• grupo radiojhero no facebook
  • Anúncio Neko Seville

Confira a opinião da nossa equipe sobre o Anime Friends 2017

Data: Segunda-Feira, 17 de Julho de 2017 - 09:48h Autor: Redação J-Hero comentários

Confira a opinião da nossa equipe sobre o Anime Friends 2017

Olá heroes? Como estão? Espero que bem.

Na última semana ocorreu um dos principais eventos de cultura pop asiática do Brasil e como de costume, nossa equipe esteve presente para dar os seus pitacos e falar como foi cada atração. Alguns ficaram os três dias de evento enquanto outros puderam aproveitar somente um dia, e nesta matéria juntamos as opiniões desses, confira! (Introdução bem breve porque a matéria está enooormeekkkkkk)

 

DJ Mao

Confira a opinião da nossa equipe sobre o Anime Friends 2017

Apesar de estar localizado em uma zona distante do centro da cidade, sendo necessário realizar pelo menos três baldeações partindo da linha azul do Metrô, o enorme Transamérica Expo Center é localizado a apenas cinco minutos da Estação de Santo Amaro. Contando com um enorme estacionamento e dividido em diversos galpões, o Anime Friends 2017 ocupou grande parte do espaço, totalmente coberto e climatizado, dividindo o evento em quatro grandes áreas.

Uma enorme praça de alimentação, diversos stands de games, contando com consoles como Atari, até novidades para PS4 e Xbox One, alguns que o público estava experimentando em primeira mão, como o tão aguardado Crash Bandicoot Remastered.

Na sexta-feira, dia 7, no mini-palco da Energy Drink, atividades das mais diversas rolavam, desde bate-papos sobre curiosidades de Pokémon até um enorme flashmob improvisado com coreografias das famosas bandas pop coreanas.

Andando um pouco mais, encontrávamos com algumas lojinhas espalhadas com action-figures e funkos para todos os gostos, e os palcos Anime e Auditório BBC. No primeiro, bate-papos variados, desde conversas sobre a representação LGBT nos animes pelas meninas da Shounen-Ai/ Shoujo-Ai, até uma palestra super-informativa e reflexiva sobre Mangás, Animes e Psicologia.

Já do outro lado, uma conversa super-descontraída com Takumi Tsutsui, nosso eterno ninja Jiraya, respondendo perguntas dos fãs, cantando as icônicas músicas da série e muita pose digna dos mais clássicos tokusatsus.

Mais tarde, rolou ainda uma conversa muito interessante sobre dublagem com os incríveis Eduardo Borgerth e Luciano Monteiro, vozes de Finn e Jake em Hora da Aventura. Entre os dois palcos, encontrávamos os enormes stands das editoras New Pop e Panini, além de algumas lojas independentes de venda de mangás usados e coleções.

Atravessando para a próxima grande área, finalmente pudemos encontrar os tão esperados stands das lojinhas com os mais diversos itens nerds e otakus, bonecos, almofadas, camisetas, canecas, pelúcias e tudo mais que pudermos imaginar. Além disso, encontrávamos mais dois palcos, onde estavam rolando as apresentações do tradicional Animekê, onde qualquer um podia cantar suas músicas favoritas e soltar a voz, e também o palco Fantasy, onde as apresentações e concursos cosplays aconteceram durante todo o evento.

Por fim, saindo desta última área, encontrávamos uma área enorme com o palco principal. Ao lado, a Friends Shop, onde os fãs compravam goodies dos artístas que estariam presentes no evento, como camisetas, pôsteres e calendários.

Localizar-se dentro do evento era, de fato, um desafio, já que as placas indicativas das áreas eram pequenas e não havia placas nos palcos indicando se o visitante estava na área da BBC ou em qualquer outro palco possível. Ainda assim, o local coberto é interessante por proteger do sol excessivo durante o dia e do vento e frio intenso ao entardecer. Ocupava também uma área bem ampla, o que facilitava a locomoção principalmente de quem mais sofre com o aperto em eventos, os cosplayers.

