Pular o menu
 

Made in Ásia

Origami, como surgiu a arte milenar de fazer dobraduras?

:: 5 minutos de leitura

Quer conhecer um pouco sobre a história da arte milenar de fazer origamis e aprender a fazer um? Então, confira a matéria do Made in Ásia dessa semana!

Fany-ChanAutor(a)

Origami, como surgiu a arte milenar de fazer dobraduras?

Após conhecermos um pouco sobre a sexta-feira 13, nada melhor do que conhecer alguma arte oriental, não é? Ainda mais se for a bela arte de transformar simples papéis em diversos objetos através de dobraduras!

Hoje o Made in Ásia trará um pouquinho sobre o Origami e, por que não, ensinar a fazer um. Vamos lá? Então coloquem os cintos, pois a viagem de hoje é para o Japão!

Decolando…

Antes de começarmos a viagem vamos conhecer um pouco sobre o significado de Origami:

A palavra Origami é composta por dois caracteres, Ori, derivado do desenho de uma mão e que significa “dobrar”, e Kami, derivado do desenho da seda e que significa “papel(kami também significa espírito ou Deus, mas neste contexto esses significados não se encaixam), ou seja, origami significa “dobrar papel”.

Feito por diversas pessoas para distração, diversão ou até mesmo para descobrir novas formas e estudar matemática, o Origami atualmente é considerado uma arte popular. Ok, nem todos conseguem fazer um origami, mas como atualmente o papel é um material barato e fácil de conseguir, todos tem acesso a essa arte.

Origami, como surgiu a arte milenar de fazer dobraduras?

 

Mas quando surgiram os origamis?

Como já devem ter percebido, a origem do origami está ligada à do papel. Então sua história começa com a descoberta do papel, no ano 105 a.c., onde T’Sai Lun, administrador do palácio imperial chinês, misturou redes de pesca, panos e cascas de árvore para substituir a seda que era utilizada para escrever.

Por muito tempo essa descoberta ficou somente na China. Mas no século VI, através de monges budistas chineses essa descoberta chegou ao Japão. A origem exata do origami ainda não se sabe, mas os primeiros registros estão datados junto com a chegada do papel ao Japão.

Durante o período Heian (794-1185), como o papel não era acessível por causa do seu alto custo de fabricação, a arte de dobrar papeis era feita somente por pessoas de classes altas como diversão.

Mas com a popularização do papel, o origami começou a ser introduzido em festas de casamentos, cerimonias religiosas (shinto) e as crianças começaram a aprender na escola.

Origami, como surgiu a arte milenar de fazer dobraduras?

 

Akira Yoshizawa

Podemos não saber a origem exata dos Origamis, mas a história da difusão dessa arte no mundo todo se deve principalmente ao novo sistema de dobras criado por Akira Yoshizawa, considerado o pai do Origami Moderno. Foi ele quem criou a simbologia atual de instruções no seu livro “Sistema Yoshizawa – Randlett” em 1956.

Seu sistema foi tão revolucionário que é, até hoje, considerado a segunda invenção mais importante para o Origami, a primeira foi a invenção do papel. Em uma estimativa de 1989 conta-se que Yoshizawa criou mais 50 mil modelos e desses somente algumas centenas foram impressas em seus 18 livros.

Origami, como surgiu a arte milenar de fazer dobraduras?

 

Sadako Sasaki

Como o Origami se tornou popular, ele passou a fazer parte de várias histórias, reais e fictícias. Uma das mais belas é a história (real) de Sadako Sasaki, uma garota que sobreviveu ao ataque da bomba atômica em Hiroshima, mas que sofreu as consequências da mesma.

Após a bomba ter explodido na cidade, tudo começou a voltar ao normal, as lojas e instituições voltaram a funcionar e a vida das pessoas continuou. Sadako viveu por dez anos normalmente, até que aos 12 anos ela pegou um resfriado, começou a sentir uma rigidez no seu pescoço e seu rosto inchou.

Ao fazer vários exames foi descoberto que ela estava com leucemia e possuía somente mais um ano de vida. Ela foi transferida para o Hospital da Cruz Vermelha de Hiroshima e quando seus amigos ficaram sabendo de seu estado pensaram em alguma forma de ajuda-la.

Origami, como surgiu a arte milenar de fazer dobraduras?

 

Certo dia estudantes do ensino médio de Nagoya levaram para os pacientes do hospital vários Tsurus (garça). Foi aí que Sadako descobriu a lenda de que se dobrar mil Tsurus e fazer seu desejo a cada um, este poderá ser realizado.

Inicialmente ela pensou em pedir por sua cura, mas depois de perceber que sua doença se agravava, ela começou a pedir pela paz mundial. Em 25 de outubro de 1955, Sadako não resiste e acaba morrendo. Quantos ela conseguiu dobrar? Bom, ela conseguiu dobrar 964 e o restante seus amigos dobraram para que fossem enterrados com ela.

Mas para seus amigos isso era pouco. Eles queriam algo para homenageá-la e também todas as crianças que morreram por causa da bomba atômica. Foi aí que eles criaram um clube para arrecadar fundo e construir um monumento no Parque Memorial da Paz.

Para a surpresa deles, estudantes de mais de 3000 escolas japonesas os ajudam e o monumento foi criado. A estátua foi concluída no dia 5 de maio (dia das crianças) de 1958. Todos os anos vários Tsurus de papeis do mundo todo são enviados ao Parque. E no monumento está gravada a seguinte mensagem:

“Este é o nosso grito. Esta é a nossa oração: Paz no mundo.”

Origami, como surgiu a arte milenar de fazer dobraduras?

Imagem do Monumento da Paz Mundial para as Crianças.

 

Os Mil Tsurus

Não se sabe como e onde surgiu a lenda dos mil tsurus, mas várias pessoas acreditam e tentam chegar a essa meta e ter seu desejo realizado.

O Tsuru representa a boa sorte, a felicidade e a saúde. Normalmente ele dado de presente às pessoas enfermas ou que desejamos felicidade. Ele também pode ser oferecido a templos junto com orações como forma de pedir proteção.

Uma curiosidade: o primeiro livro com instruções foi o “Sembazuru Oricata” (Como dobrar mil Tsurus) em 1797.

Origami, como surgiu a arte milenar de fazer dobraduras?

 

…Pousando

A nossa viagem está acabando… Mas antes vocês precisam saber que nas dobraduras clássicas de origami, cada animal possui um significado. Como, por exemplo, o sapo, onde a palavra possui um som parecido com a palavra retorno, este é associado ao retorno e ao desejo de que coisas boas voltem.

E como prometido abaixo uma vídeo-aula de como fazer o símbolo do origami, o tsuru:

Estou esperando vocês na segunda sexta-feira do próximo mês. Até lá, coloquem aí nos comentários o que vocês acharam dessa matéria e se vocês já fizeram algum origami.

Ah, coloquem aí nos comentários também, sugestões do que vocês querem ver aqui no Made in Ásia, as melhores sugestões serão atendidas e terão uma matéria toda especial aqui!

Até a próxima matéria! O/

😒

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo