo vale a pena conferir também o artigo passado!


Mas antes de ler os depoimentos dos membros do Discord, vou contar um pouco sobre as novidades do filme Digimon Adventure: Last Evolution Kizuna — ou, como é chamado no ocidente, Digimon: Laços.

Sinopse

Você se lembra daquele verão especial onde eles se conheceram?

O cotidiano estava sendo abalado, a convivência entre humanos e Digimon era cada vez mais visivelmente difícil.

As crises entre o mundo digital e o mundo humano acontecem quase toda vez.

Enquanto isso ocorria, Taichi Yagami, agora um universitário, se reúne com seu parceiro Digimon para viver a sua última aventura antes de passar o legado para seu filho.

Personagens e dubladores

  • Taichi “Tai” Yagami, 22 anos – Natsuki Hanae;
  • Yamato “Matt” Ishida, 22 anos – Yoshimasa Hosoya;
  • Sora Takenouchi, 22 anos – Suzuko Mimori;
  • Kōshirō “Izzy” Izumi, 21 anos – Mutsumi Tamura;
  • Mimi Tachikawa, 21 anos – Hitomi Yoshida;
  • Joe Kido, 23 anos – Jun’ya Ikeda;
  • Takeru “T.K.” Takaishi, 19 anos – Jun’ya Enoki;
  • Hikari Yagami, 19 anos – M.A.O;
  • Daisuke Motomiya – Fukujūrō Katayama;
  • Ken Ichijōji – Arthur Lounsbery;
  • Miyako Inoue – Ayaka Asai;
  • Iori Hida – Yoshitaka Yamaya.

Para finalizar este artigo, reuni depoimentos durante esses dias de fãs de Digimon do nosso Discord: Lyah, César, Haydaru, meu onii-chan Mateus, o DJ Alastair e eu. Espero que vocês gostem.


Bem, para começar vamos ao depoimento do meu onii-chan Mateus Ainzworth. Para ele, Digimon foi um dos primeiros animes que ele viu na vida:

Digimon foi um dos primeiros animes que eu assisti! Comecei na temporada Tamers e eu brincava com os cards que eu tinha e um celular velho imaginando que estava usando o card azul e evoluindo o meu cachorro.
Digimon me mostrou que a união nos torna mais felizes e fortes e, mesmo que nós tenhamos que perder nossos amigos, eles sempre vão estar vivos e motivando a gente nos nossos corações e na nossa memória! E essa amizade é a a esperança que nós motiva.

Já para o César, Digimon teve uma marca muito importante na vida dele, sempre motivando o mesmo a nunca desistir do seu sonho:

Digimon, para mim, foi um anime marcante da infância, mostrando que nenhum sonho pode ser impossível. Acho que é isso!

Para meu melhor amigo — sim, vou ter que puxar o saco do Haydaru —, Digimon também foi um marco na infância do mesmo, aprendendo sempre como preservar uma amizade.

Digimon representa uma boa parte da minha infância: eu acordava todo dia cedo pra assistir, não perdia um episódio e colecionava várias coisas de Digimon. Aprendi com Digimon sobre amizade, sobre se superar e ajudar o próximo, sobre força de vontade e a lutar pelo que você quer.

Para a Lyah, Digimon ensinou que seus verdadeiros amigos nunca vão te deixar na mão, independente do que ocorra:

Digimon pra mim foi parte da minha infância (acredite meus aniversários só tinham essa temática), um anime que me marcou bastante, foi através dele que entrei no mundo otaku ( só não sabia o que era na época kkkk). O que ele me ensinou? Bom, o valor da amizade… Independente de situações, brigas e outros afins, seus verdadeiros amigos nunca vão te deixar na mão. Bom, foi pouco, mas basicamente o espirito do anime é esse pra mim. #EternaDigiescolhida.

O Alastair nos relata os jogos que ele jogou e o que Digimon ensinou para ele:

Digimon foi uma parte da minha infância que, por incrível que pareça, me fez gostar mais sobre computação. Pois quanto mais aprendia sobre Digimon, mais me interessava por programação e sonhava em criar um mundo parecido, tanto que, no auge do RPG Maker 2000 (uma antiga plataforma para criar Jogos de RPG) o meu primeiro RPG foi baseado em Digimon! E claro também tem o conceito de amizade que o anime passa, que é algo sensacional.

E, agora, falando por mim: Digimon para mim foi uma coisa única, uma lição de vida, ensinado sempre que a amizade verdadeira sobrevive, e por aí vai. Essa é a lição que eu aprendi com Digimon: se você esta triste, magoado com alguma coisa e não tem com quem desabafar, você tem um amigo lá sempre ao seu lado. Foi isso que aprendi com Digimon.


Espero que vocês tenham gostado da matéria, e até a próxima.

Tags

Compartilhar

  • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
Voltar ao topo