Notícias em Geral

Possível Venda da Editora Panini preocupa Fãs de Mangás no Brasil

:: um minuto de leitura

Se você coleciona mangás e já acha super difícil fazê-lo, fique ligado nessa notícia bombástica que surgiu no começo desse mês! Sua coleção pode estar correndo perigo!

Possível Venda da Editora Panini preocupa Fãs de Mangás no Brasil

Há exatos seis dias saiu em vários sites de notícias do mundo a repercussão da matéria publicada pela revista italiana Il Mondo (revista especializada em economia e cultura) em que é dito que a Editora Panini estaria sendo disposta a venda.

Essa notícia já afeta os brasileiros, pois o grupo editorial é responsável por publicar alguns dos principais mangás no país. A revista italiana afirma existir um documento que detalha as atividades estratégicas da Panini, e que esse já está em posse de possíveis compradores.

Dentro desse grupo de “novos proprietários” nomes como Marvel (EUA), e as nipônicas Kodansha e Square Enix. Seria isso um dos motivos para a preocupação dos fãs. Visto que a editora tem publicações diversas em território nacional, e a compra dela por qualquer uma das citadas pode colocar em risco a continuação de algumas publicações.

Isso porque no caso dos mangás, publicações como Bleach e Naruto ligadas à editora japonesa Sueisha, poderão ser canceladas caso a rival Square Enix compre a Panini. Já se for à editora americana é provável que até os mangás deixem de ser publicados.

Para os colecionadores um problema, visto que a indústria nacional vive uma época de estabilidade, embora ainda conte com um pequeno universo de casas editoras especializadas no gênero oriental.

A perda de uma editora conceitual pode causar crise entre os fãs que sentem muito a falta de apoio para manter suas coleções e assim consumir o melhor que a indústria japonesa pode oferecer em termos de diversão.

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo