Aviso: a resenha a seguir do décimo sétimo episódio de Attack on Titan: The Final Season contém spoilers.

Haydaru

O começo do fim chegou! Após esperarmos quase dez meses, Shingeki no Kyojin retornou com seu capítulo 76 (o 17º da quarta temporada), Julgamento. Ressaltamos que o mangá de Hajime Isayama chegou à sua conclusão durante o intervalo entre a primeira parte da temporada final e este episódio; dessa forma, a adaptação de agora cobrirá o arco final, War of Paradis.

Levando em consideração a fidelidade que o anime manteve em relação ao material original, é bem provável que esses episódios finais, tão esperados pelo fandom, não sofram alteração. Hoje, eu e a Vicky falaremos nossas impressões a respeito do primeiro episódio, que foi transmitido dia 9 de janeiro, e continuaremos fazendo isso semanalmente. A segunda parte da quarta temporada de Shingeki no Kyojin terá 16 episódios, lançados semanalmente aos domingos na Crunchyroll e na Funimation.

Sinopse

A linha que separa amigos e inimigos vai ficar ainda mais turva. A Guerra de Paradis vai explodir em Shiganshina, e, com o decorrer da batalha, a verdadeira intenção das mentes por trás do conflito ficará cada vez mais clara. Baseado no mangá de Hajime Isayama, um dos mangás mais vendidos de todos os tempos, com mais de 100 milhões de cópias em circulação no mundo, o anime desta franquia premiada é produzido pelo estúdio MAPPA (Banana Fish, Jujutsu Kaisen, Zombie Land Saga) e licenciado pela Kōdansha (Akira, Fairy Tail, En’en no Shōbōtai, Tensei Shitara Slime Datta Ken).

Vicky

O primeiro episódio vai quase que direto para ação: Zeke está recuperado de seus ferimentos, e Armin, Mikasa e os outros devem decidir se ajudam Eren ou não. O exército de Magath está conectando os pontos para descobrir o plano dos irmãos Yeager e estabelecer um objetivo: impedir que eles ativem o poder do Titã Fundador. As cenas são muito bem construídas, com o intuito de mostrar a complexidade de cada personagem, forçando-os a confrontarem suas emoções e não apenas senti-las, mas se desafiarem perante as situações extremas que estão enfrentando. Uma das primeiras imagens é um Zeke nu e perplexo, que emerge da casca do cadáver de um Titã, como se ele tivesse renascendo e trazendo uma ideia que já é bem explorada no anime: a morte como uma necessidade para o renascimento.

Haydaru

O primeiro episódio nos traz uma coisa que muitos estavam ansiosos para ver: o confronto de dois personagens (Eren e Reiner), e que luta, meus amigos! O episódio foi recheado de ação do início ao fim, tanto no confronto dos dois personagens como também com vários pequenos acontecimentos que estão se desenrolando. A primeira parte dessa temporada final mesclou com excelência os combate e os dramas pessoais, mas, aparentemente, os episódios finais da obra focarão no campo de batalha.

Vicky

A chegada dos guerreiros de Marley à ilha nos mostra determinação, vingança e até afeto. A primeira coisa que Magath faz ao ver Gabi é dar-lhe um grande abraço, antes de repreendê-la por sua decisão de ir à ilha. Com isso, assim como as palavras que Pieck diz à garota – sobre não acreditar em Marley, mas em seus companheiros lutadores -, percebemos que esse grupo confia um no outro. Será que isso se manterá nos próximos episódios?

Por outro lado vemos em Armin, Mikasa e os outros a dúvida. O grupo não sabe no que acreditar, até que Armin, nos mostrando seu lado pacifista e retórico, decide expor uma ideia que coloca em xeque tudo que ele já viu: e se for Eren quem está usando Zeke? E se o que vai acontecer é que, uma vez que ele acesse o poder Fundador, ele decidirá o que acontece com todos? Eren tem algum outro plano em mente?

Haydaru

A forma como desenvolveram os diálogos dos personagens que não sabiam em quem confiar, enquanto tudo acontecia na superfície, escolhendo se ajudariam ou não, ficou muito boa! Aposto que muita gente ficou ansiosa para o próximo episódio, para ver como tudo vai se desenrolar, o que é bem o estilo de Shingeki no Kyojin: nos deixar querendo mais. O resto do episódio se concentra totalmente nas sequências de ação, dando o tom que os primeiros capítulos da reta final terão: frenesi, violência entre os titãs, lutas épicas.

