Pular o menu
 

Made in Ásia

Yin e Yang, indo muito além do bem e do mal…

:: 6 minutos de leitura

O Yin e Yang é uma filosofia que não está ligada somente ao bem e ao mal, mas sim a todos os opostos que se complementam. E é isso que o MiA traz essa semana. Confira!

Fany-ChanAutor(a)

Yin e Yang, indo muito além do bem e do mal...

Made in Ásia está de volta! O/

Desculpa atrasar um pouquinho esse mês, mas ultimamente o meu tempo está mais veloz que o Sonic, então sorry. ^^

Essa semana para não deixa-los sós resolvi trazer algo mais light e também conhecido. E fiquem atentos, pois o tema de hoje terá certa ligação com a próxima matéria do MiA, que (se tudo der certo) será um pouco especial.

Preparados para mais uma viagem? Então coloquem os cintos, pois hoje iremos à China!

Decolando…

Vocês já devem saber de cor e salteado que o Yin e o Yang representam o bem e o mal, e juntos significam o equilíbrio entre essas duas energias. Certo?

Mas aposto que poucos sabem que sua origem está ligada ao Taoísmo, uma das filosofias dharmicas mais conhecidas que surgiu no século II lá na China, por ser o símbolo do mesmo.

Tao pode ser traduzido literalmente por “caminho” e esse seria o caminho absoluto e que ao ser dividido fez surgir os opostos o Yin e Yang que deram origem a todas as coisas existentes no mundo.

A primeira vez que surgiu a ideia desses opostos foi através da observação das forças da natureza. Taoístas que desenvolviam o Sistema de Medicina Tradicional Chinesa perceberam que o universo era como um campo unificado que está em constante movimento, possuindo um ciclo interminável de opostos, como o bem e o mal, o dia e a noite, o frio e o calor, etc.

Yin e Yang, indo muito além do bem e do mal...

Afinal, o que significa o Yin e o Yang?

Como já deve ter percebido esses são os opostos que se complementam, então para ambos não há um significado único.

O Yin (lua em mandarim) seria o feminino, as qualidades da escuridão, o descanso e o frio. Ele é o lado esquerdo da esfera, ou seja, a cor preta. Esse está ligado também ao lado emocional do ser humano, então se você estiver desgastado emocionalmente você sentira seu lado esquerdo mais pesado que o direito.

Já o Yang (sol em mandarim) seria o masculino, a energia da luz, o movimento e o calor. Ele é o lado direito da esfera, ou seja, a cor branca. Esse está ligado ao lado racional do ser humano, por isso, quando estiver com cansaço mental, você sentira seu lado direito mais pesado.

Yin e Yang, indo muito além do bem e do mal...

Observando o símbolo já percebeu que há um círculo com a cor oposta dos dois lados? Isso é para indicar que o Yin possui o Yang e vice-versa. Ou seja, não há um oposto absoluto, sempre que houver o bem haverá o mal, sempre existir a luz existirá a escuridão e assim por diante.

Por isso, devemos sempre procurar o equilíbrio (sempre aprendemos isso com os orientais nos animes) sendo a combinação perfeita e harmônica dos nossos opostos.

Lenda do Tigre e do Dragão

Antes de começar a lenda saibam que o Yin e o Yang também podem ser representados pelo Tigre e pelo Dragão respectivamente.

"Há muito tempo atrás uma garota saiu correndo para uma aldeia gritando:

-Ele se soltou! Ele se soltou!

E chegando perto de um senhor deixou-se cair em seus braços. Olhando para a recém-chegada viajante e percebendo seu espanto e agitação, o ancião tentou sossega-la.

– É a sua natureza, afinal de contas ele é um felino na sua parte.

Sem entender muito bem a profundidade de tal frase, a rapariga optou pelo silêncio no momento.

Teria ela feito milhares de quilómetros para seguir uma lenda tão antiga como o tempo e ficar petrificada? Não! – ouviu dentro de si. Não é lenda e não ficarei calada e sem nada fazer! – pensou.

Yin e Yang, indo muito além do bem e do mal...

A população da aldeia foi-se aproximando. A garota regressou a si e, segurando firmemente o idoso pelo braço disse:

– Eu vi-o! Solto e sem o Dragão, nossa proteção!

