Na Lupa do Lunei

Novos Discos que não Devem Passar Despercebidos – Parte 3

:: 2 minutos de leitura

Série de matérias voltadas para novos trabalhos lançados que de maneira alguma devem ser tratados com indiferença. Uma fonte segura de informação do meio musical!

Iniciei essa coletânea de matérias no início desse ano para expressar a minha insatisfação, e falta de paciência, com pessoas que reclamam do atual cenário musical, dominado principalmente por o que é sucesso nos EUA, mas não se dão ao trabalho de ir ao Google e pesquisar por algo diferente.

Entretanto, com as mudanças ocorridas no site (ficou legal, não?) as duas primeiras partes se perderam. Nelas continham as resenhas dos ESPETACULARES álbuns da Mika Nakashima (REAL) e da Koda Kumi (Color The Cover), do ótimo Mongol800 (800 Best), e dos bons Ayumi Hamasaki (Love Again), 2PM (Legend Of 2PM) e Scandal (Encore Show).

Fora o absurdamente bom lançamento da banda SNSD (I Got a Boy) que eu comentei separadamente, assim como os horríveis trabalhos mais recentes do PSY (PSY 6 (Six Rules) Part 1) e do SHINee (Chapter 1. Dream Girl – The Misconceptions Of You). Mas, continuarei nossos assuntos a partir daqui.

Aqui postarei mais alguns dos lançamentos que não devem de forma alguma passar com indiferença por suas vidas.

 

DIR EN GREY – The Unraveling

Cumprindo todas as boas expectativas impostas sobre esse novo lançamento. Já o décimo de inéditas da carreira, esses caras mostraram nesse novo mini-álbum que toda a mistura que fazem em seu visual kei com elementos de Hard Rock, rock progressivo, death metal, metal alternativo e outros é uma boa, resultando em ótimas canções, fazendo jus a fama internacional que eles adquiriram.

É uma bela mostrada de dedo do meio para os que dizem que é apenas mais uma banda famosa.

 

 

Álbum completo

 

Miwa Sasagawa – Tokai no Akari

Vinda de uma criação protestante, algo não tão comum para os japoneses, essa linda mulher é dona de uma ainda mais bonita voz. Colocando em suas performances uma referencia gospel e folk, adquirida ainda nos tempos de colégio, as músicas nesse mais novo EP mostram o quão única Miwa consegue ser na J-Music. Cada canção por si só nos transporta até algo diferente. Voz limpa, ótima entonação, suave, mas ao mesmo tempo forte. Tokai no Akari é um show em seis canções.

 

Tokai no Akari


 

Matenrou Opera – Kassai to Gekijou no Gloria

Prestem atenção no que vou dizer agora: este é, sem sombra de dúvidas, o melhor álbum de J-Rock lançado em 2013 até agora. Lhes direi o porquê.

É ridiculamente fácil para uma banda de visual kei ter uma carreira inteira viva através de aparências e fãs retardados que gostam das roupas usadas pelos membros nas fotografias, mas fazer uma música irregular e sem grandes coisas (ou mesmo ruim, péssima).

Mas esses caras mostraram nesse álbum o quão bom pode ser o som dessa mescla do rock japonês. É porrada atrás de porrada. Um peso estupendo, solos incríveis de guitarra, bateria, um vocal arrasador, velocidade, evidências de Heavy Metal, metal sinfônico, Power metal, progressivo num clima tenso e até macabro nas canções, utilização de elementos orientais nos efeitos… Escutem isso.

Gloria

Tags

    Compartilhar

    • Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Telegram
    Você precisa ativar seu JavaScript para acessar os comentários...
    Voltar ao topo