Pular o menu
 

Dorama Love

O live-action de Gokushufudō

:: 3 minutos de leitura

A adaptação live-action da obra do Yakuza dono de casa.

HarikenAutor(a)

Olá, pessoas! Hariken de volta mais um vez! E para esta semana, eu decidi fazer um especial para o Gokushufudō e hoje irei invadir o Dorama Love para trazer minhas impressões sobre o dorama da obra.

Vamos lá. Eu já falei bastante sobre a obra no meu artigo do preview de Gokushufudō, em que eu falei como funcionam as histórias da obra e como elas são bem curtas mas bem divertidas e refrescantes. Mas quando falamos de um dorama de 45 minutos cada episódio, nós temos algumas grandes mudanças.

As adaptações da obra para o dorama

E vamos lá. Em primeira comparação diretamente com o mangá, o dorama tem algumas mudanças bem radicais, e isso causa um certo estranhamento para os que estão acostumados com o mangá.

A maior diferença com certeza é o fato do Tatsu e a Miku terem uma filha. Bem, na verdade não chega a ser uma filha do casal, e, sim, uma filha da Miku de um relacionamento em que o pai verdadeiro fugiu da responsabilidade de criar a filha. Uma mudança bem drástica, mas que traz uma ideia muito interessante para o contexto geral.

A adaptação no geral não é ruim, eles tentam criar algumas cenas do mangás que ficam até divertidas, mas há muitas coisas a se estranhar como alguns personagens bem fora do padrão que foi retratado no mangá, e outros realmente com personalidades bem caricatas do estilo japonês de fazer comédia, mas no geral é realmente uma questão de se acostumar.

Um roteiro que faz valer a pena

Apesar das adaptações parecerem estranhas, elas em maior parte são para um bem maior, tendo uma boa evolução no roteiro a partir desse ponto e tendo alguns acontecimentos que te prendem e que realmente entregam uma história bem desenvolvida.

O estilo de comédia muda um pouco para um estilo bem japonês que é bem difícil de entender, o que é um um grande problema para quem for assistir pela comédia em si, mas o foco realmente ficou para a história e, incrivelmente, seus personagens.

O carisma além dos personagens e uma boa atuação

Um dos maiores pontos fortes do live-action com certeza é o quanto você começa a gostar dos personagens e seus atores, não só com o ator Hiroshi Tamaki interpretando o Tatsu, o imortal ou mesmo Haruna Kawaguchi como a esposa Miku que começamos a desenvolver um certo carinho pelos personagens da história que nos é entregue.

(Extra) O começo de tudo

Comercial de Gokushufudō

Meu amor a essa obra começou a um tempo quando saiu um comercial comemorativo pela serialização do mangá, um comercial em live-action com o dublador Kenjirō Tsuda, que será o dublador oficial no anime e que realmente chamou a minha atenção pela sua atuação e por ser uma ideia realmente divertida.

Comparando o dorama com o comercial, este é melhor adaptado e visualmente mais próximo ao anime, o que realmente me fez ficar com um pé atrás quando assisti o dorama, mas com certeza o comercial é mais bem adaptado por diversos motivos.

Considerações finais

Apesar de fazer muito tempo que eu não assistia um dorama, Gokushufudō veio como uma obra bem divertida que me fez recordar os poucos doramas que eu assisti na minha vida e a saudade de assistir esse estilo bem diferente da televisão japonesa, com um estilo de atuação bem diferente e um estilo de comédia bem difícil de entender, mas um estilo bem caricato do Japão.

😒
Voltar ao topo