Ao que o sábio homem respondeu:

– Sim, de tempos a tempos Tigre e Dragão quebram a sua união, o seu equilíbrio milenar. Ambos têm que se saciar. Pouco serão um sem o outro, mas existem momentos como este em que as leis que os regem se tornam dispares e o alado segue um caminho e o felino trilha por outro lado. Serenidade e trovão. Harmonia e turbilhão. Tal como a natureza que nos rodeia e abençoa diariamente, também eles se complementam nos elementos, nas cores, nos sentidos e até nos amores…

– Nos amores?! – Interpelou a jovem viajante.

O ancião olhou para a rapariga e sorrindo prosseguiu.

– Nos amores… Pois sim, tanto um como outro já amaram e foram amados, sempre em tempos distintos e sempre por seres diferentes. E, desde Eras muito antigas, que se diz que o Segredo nessa floresta guardado será mesmo o Encontro num instante anunciado entre Tigre, Dragão nesse amor a chegar.

– E o que fazemos ao animal solto senhor? – questionou a menina, agora mais calma.

Toda a aldeia fixou o olhar no ancião portador de tão grande saber de como se entende a natureza universal e o que se esconde na alma de cada ser, fosse ele básico ou racional, fosse ele animal ou vegetal.

– Nada devemos temer. Em milhares de anos nenhum deles fez mal, já que qualquer um deles apenas procura conquistar a sua felicidade, a tão desejada paz interior, como todos nós simples mortais. Amor é a palavra-chave nesse Encontrar.

Sentiu-se uma tranquilidade na sua voz, nas suas palavras, que mesmo os mais temerários acalmaram.

Yin e Yang, indo muito além do bem e do mal...

A viajante estava a cada instante mais curiosa com tão intrigante par e depois de a população começar a dispersar colocou mais umas questões ao velho homem.

– Diga-me, você já os viu? O que os torna tão singulares? O que os torna tão apaixo… – perante o sorriso do ancião hesitou – …tão cativantes?

– Sim, já os vi, diversas vezes. Embora diferentes, partilham uma cumplicidade ancestral. O Dragão é calmo e educado, sábio e sonhador, atencioso e bondoso, um autentico nobre alado…

– E o Tigre? – Interrompeu a rapariga.

– O Tigre é fogo e emoção, ardente e territorial, mais paixão, mais carnal, um felino sem duvida!

Mil e um pensamentos lhe passaram pela mente. A sua curiosidade tinha passado para um sentimento maior. Afinal era esta a sua demanda, o motivo da sua longa viagem, beber o segredo desse cálice entranhado na mais profunda floresta. Tinha que ir ao seu encontro.

Yin e Yang, indo muito além do bem e do mal...

Foi então que se sentiu uma suave brisa vinda da densa floresta. O ancião agarrou-lhe na mão e fixando o seu olhar nas suas reluzentes orbitas disse-lhe:

– Sei o que está a pensar… E não foi para isso que aqui veio? O que espera? Eles aguardam por si… Siga o caminho que o seu coração lhe segreda e encontrará o que sempre procurou e jurou encontrar.

A viajante sorriu, apertou-lhe as enrugadas mãos, seguindo-se uma vénia de agradecimento.

– Obrigado. Sim, sei o que fazer…Sempre o soube!

Olhou para a aldeia… Olhou para o cume da serra… Colocou a mochila às costas e atravessou a clareira…"

Essa lenda foi retirada de Eva e Adão e por estar tão bela resolvi não a alterar muito.

…Pousando

Yin e Yang, indo muito além do bem e do mal...

Atualmente o símbolo do Yin e Yang é tão difundido no mundo que é um dos principais temas para tatuagens e até o brasão de armas do renomado físico de Mecânica Quântica, Niels Bohr, possui o símbolo seguido pela seguinte frase em latim: “contraria sunt complementa”. Que significa “os contrários se complementam”.

Nossa viagem já está chegando ao fim, mas fiquem ligados, pois na última semana desse mês terá uma nova matéria fresquinha e cheia de surpresas!

Ah, deixem aí nos comentários o que vocês acharam da matéria, se acreditam no simbolismo do Yin e do Yang, e claro, em quais animes vocês já viram esses conceitos aqui apresentados.

Até a próxima viagem… O/

😒

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo