Pular o menu
 

Área Geek

Top 5: Melhores filmes baseados em HQs (quadrinhos)

:: 9 minutos de leitura

Esta é minha lista com os cinco melhores filmes baseados em quadrinhos!

AlastairAutor(a)

Olá, leitores da Rádio J-Hero!

Esses dias eu estava procurando filmes para assistir, quando me dei conta eu tinha baixado uma série de filmes que são baseados em quadrinhos. Então, pensei: por que não fazer uma lista com os melhores na minha opinião?

Então, saiu esta lista aqui que vocês estão prestes a ler (espero que leiam mesmo). Estes são filmes que de alguma forma me marcaram e que eu acho que devem ser assistidos por todos.

Como não sou dono da verdade, já deixo avisado que essa lista é os melhores NA MINHA OPINIÃO, pois sei que muita gente vai discordar.

Então vamos lá!

5. Deadpool

Este com certeza não poderia ficar de fora da minha lista, pois além de ser um ótimo filme e super engraçado, ele abriu as portas de algo que estávamos esperando há muitos anos nos cinemas: filmes de quadrinhos com faixa etária acima de 18 anos. Mas isso não quer dizer filmes com conteúdos pornográficos ou eróticos, e, sim, filmes com mais sangue, histórias mais maduras que seriam mais sensíveis a crianças ou adolescentes.

Ryan Reynolds está no papel do ex-militar e mercenário Wade Wilson, que se casa com uma mulher chamada Vanessa. Um ano depois, Wade é diagnosticado com um câncer terminal e tem poucos dias de vida. Então, um homem surge e oferece a ele chance de se curar através de um procedimento científico em um laboratório. Lá ele conhece Ajax (Francis, que é como Wade gosta de zombar dele), que injeta em Wade um soro que desperta os genes mutantes adormecidos, que o dão um fator de cura sobre-humano curando-o do câncer, mas lhe desfigurando todo o rosto como se estivesse queimado.

Depois de várias semanas de tortura e testes de sua habilidade, ele resolve fugir. Mas, na fuga, acaba enfrentando Ajax, sendo derrotado e deixado pra trás para morrer no prédio em chamas. Mas obviamente ele sobrevive e vai em busca de vingança contra o famoso Francis, tornando-se o Deadpool.

Com toda a certeza o ponto forte deste filme são as paródias com a cultura pop em geral e, principalmente, com os filmes de heróis do momento, além da quebra da quarta parede com o Deadpool interagindo diretamente com o público, algo que acontece frequentemente nas HQs dele. Quero também deixar registradas as piadas que Deadpool faz com o Lanterna Verde, pois anteriormente Ryan Reynolds havia assumido o papel no filme da DC Comics.

4. Watchmen

Com toda a certeza não é todo mundo que conhece os quadrinhos de Watchmen da Vertigo — e não os culpo, pois é com toda a certeza uma das HQs mais underground que poderiam fazer um filme. Isso já faz com que seja difícil trabalhar com tal título, pois será mais voltado a um público específico que conhece a obra, mas o diretor Zack Snyder conseguiu agradar tanto os fãs, quanto abraçar um novo público.

Depois da vitória dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã com a ajuda do Doutor Manhattan (um ser com poder de manipulação da matéria, sendo onisciente, onipresente e onipotente), os EUA conseguiram uma vantagem estratégica sobre a União Soviética. Durante o passar do tempo, o crescente sentimento antivigilante leva o combate ao crime mascarado a ser banido. Embora muitos dos heróis se aposentem, Doutor Manhattan e o Comediante operam como agentes do governo americano, e Rorschach continua a ser um vigilante, tornando-se um fugitivo.

Rorschach investiga o assassinato de Edward Blake, descobre que ele era o Comediante e teoriza que alguém pode estar planejando assassinar os vigilantes. Ele tenta avisar seu ex-parceiro Coruja e seus companheiros Espectral e Ozymandias, mas todos rejeitam a teoria.

