Pular o menu

Arquivo JH

Planet Lex-kun – School Days

:: 5 minutos de leitura

O "Romance" que causou a maior polêmica e o maior trauma dentre todos os animes!

LexusAutor(a)

Planet Lex-kun - School Days


Aviso: Evitei ao máximo os spoilers de School Days que pudessem estragar as surpresas para quem for assistir a série.

School Days (スクールデイズ sukūru deizu) é um Visual Novel desenvolvido pela Overflow que foi lançado em 28 de abril de 2005. A versão original, feita para PC, contém conteúdo sexual adulto (+18). A versão livre (censurada) foi lançada mais tarde em 17 de janeiro de 2008 para a plataforma Playstation 2. Semelhante aos visual novels tradicionais, a historia ocorre em um ambiente escolar e durante a história vários "pontos de decisões" aparecem. Esses pontos são momentos do jogo em que o jogador tem que fazer escolhas que irão determinar os acontecimentos futuros na história influenciando no final dela. O que diferencia o game de School Days das outras visual novels é o fato da historia ser mostrada em formato semelhante de um anime, pois a história é quase toda animada com exceção a parte dos "pontos de decisões" que continuam sendo em slides como os visual novels tradicionais (que são completamente em slides). Alem disso, a história do jogo é dividida em vários episódios, tendo uma sequência de aberturas (openings) e uma sequência de encerramentos (endings) diferentes.


O game possui 21 finais possíveis (o que decide qual destes finais vai acontecer são as atitudes e as escolhas do jogador durante o jogo), mas os mais famosos são os finais trágicos (que vão desde assassinatos dos personagens principais, até o suicídio de um deles). Um spin-off do jogo, Summer Days, foi lançado pela Overflow utilizando o mesmo sistema, porém sem finais trágicos.
 

School days teve várias adaptações para outras mídias, inclusive uma adaptação para anime com 12 episódios e 2 OVAS dirigida pelo diretor Keitaro Motonaga e animada pelo estúdio TNK. School Days também foi adaptado para uma série de mangá com 2 volumes, uma light novel com 3 volumes, e um Drama CD, mas exclusivamente na coluna do Planet Lex-kun desta semana, falaremos um pouco a respeito da animação (anime) de School Days.
 

 Planet Lex-kun - School Days 


Interactive overview:
 

School Days se inicia como um anime ao estilo slice of life, onde vemos a história do nosso protagonista Makoto Ito e seu monótono cotidiano. Makoto admirava à distância a linda garota chamada Katsura Kotonoha e a observava todos os dias no trem em que ambos pegam para ir à mesma escola. Certo dia, mediante a uma suposta lenda de que ao colocar a foto de uma pessoa de wallpaper no celular e caso ninguém descubra durante três semanas, o amor será correspondido e mesmo não acreditando muito nessa lenda, Makoto tira a foto de Kotonoha, mas por descuido, Sekai Saionji, sua amiga de infância, descobre a foto e decide ajudá-lo a sair com Kotonoha, mas quando finalmente isso acontece, Sekai percebe seus próprios sentimentos por Makoto que já não são mais de uma simples amizade e a partir desse momento começa a confusão na vida amorosa e estudantil do Makoto que se encontra indeciso entre as duas garotas, sendo isso algo muito alem de um simples triângulo amoroso.

   
Planet Lex-kun - School Days   


Content review:
 

School Days tinha tudo para se tornar uma clichê comédia romântica, no entanto, essa esperança é totalmente descartada já no final do primeiro episódio, quando Sekai beija "forçadamente" Makoto. Mesmo assim tudo se engrena e movimenta corretamente, desde a confusão dos sentimentos dos protagonistas por serem leigos no amor e não saberem como prosseguir, até a inveja que cerca algumas pessoas. Conforme a história avança, aquele gostinho de romance deixado no começo da série desaparece dando espaço para o ápice da obra, uma história forte de ódio, drama e principalmente traições, o que propositalmente não levará ninguém para um “Happy End”.

 

Em minha opinião, School Days se perdeu de uma boa história no meio da série, quando vemos o fator (gênero) Hárem, sendo introduzido a força (para seguir o contexto do visual novel), quebrando quaisquer clima de afeto pelos personagens. A série em si possui ótimos traços, um bom conjunto sonoro, cenários medianos e e bons personagens, considerando o ano em que ele foi lançado (2007). Por partes, School Days foi terrível de se assistir, mais pelo sentimento de angustia que se dá ao assisti-lo vendo o sofrimento e as “falsas alegrias” rondando o mundinho deles, mas é exclusivamente neste ponto em que as opiniões se dividem, pois esse tipo de história pode não ser de meu agrado, mas pode ser de agrado a muitas outras pessoas.
 

Nos envolvemos na história, incorporamos os personagens, em geral com tudo isso “martelado” na história, conseguimos sentir quase que como na própria pele, o trauma que cada situação causa, nos personagens e seus frágeis estados mentais.
 

Enfim, neste anime nós captamos todos os sentimentos prematuros envolvidos na história, nas decisões precipitadas que quase por um “sistema dominó”, inevitavelmente, nós vemos as consequências de tudo o que nos leva as conclusões finais resultantes das ações de todos!
 

        Planet Lex-kun - School Days        


Final details:
 

School Days é recomendado como um bom anime? SIM, ele se destaca por ser diferente (original), por possuir uma história capaz de causar o IMPACTO necessário para atrair o público e causar GRANDES POLÊMICAS. Ele é um bom romance? NÃO, definitivamente não, simples assim. E comentando um pouco do final da série, reservadamente para aqueles que não gostaram do final deste anime, levem em consideração toda a história e todas as situações passadas, podemos dizer que é um final merecido, pois a história chegou a um patamar superior, onde não havia mais volta, “olho por olho, dente por dente” e é assim que vemos o manifestar das consequências citadas anteriormente nos levando ao “Final mais traumático de todos!” (título atribuído por meio de grandes enquetes e discussões feitas pelos japoneses, tanto no famoso portal Biglobe, quanto no site oficial do próprio School Days).
 

Confesso que mesmo não gostando tanto do anime, recomendo a vocês assistirem para terem uma experiência diferente e única com este anime (sem censura) e se for para vocês evitarem algo, digo para vocês evitarem os 2 OVAS deste anime, pois são a maior perda de tempo! (São horríveis; E se não acreditam em mim mesmo afirmando isso, assistam os OVAS e confirmem por si mesmos!)
 

Abaixo vocês ficam com a opening do anime e todos os famosos “bad endings” (finais ruins, trágicos) do visual novel de School Days:
 



😒

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo