Pular o menu
 

Ai-Suki

Review: Special A e o romance escolar nonsense

:: 2 minutos de leitura

Hoje temos mais uma review de shōjo. Hoje vamos falar sobre o anime Special A.

ShiemyAutor(a)

Sinopse

Special A conta a história de Hikari, uma garota viciada em luta livre, acostumada a derrotar todos. Até que ela conhece Kei Takishima, o desafia para uma luta e é vergonhosamente derrotada. Depois disso, ela passa a fazer de tudo para derrotá-lo em alguma coisa. Mas não importa o desafio, ele sempre vence.

Extremamente obstinada, ela continua tentando e passa a estudar na mesma escola que ele. É uma escola de elite para ricos, com os sete melhores alunos formando uma turma de elite chamada Special A (ou, carinhosamente, S.A.).

É engraçado porque a escola já é para pessoas ricas. Ainda assim, a Special A é um ponto fora da curva. Em vez de aulas, eles ficam tomando chá em uma estufa (bando de burguês safado).

O que ela não percebe é que o seu eterno rival é loucamente apaixonado por ela desde a infância.

Análise

Special A é uma comédia romântica com pitadas caprichadas de nonsense. Hikari é uma garota extremamente honesta e leal, que valoriza bastante seus amigos da S.A. e que faz o melhor arroz da história dos animes. Ao mesmo tempo, ela é uma garota ingênua e cabeça de vento, o que explica ela não perceber os sentimentos que Kei obviamente tem por ela.

Enquanto isso, Kei é um cara extremamente talentoso, mas cuja vida é vazia e solitária sem ela. Gosta de provocá-la por ela ser a segunda colocada em tudo, mas ao mesmo tempo não aceita que ninguém fale mal dela e admira mais do que qualquer pessoa o seu esforço e gentileza.

Os outros membros da S.A. são muito fofos e o desenvolvimento dos casais secundários é maravilhoso. Não dá para não ficar no modo “ouuuuunt” enquanto assiste. Ao mesmo tempo, eu estava rolando de rir.

Por outro lado, a arte e a animação são estranhos em alguns pontos. Segue aquele clássico modelo de traço shōjo com pernas gigaaaaantes (alô, XXXHolic). Mas, para algo feito há tanto tempo, a animação é boa. Eles usam uma técnica que eu adorei, que é aplicar um filtro que torna as cores mais pastéis em cenas românticas mais marcantes. Como o uso é ocasional, não deixa cansativo ao mesmo tempo que dá um ar ainda mais bonito nas cenas chave.

É uma obra que realmente vale assistir. Seja para dar umas boas risadas ou para entrar no modo “dando gritinhos enquanto assiste”. Ou para fazer os dois, como eu.

Voltar ao topo