Um dos momentos mais memoráveis desse primeiro dia de evento foi passear tranquilamente próximo ao palco da Energy Drink, quando olhei para o lado e vejo uma mini-pessoa de cabelo rosa, máscara médica e um chamativo casaco do Brasil: era ninguém menos que a mundialmente famosa cosplayer Reika! Fui a primeira pessoa a reconhecê-la e logo em seguida mais dois fãs se aproximaram também. Óbvio que não perdi a oportunidade e pedi autorização para uma (ou duas) foto. Confesso que a última ficou desfocada devido a minha mão estar tremendo de felicidade.

Por último, às 19h30 em ponto (algo surpreendente, haja vista que a Yamato sempre atrasa o início dos espetáculos musicais), entrava ao palco os incríveis membros do Do As Infinity, pela sua primeira passagem no Brasil. A vocalista, inicialmente tímida, foi se animando e até arriscou algumas frases em português em um dos momentos mais fofos do show. Além disso, não faltaram as clássicas músicas tema de InuYasha, como Fukai Mori, e duas inéditas de lançamento. Ao fim do show, os membros pareciam simplesmente não querer sair do palco, agradecendo inúmeras vezes em três línguas por cinco minutos, acenando para o público.

No domingo, a cosplayer Reika distribuiu autógrafos e fotos para quem comprasse seu copo personalizado no palco da Energy Drink. Houve também uma enorme concentração de pessoas em volta do palco BBC, onde ocorreu um dos momentos mais esperados por todos, a palestra do dublador Guilherme Briggs.

O show do T.M.Revolution, pela primeira vez no Brasil, tocou sucessos como Resonance de Soul Eatere Heart of Sword de Rurouni Kenshin. Seu vocalista Takanori Nishikawa, famoso também pela banda Abingdon Boys School, brincou com palavras em português usando o Google Tradutor, soltou a voz em duas músicas lentas que foram embaladas por bastões de luz da platéia e agitou, com suas quatro dançarinas, coreografias super-sincronizadas. Infelizmente, diferente da maioria das bandas, o cantor não voltou ao palco para um encore.

 

Redator Kurama-Gil

Confira a opinião da nossa equipe sobre o Anime Friends 2017

E ai pessoal tudo bem? Kurama-Gil aqui, e após curti o último dia de Anime Friendstenho algumas coisinhas para compartilhar com vocês. De uns anos para cá a Yamato sofreu muitas criticas em relação ao que o Anime Friends estava se tornando, muitos chegando a falar que havia se tornando um evento de cultura pop (algo que é totalmente verdade) uma vez que o público abordado no evento em questão ultrapassa a restrição do público otaku, tendo stands sobre Harry Potter, Supernatural e heróis de variados tipos.

Além disso, a Yamato vem apostando há alguns anos em levar YouTubers, independente do conteúdo que ele passe, sendo desde Game Play até Vlogs e tudo mais. Porém, muitas pessoas vieram reclamando que a Yamato está perdendo o foco no público otaku e está olhando somente o dinheiro (algo que também não deixa de ser uma verdade). No entanto, algo que nos surpreendeu este ano foi a aposta totalmente perigosa, digamos assim, da empresa. Esse ano, ela mudou o lugar o Anime Friends, que antigamente era no Campo de Marte, e diminuiu a quantidade de dias que eram seis dias de evento.

Bom, tenho que reconhecer que de inicio foi algo que não me agradou (eu, Kurama-Gil), porém parece que deu muito certo, o lugar apesar de ser fechado é muito grande, conseguindo suportar o grande número de fãs que o Anime Friends sempre traz, e, além disso, a Yamato não desistiu de trazer YouTubers, mas desta vez trouxe uma galera que tem a ver com o público que frequenta o evento. E, além disso, trouxe muitos shows internacionais sendo que no domingo teve dois shows sensacionais um seguido do outro, e estou falando de Asian Kung-Fu Generation e T. M. Revolution.