Depois do funeral de Blake, Doutor Manhattan passa a ser acusado de causar o câncer de sua ex-namorada e outros, que passou um tempo com ele após o acidente científico que lhe deu seus superpoderes. Manhattan exila-se em Marte, dando à União Soviética a confiança para invadir o Afeganistão. Com todos esses eventos, Rorschach começa achar que é algum tipo de conspiração a nível mundial contra os vigilantes.

O filme Watchmen trouxe consigo muito dos quadrinhos, abordando temas mais atuais como o medo da guerra nuclear, o preconceito, a busca incessante dos governos pelo poder e manipulações políticas com um toque de fantasia que só os quadrinhos podem dar. É uma temática bem adulta que não vai agradar a todo mundo, mas para os fãs das teorias da conspiração é um prato cheio.

3. Logan

Depois de muito tempo, finalmente veio o filme que nosso querido Wolverine precisava e merecia. Nos filmes dos X-Men com suas constantes baixas nos cinemas, Wolverine nunca teve o devido destaque, mesmo quando veio aquela pérola chamada X-Men Origins: Wolverine — hoje eu não sei o que se passava na cabeça da Fox para fazer algo do tipo, aquele Deadpool me dá calafrios até hoje.

Mas hoje em dia podemos levantar as mãos pros céus e gritar: OBRIGADO, FOX!

Logan é baseado nos quadrinhos Velho Logan, de Mark Millar, e conta a história de um universo onde os mutantes estão à beira da extinção e Wolverine já não é mais o mesmo (take the Reference, Captain!).

Logan está bem velho e mais fraco, pois o Adamantium em seus ossos está envenenando-o aos poucos, impedindo seu fator de cura de funcionar e tornando seu corpo mais fraco à medida que o tempo passa. Logan passa os dias trabalhando como motorista particular, ganhando dinheiro para comprar remédios para seu único amigo vivo, o Professor Charles Xavier. Xavier é um dos mutantes mais poderosos que já existiu na terra, mas agora sofre de uma doença neurodegenerativa que o faz constantemente perder o controle de seus podere, se tornando uma grande ameaça para todos a sua volta.

Logan então conhece uma menina chamada Laura, que está sendo perseguida por um grupo de aprimorados ciberneticamente: os Carniceiros. Ele e Xavier fogem junto com Laura para levá-la a um lugar chamado “Éden”, na Dakota do Norte. Durante o caminho, eles descobrem que Laura passou por uma experiência da Transigen para criar crianças mutantes com amostras de DNA de vários mutantes para o projeto X-23, e Laura foi gerada a partir do DNA de Logan, sendo assim sua “filha”.

Logan trouxe um desfecho digno para o personagem nos cinemas e uma digna despedida de Hugh Jackman do papel do baixinho mais casca-grossa dos quadrinhos. Por ser desvinculado do Universo dos X-Men da Fox, o diretor James Mangold teve liberdade de explorar um universo mais maduro e de poder mostrar mais do lado agressivo de Wolverine que vemos sempre nos quadrinhos, mesmo com a vulnerabilidade do personagem diante dessa história.

2. Coringa

Tenho que ser sincero com vocês… foi por muito pouco que o filme Coringa não conquistou o primeiro lugar do meu ranking.

Coringa se tornou quase uma entidade intocável graças à interpretação maravilhosa de Heath Ledger em Batman: O Cavaleiro das Trevas. Ainda mais depois do grande fiasco que foi o Coringa do Jared Leto em Esquadrão Suicida, a comunidade de fãs abraçou com força o Coringa de Ledger. Com isso, quando foi anunciado um filme solo do Coringa, Joaquin Phoenix tinha o peso do legado de Ledger em suas costas.