Vicky

Muitos detalhes no ambiente podem ser observados: poeira, detritos e deslizamentos de terra, vistas panorâmicas de Shiganshina, trabalho de sombras profundamente marcados, densidade no som para enfatizar a brutalidade dos golpes, elementos como as faíscas que saem dos nós dos dedos de Reiner ao atingir os braços de Eren ou os efeitos do sangue e músculos expostos do Titã. Cada elemento é bem pensado para dimensionar bem a luta. A utilização de CGI é mais limitada e utilizada em momentos em que a cena tem alguma estabilidade; o movimento dos Titãs é voltado principalmente para a animação tradicional, e me parece muito bem construída. Os tons amarelados da fotografia remetem a “sujeira” e calor, associados ao fervor do momento. Julgamento teve um começo avassalador, conseguindo responder a algumas perguntas e criando novos mistérios, e estou com grandes expectativas para o que vem por aí.

Haydaru

A trilha sonora de Shingeki no Kyojin está entre as minhas favoritas. É impossível não se empolgar com os arranjos sendo colocados em momentos perfeitos, deixando tudo mais frenético e tenso. Durante todo o episódio, a animação também estava com uma ótima qualidade do início ao fim, muito fluida e dinâmica, o que aumentou mais ainda a excelência das cenas. Resumindo, eu gostei bastante desse primeiro episódio, toda a escolha de trilha sonora desde a opening até a ending, para mim acertaram muito, assim como a animação, que está muito bem desenvolvida e com uma palheta de cores maravilhosa: um episódio com muita ação o tempo todo, chegando ao fim no clímax bem ao estilo Shingeki no Kyojin. Estou muito ansioso para o episódio 2 e para obter respostas sobre algumas perguntas: quem salvou Zeke do ataque das lanças? Para onde Hange fugiu com o corpo destruído de Levi e como ela cuidará do capitão? Como será que Armin e a Divisão de Reconhecimento irão interferir na batalha dos Titãs?

Vicky

Com a estreia da segunda parte da temporada final de Shingeki no Kyojin, o canal oficial de animes da distribuidora Pony Canyon no YouTube liberou para todos as versões sem créditos das sequências de abertura e encerramento do anime. A épica abertura conta com a música The Rumbling, pela banda SiM (Let It End de Shingeki no Bahamut: Virgin Soul), e o encerramento é embalado pela música Akuma no Ko, por Ai Higuchi.

Com apenas três dias após o lançamento, a abertura já conta com mais de 10 milhões de visualizações, e o encerramento está chegando em 4 milhões de visualizações.

Foi divulgada uma nota de agradecimento aos fãs no Twitter oficial do anime, com a mensagem em japonês, inglês, espanhol, francês e português. Confira a seguir:

Haydaru

Seguindo o cronograma de lançamento do MAPPA, o episódio 77 de Shingeki no Kyojin será lançado no próximo domingo (16), estando disponível simultaneamente nos streamings da Crunchyroll e da Funimation a partir das 17h45min. O horário estabelecido contém um atraso de algumas horas em relação à disponibilidade no Japão e nos Estados Unidos devido a problemas de vazamento em temporadas anteriores. Confira a seguir um preview do episódio 18 da temporada final de Shingeki no Kyojin:

Ficha técnica

  • Anime: Shingeki no Kyojin (進撃の巨人)
  • Episódio: T4E17 Julgamento (断罪 Danzai)
  • Exibido em: 9 de janeiro de 2022
  • Criado por: Hajime Isayama
  • Direção: Yūichirō Hayashi
  • Roteiro: Hajime Isayama, Hiroshi Seko
  • Elenco: Takehito Koyasu, Yoshimasa Hosoya, Ayane Sakura,  Natsuki Hanae, Toshiki Masuda, Manami Numakura, Yūmi Kawashima, Ayumu Murase, Masaya Matsukaze, Jirō Saitō, Tōru Nara, Yū Shimamura, Yūki Kaji, Kazuhiro Yamaji, Hiroshi Kamiya, Romi Pak, Kishō Taniyama, Hiro Shimono, Yū Kobayashi
  • Duração: 24 min