Asian Kung-Fu Generation

O primeiro show que vou falar foi do Asian Kung-Fu Generation, que tenho toda a certeza que fez parte da infância de muitos, pois eles são os responsáveis pela segunda abertura de Naruto. Só posso falar uma coisa, quando começou a tocar Haruka Kanata, foi um misto de sensações e deu para perceber ao redor que tinha pessoas simplesmente chorando enquanto tocava, e outras que seguraram o choro e cantaram com toda a força com os olhos cheio de lágrimas, isso nos mostra que uma simples música tem um peso enorme em nossas vidas.

Em cada música que tocava, mesmo aquelas que muitos de nós não conhecíamos a letra, todos os fãs se entregavam de um jeito, tentando ao máximo demonstrar a imensa alegria por estar na presença de uma banda que mais uma vez digo, fez parte da infância de muitas pessoas que ali estavam.

E a mesma coisa aconteceu quando tocou Blood Circulator a 19º abertura de Naruto Shippuden, apenas no solo inicial já começou uma gritaria, uma alvoroço, o “engraçado” é que do nada um rapaz que estava atrás de mim veio para na minha frente, pulando igual um louco de tanta emoção pela música. A Yamato está de parabéns em relação à estrutura do show, para vocês terem uma ideia, tinha ar condicionado que estava funcionando muito bem, proporcionando uma maior comodidade para todos. E o som das músicas não atrapalhava os demais palcos.

T. M. Revolution

Tenho que admitir esse show do T. M. Revolution foi um dos mais bonitos que eu já vi, tanto pela coreografia, quanto pela entrega do cantor em cada música, desta forma não deixando transparecer seus 46 aninhos, tá ok que as primeiras músicas foram playback, pois Takanori Nishikawa dançou muito e acredito que não há cantor no mundo que aguentaria aquele ritmo durante uma hora e meia de show cantando e dançando.

E mais uma vez dou meus parabéns para Yamato, pois as estruturas dos palcos estavam sensacionais, tanto que nenhum show ou palestra atrapalhou outro que estava acontecendo na mesma hora.

Apenas uma crítica é em relação ao pouco número de stands do evento. algo do tamanho do AF ter apenas uns quatro stands destinados só para figures e uns três para camisetas foi muito pouco, de resto tudo foi muito bom, a praça de alimentação simplesmente sensacional, estava dividida em duas partes e com uma variação bacana para comer, pode ser que os preços estavam um pouco altos, mas fazer o quê? É evento, e normalmente nesses ambientes o preço da comida é um pouquinho salgado, mas foi bem organizado.

 

DJ Urameshi

Confira a opinião da nossa equipe sobre o Anime Friends 2017

Devido a diminuição da quantidade de dias achei que iriam muito mais pessoas do que foram, um dos motivos que possa ter afastado o pessoal se deve ao preço dos ingressos que estavam bem mais caros em relação ao do ano passado, e uma outra é a questão da quantidade limitada de ingressos levando as pessoas pensarem que já estavam esgotados.

Este ano tiveram duas praças de alimentação com bastantes variedades de alimentação fazendo com que não gerasse tantas filas e tivesse mais lugares para sentar, além de ter vários carrinhos de bebidas circulando o tempo todo pelo evento.

O fato de ser em um lugar fechado e com ar-condicionado contribuiu bastante, pois caso tivesse muito calor lá fora, dentro dos espaços a temperatura estava agradável, e caso viesse a chover não teria corre-corre e muitas pessoas acumuladas nos espaços cobertos.

O que atrapalhou um pouco no evento foi que alguns palcos tiveram atrasos e justamente o palco principal uma das atrações do sábado teve de ser cancelada devido ao atraso de quase 2h e o pessoal da organização não sabia com precisão em que momento iria abrir o palco. No mais o evento foi sensacional, principalmente os shows de encerramentos à noite.

