Arquivo JH

Rock no Japão – Bandas japonesas de rock não visuais

:: 3 minutos de leitura

Confira as bandas que realizam uma mistura de ritmos que as fazem únicas.


 

No Japão, temos muitas bandas de rock não visuais nos estilos Punk Rock, Heavy Metal, Hard Rock, Rockabilly, e uma infinidade de ritmos misturados. Talvez algumas dessas bandas apresentem visuais, em algum clipe, ou em seu estilo próprio, mas não é o ponto central delas. Quero avaliar aqui a mistura no som que produzem.
 

Uma curiosidade é que, os japoneses que escutam bandas de visual kei não gostam de bandas não-visuais e, os que escutam as bandas não-visuais, não consideram o visual kei como metal ou rock de “verdade”. Por exemplo, como definir ou rotular essas bandas abaixo? Algumas são óbvias, mas outras são uma mistura de ritmos.
 


 

Maximum the hormone formada em 1998, é uma banda japonesa de Nu Metal, com influências de System of a Down,The Blue Hearts, Korn entre outras, tanto japonesas como internacionais. Considerada uma mistura de Nu metal, punk rock, pop punk, post-hardcore, metalcore, metal alternativo, rock alternativo, funk metal, hardcore punk, heavy metal. Simplesmente uma banda excelente que pode agradar ouvintes diferentes. Músicas sugeridas: What's up, people?!, Zetsubou Billy e Koi no Mega Lover.
 


 

Cali Gari (ou cali ≠ gari) é uma banda japonesa de visual kei banda de rock experimental formada com o conceito erótico grotesco.Foi formada em 1992 e nomeada após o filme de terror O Gabinete do Dr. Caligari. Considerada uma mistura de rock experimental, post-punk, noise rock e rock alternativo. Sua musica é nada menos do que definida a palavra insana.  Músicas sugeridas: Blue film, Seishun Kyousoukyoku e  Yuganda kagami.
 


 

Sigh   é uma banda de metal (rock pesado) japonesa de Tóquio, formada em 1990. Eles são conhecidos como sendo uma das primeiras bandas japonesas de black metal. Considerada uma mistura de black metal, black metal sinfônico ,  metal progressivo. Essa banda vai agradar mais um ouvinte especifico, o de metal pesado, mas ela é uma das diversidades que podemos econtar no Japão. Um som pesado com vocais que "cortam" o ouvido. Músicas sugeridas: Me devil, Prelude to the Oracle e Inked Blood.
 


 

The Michelle gun elephant (TMGE) foi formada em 1991, enquanto os integrantes eram estudantes na Meiji Gakuin University de Tóquio.  Considerada uma mistura de rock de garagem, blues rock, punk rock, punk blues. Eles misturam um rock in roll dos anos 60 e muita energia e sujeira do punk rock, ganhando o título verdadeiro de “Garage rock”. Músicas sugeridas: Tayou wo tsukande shimatta, Bloody punky bikini e Deadman’s  galaxy days.
 


 

Sex machineguns uma banda de metal formada em 1983, com um toque de humor em suas letras.  Considerada uma mistura  speed metal, trash metal, power metal, heavy metal. Eles mostram que mais importante que qualquer imagem, é saber tocar. Tocam um metal muito rápido e técnico. Músicas sugeridas: Aijin 28, Tekken e Hitoduma killer.
 


 

Onmyo-za  é uma banda japonesa do estilo Enka metal que foi formada em 1999. Tocam um heavy metal (comparável a Iron Maiden ) e ritmos típicos da cultura japonesa que contam sempre com a presença de lendas e dos personagens do folclore e japonês.Considerada uma mistura  heavy metal, power metal, folk metal, enka metal. Uma mistura de heavy metal com enka. Você imaginaria algo igual? A banda conseguiu originalidade ao se inspirar na própria cultura para fazer Heavy Metal. Músicas sugeridas: Nemuri, Kouga ninpouchou e Konpeki no soujin.
 


 

Balzac é uma banda de horror punk japonesa formada em 1992 em Osaka.  Desde o início, Balzac foi muito influenciado pelo som e imagem da famosa banda de horror punk The Misfits. Considerada uma mistura de Hardcore punk, digital hardcore, death rock e a banda se considera horror punk ou zombiecore. Com duas coisas marcantes, roupas de caveira e um som Punk clássico. Músicas sugeridas: Yami no hikari e,  Hikari Naki Sekai e Out of the Blue.
 

Essas misturas de ritmos dessas bandas de rock fazem elas se tornarem únicas e provavelmente quem não gosta de outros estilos pode a vir a gostar muito. Porque antes de achar ruim algo, procure conhecer. Quando as pessoas abrem suas mentes para algo que elas não conhecem, elas evoluem e podem descobrir um mundo totalmente novo aos seus olhos.
 

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo