JH Coberturas

JH Coberturas | Attack on Titan é exibido no Brasil em ação da Sato Company

:: 3 minutos de leitura

Em uma sessão especial em São Paulo o primeiro de dois longa-metragens com a história de Eren e Cia. foi exibido em mais uma ação promovida pela Sato Company. Confira!

jhero assiste filme da sato company

 

Matéria por Saylon Kaguya com a colaboração do DJ Kotaro e do ouvinte Kel

 

Na última terça-feira (27) a equipe da Rádio J-Hero esteve no Cinemark Shopping Metro Santa Cruz para acompanhar uma exibição especial do filme Attack on Titan (Shingeki no Kyojin) distribuído no Brasil pela Sato Company.

A ação, que faz parte de uma parceria com diversas redes de cinemas da América Latina, é uma maneira da empresa em dar continuidade em seu projeto e alavancar o consumo da cinematografia nipônica no mercado nacional de salas de exibição.

Dessa vez a escolha foi para apresentação dos dois longas-metragens, baseados na franquia do mangá de Hajime Isayama que conta a história de sobreviventes de um ataque de criaturas misteriosas (os Titãs) que surgiram há anos na Terra.

Por se tratar de uma sessão especial não foram permitidas fotos dentro da sala antes ou após a exibição. Mesmo assim foi comprovado pela nossa equipe o sucesso de mais uma exibição de um live-action japoneses em uma sala de cinema brasileira.

A seguir você acompanha um comentário em conjunto feito pelo nosso DJ Kotaro que contou com a companhia do nosso ouvinte e ex-DJ, Kell, nessa exibição que foi destaque:

 

attack on titan

 

"E necessário antes de tudo dizer que esse é um comentário sobre o live-action. Para isso se faz necessário desconsiderar em diversos momentos as abordagens feitas no animê ou a trama original – o mangá –, pois é óbvio que ambos têm suas diferenças.

Num olhar detalhista, o filme é cheio de surpresas, principalmente no que diz respeito à Jornada do Herói vivida pelo protagonista. Diferente da trama que já se faz presente em nosso repertório o longa-metragem apresenta um Eren com poucos conflitos de pensamento e raciocínio. Todavia não se deve considerar que isso seja o maior dos problemas do filme. Até é um ponto positivo eles terem tentado diversificar o começo da história.

Outra coisa boa são os muitos efeitos especiais em construções de cenário e principalmente as cenas de combate, que por sinal foram bem pensadas e fazem sentido. Em muitos live-actions isso nem acontece.

Os efeitos especiais e a coreografia estavam bons, o que mostra que a Direção de Fotografia de Shoji Ehara estava excepcional (um talento de excelência conhecido desde Neon Genesis Evangelion), porém o filme falha em alguns aspectos de roteiro e até mesmo a atuação do protagonista Eren vivido por Haruma Miura deixou a desejar.

O protagonista não tinha uma motivação plausível para matar os titãs e em muitas vezes optou por escolhas bem erradas. Faltava carisma, além de um excesso de furos. Um exemplo está na apresentação das personagens sem saber usar o DMT e de repente todos já usavam com maestria sem nem mesmo mostrar uma cena onde eles deeriam ter tido “lições”, mesmo que em cenas de elipses temporais.

Já o maior ponto negativo em relação ao filme foi mesmo essa descontinuidade excessiva do roteiro. O Eren perde a motivação principal dele logo na metade do filme. Aí fica muito mais uma sucessão de acontecimentos do que o cumprimento de um elemento de destaque, que é a Jornada do Herói.

Bom, no geral a Rádio J-Hero parabeniza a Sato Company por essa iniciativa – e por ter nos convidado – e agora é esperar que não só esse, mas muito mais produções japonesas ganhem seu espaço no mercado de cinema nacional."

 

Só lembrando que o longa-metragem estreia dia 05 (quinta-feira) no Animê Night do Cinemark e ficam= em cartaz em mais de 13 cidades, no mês de abril. No Brasil, além da Rede Cinemark a exibição também será feita em algumas salas das Redes UCI e Kinoplex, a partir do dia 08 de abril.

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Voltar ao topo