 

Redatora Fany-Chan

Confira a opinião da nossa equipe sobre o Anime Friends 2017

Como essa foi a primeira vez que fui ao evento, não tenho algo a comparar. E para a minha primeira experiência, que ocorreu no segundo dia, sábado 8, o evento satisfez as minhas expectativas. O Transamerica Expo Center atendeu bem ao evento, e apesar de ter muitas pessoas circulando pelos espaços, dava para andar sem ficar esbarrando nelas, mesmo com as mochilas enormes nas costas.

Este ano muitas pessoas decidiram não ir ao evento pelo preço, que realmente ficou um pouco salgado para o bolso de jovens, que muitas vezes ainda não possui uma fonte de renda. No entanto, ficou visível que o dinheiro investido valeu a pena. As atrações realmente foram interessantes e os shows foram marcantes. Se as próximas edições tiverem a mesma qualidade ou for ainda melhor eu investiria sem medo o preço exigido pela Yamato.

As únicas coisas que me incomodaram foi a falta de sinalização ou de mapas para nos guiar, porque o local é enorme e como eu sou guiada pelo espírito do Zoro, meu senso de direção é horrível, e por muitas vezes me perdi dentro do evento. Sem contar que os próprios staffs não souberam me indicar corretamente os locais em alguns momentos. A outra coisa que incomodou, foi as lojas de produtos nerds e otakus ficarem praticamente escondidas, visto que só as encontrei numa das vezes que me perdi.

Confira a opinião da nossa equipe sobre o Anime Friends 2017

Em relação aos horários dos shows, eu não tenho muito que falar, pois cheguei atrasada em todos (já falei que me perco facilmente?). Mas uma coisa legal no evento foi o “posto médico” montado próximo ao palco principal. Um de meus amigos passou mal e foi muito bem recebido pelos funcionários que ali estavam.

O guarda volumes também foi uma ótima ideia, mas o local escolhido não foi muito bom, podiam ter colocado próximo à entrada para que quem já quisesse deixar suas malas em algum lugar, não precisar ficar carregando elas para todo lado até encontrá-lo.

Apesar de ter tido alguns pontos negativos, para mim, o evento no total teve mais pontos a favor do que contra, e ninguém é perfeito, né nom? Então fica aí a nossa expectativa para a próxima edição. Que a produção da Yamato possa trazer mais atrações internacionais interessantes e que possam se atentar aos erros cometidos nesta edição para que na próxima não ocorram e façam o evento ser ainda mais épico.

Fica aqui o nosso agradecimento à equipe da Yamato por ter permitido a nossa equipe cobrir o evento.

E agora queremos saber, qual foi a opinião de vocês, leitores e ouvintes J-Hero?

Para vocês relembrarem ou então se "sentirem" dentro do evento, fiquem com uma “pequena” cobertura fotográfica fodástica feita pelo DJ Urameshi e por mim, Fany-Chan.

Aviso: Se você for o cosplayer de alguma destas fotos, nos avise para colocarmos os créditos.

Aviso 2: Caso não consiga ver nossa galeria basta ativar o Adobe Flash Player em seu PC.

Qual o melhor filme de animê de lançado em 2017
SAO: Ordinal Scale
No Game No Life Zero
Pokémon 20: I Choose You!
Digimon Tri - OVA 05
Ver resultado

78 votos até o momento.

LiSA - Catch the Moment Video: LiSA - Catch the Moment
TOP - PARCEIROS:

Seja Parceiro! Camiseta da J-Hero Otaku Store Dragon Ball Limit-F

+ Parceiros:

Oruske Downloads OtakuBR - Mangás Aenianos Fansubber TrendGames Animes Fan Down SPLATOONBRASIL Tokyo Ghoul Project Dragon Ball Z Sem Limite Nintendista Oficial Central Animania Ranma Tanma Otaku Nyan Scan Dragon Ball Z Fanson Notícias Ani-Hongo SuperScan MangáMania Otaku na Rede Otaku World XD Dublagem Brasileira Fansub Anime Land

Clique aqui para ver a lista completa