O filme trabalha fantasticamente a nova origem do Coringa. Ele nos traz a história de Arthur Fleck, que trabalha para uma agência de palhaços e sonha em ser um humorista de stand-up comedy. Mas a vida de Arthur é bem conturbada: ele cuida de sua mãe doente, sofre abusos diários sem nunca reagir durante seu trabalho, além de sofrer de uma doença neurodegenerativa chamada epilepsia gelástica, que o faz rir sem controle em momentos inapropriados.

Arthur, então, é demitido de seu emprego e tenta seguir seu sonho de ser comediante, mas acaba sendo ridicularizado em um programa famoso de Gotham; tudo isso libera sua raiva acumulada e ativa o gatilho para ele se tornar o famoso Coringa que todos conhecemos.

Joaquin Phoenix conseguiu dar muita personalidade ao Coringa: sua interpretação a respeito de expressões faciais e corporais trouxe uma identidade única para o personagem. Toda a história do filme foi trabalhada nessa nova origem do personagem, juntando fatos que já conhecemos das HQs fazendo sentido com o filme. É simplesmente fantástico como o diretor Todd Phillips trabalhou esse filme.

1. Batman: O Cavaleiro das Trevas

Ah, esse filme, que obra prima dos cinemas! Difícil não rasgar elogios a esse filme da grande trilogia Nolan, não por eu ser um fanboy assumido do morcegão, mas porque é realmente merecido ele estar nessa posição.

Batman, desde o início de suas aparições com o querido e finado Adam West (press “F” to pay respect) até o filme Batman e Robin com George Clooney, sempre teve umas tramas bem leves com uns toque de humor e piadas como o “bat-cartão de crédito”. Mas foi com a era Christopher Nolan que a história passou a assumir os tons mais escuros do submundo de Gotham, baseando-se nos quadrinhos de Frank Miller, que criou a atual personalidade do Batman como um personagem frio e obscuro.

A história começa diretamente após o filme Batman Begins, já se iniciando com Coringa e seus comparsas fazendo um assalto ao Banco que pertence à máfia, enquanto Batman, junto a Gordon e o novo promotor público Harvey Dent, trabalha em um plano para acabar com a máfia em Gotham. Coringa, então, vai até à reunião da máfia e assassina Gambol, o chefe da máfia, assim recrutando seus homens e diz ser capaz de derrotar Batman.

Em retaliação à prisão que Batman fez de Lau (o contador da máfia), Coringa faz um ultimato a Gotham, onde pessoas vão morrer todos os dias até que a verdadeira identidade de Batman seja revelada. Bruce decide revelar sua identidade, mas Harvey se pronuncia afirmando que ele é o Batman, com intuito de proteger o povo de Gotham e a identidade de Batman.

Com a ajuda de Batman, Gordon prende o Coringa e é promovido a comissário, entretanto Harvey e sua namorada desaparecem, sendo o Coringa o responsável por isso. Com isso, inicia o seu plano de quebrar Gotham.

Qualquer coisa que eu disser sobre esse filme não vai ser novidade. Christian Bale novamente fazendo um Batman incrível — e, aliás, que homem capaz de se adaptar a diferentes papeis e se entregar a um personagem. O mesmo eu digo de Heath Ledger, que entregou 100% de si ao papel, passando meses em um quarto trancado, formulando postura, voz, os jeitos e manias. Ledger usou de inspirações do filme Laranja Mecânica e do vocalista Sid Vicious, do Sex Pistols, para o papel. O resultado ficou simplesmente incrível, tanto que recebeu um Oscar póstumo como Melhor Ator Coadjuvante. Infelizmente, Heath Ledger faleceu devido a uma intoxicação acidental por remédios, antes até do lançamento do filme.


Espero que tenham gostado da minha lista, lembrando que esta é a minha opinião e vocês estão livres pra concordar ou discordar dela. Comentem abaixo sobre a matéria ou digam qual é seu Top 5 de filmes baseados em quadrinhos.

Por hoje é só galera, até a próxima!

😒

Tags

Compartilhar

  • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
Voltar ao topo